Nutrição

Umectação Capilar: o que é, como fazer e os benefícios para o cabelo

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A maioria das cacheadas, crespas e em transição já conhecem a umectação capilar. Se você está chegando agora ao mundo dos cachos bem tratados, conheça essa técnica que, na minha humilde opinião, é milagrosa.

O que é umectação capilar?

Umectar é o mesmo que umedecer o cabelo. Tá, mas umedecer com o que? Óleos! Por isso, a umectação entra na etapa da Nutrição do Cronograma Capilar.

Mas não é só isso. A Umectação, segundo reza a lenda, é uma técnica de massagem capilar indiana que, há milênios, é passada de mãe para filha. As indianas creditam o rápido crescimento de seus cabelos a isso!

A Umectação Capilar Indiana

Depois que eu descobri que as indianas já praticam a umectação capilar há muito tempo, fiquei curiosa de como elas fazem essa massagem e encontrei um vídeo muito legal. Me sinto relaxada só de olhar e ouvir o sotaque dessa moça!

Confesso que eu não faço a umectação assim e sempre tive ótimos resultados. Como eu explico mais a frente, não gosto de passar o óleo no couro cabeludo, pois sinto que ele não sai completamente do cabelo depois, deixando algumas parte com aquele aspecto molhado ou até oleoso. Além disso, sinto que meu cabelo perde volume, o que eu não gosto. Meu jeito de massagear o cabelo também é diferente: eu enluvo as mechas do cabelos, assim como faço em hidratações.

Depois de ver esse vídeo decidi tornar o momento da umectação mais relaxante. Pretendo fazer essa massagem no couro cabeludo e colocar uma música bem tranquila. Veremos!

Por que umectar o cabelo?

Como a Ana explicou no post Coisas que você não sabia sobre seu cabelo, o cabelo cacheado é naturalmente ressecado, pois o óleo produzido pelo couro cabeludo encontra desafios para nutrir todo o cabelo. Portanto, precisamos dar uma forcinha. Além disso, a massagem auxilia no crescimento do cabelo ;)

Quais os benefícios da umectação para o cabelo?

Umectar os fios com óleos vegetais ajuda o cabelo a repor nutrientes, combatendo o ressecamento, o frizz e a aspereza. Além de dar um brilho lindo ao cabelo, ele fica mais macio e definido.

A umectação sela o fio do cabelo, mantendo-o hidratado por mais tempo!

Como escolher o óleo mais adequado para o seu cabelo?

Na hora de escolher o óleo usado na umectação, é fundamental que ele seja vegetal, ou seja, o óleo que é extraído das plantas, geralmente das sementes, e é rico em triglicerídios (a gordura extraída da planta), segundo o Wikipedia.

Alguns dos óleos que você pode usar:

    • Azeite de Oliva Extra Virgem: é o queridinho de 9 entre 10 cacheadas e eu me incluo nessa! É fácil de achar, acessível e tem um efeito maravilhoso, propiciando brilho e vitalidade ao cabelo. Além disso, o azeite possui antioxidantes que são  capazes de combater os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento das células.
    • Óleo de Amêndoas Doce: é rico em vitaminas A e B, tem alto poder penetrante, hidrata e nutri o cabelo. Sem contar que é barato e fácil de achar. Eu adoro!
    • Óleo de Rícino (mamona): muito conhecido por seu efeito laxante, o óleo de rícino é super barato, fácil de encontrar (farmácias) e de fácil aplicação. Ele é outro queridinho entre as cacheadas, propiciando maciez, limpeza dos fios e crescimento do cabelo. Confesso que não percebi diferenças na limpeza e no crescimento do cabelo, mas só o usei uma vez.  Ah, o cheiro é bem desagradável e é mais “consistente” do que outros óleos. Dica da leitora Camila: misturar o óleo de rícino com essência de uva, ou outra de sua preferência, para disfarçar o cheiro do óleo.
    • Óleo de Coco: Nunca usei, mas é o primeiro óleo da minha lista de desejos. Só vejo elogios, do cheiro aos benefícios para o cabelo. Quando testar conto para vocês! Update: Comprei e já usei algumas vezes e é realmente muuuito bom! Paguei cerca de 30 reais no Óleo da marca Ducoco e dura bastante. Então o custo/benefício é interessante. Porém, o azeite de oliva ainda continua sendo meu queridinho para umectação.
    • Óleo de Abacate: O óleo obtido do fruto, não o da semente, é rico em lecitina (ajuda contra queda de cabelo), ômega 9 (ácido oleico), vitaminas A, D e E. Nunca usei o óleo, apenas bati o fruto com creme de hidratação e o resultado é maravilhoso!

 

#FiqueAtenta: óleos vegetais são insolúveis em água e geram impactos negativos ao meio ambiente. Portanto, não jogue óleos na pia. O descarte deve ser feito da mesma forma que os de óleo de cozinha.

Obs: Não me refiro ao óleo usado no cabelo, pois a quantidade de óleo usada é pequena e nem teria como ficar “descartando-a” antes de lavar o cabelo (e mesmo assim não sairia todo o óleo). Me refiro ao óleo que você irá descartar por algum motivo sem tê-lo usado e agradeço à leitora Semyramis que levantou a dúvida, me permitindo melhorar o post. <3

Como fazer a umectação?

Basicamente, já vi meninas testando a umectação de dois modos:

1-    Dormir com o óleo no cabelo: aplicar o óleo no cabelo sujo, dormir com uma touca e enxaguar na manhã seguinte: Minha opinião: Essa maneira me incomoda muito. Acabo acordando várias vezes durante a noite e o resultado é uma bela dor de cabeça. Por outro lado, por ficar mais tempo, sinto que o óleo age mais no cabelo.

2-    Passar no cabelo antes da lavagem (pré-poo): Aplicar o óleo no cabelo, deixar agir pelo tempo que for possível e enxaguar. Minha opinião: É bem mais prático do que a primeira opção e melhora muito o aspecto do cabelo. Gosto de colocar o cabelo na touca enquanto espero. É o método que mais uso (:

Por que fazer a umectação com o cabelo sujo?

No grupo Cabelo Cacheado (Curly Hair), surgiu a dúvida se o cabelo deveria estar limpo ou não na hora de fazer a umectação. Sempre fiz com o cabelo sujo, pois foi assim que aprendi. Dia desses estava com o cabelo com muitos resíduos e quis lavar antes. Além disso, me pareceu lógico que se na hidratação precisamos lavar o cabelo para abrir a cutícula do fio e assim fazer com que o cabelo absorva melhor a hidratação, o mesmo se aplicaria para a umectação. O cabelo ficou lindo, mas diante da afirmação de algumas meninas que o cabelo tem que estar limpo, me surgiu a dúvida. Será que tenho feito a umectação errado? Os resultados que sempre tive me mostravam que não. Comecei a pesquisar e descobri que:

Os óleos (com exceções) não penetram os fios, portanto a cutícula não precisa estar aberta para receber a umectação, como na hidratação. Os óleos selam os fios e mantem a hidratação. Sendo assim, o cabelo pode, sim, estar sujo!

Teste!  De qualquer forma, faça um teste e lave primeiro. Quem sabe se dessa maneira não funciona melhor para o seu cabelo? Aproveite e faça uma hidratação antes! Quando fiz dessa forma, só tomei o cuidado de passar pouco óleo, principalmente na raiz, e lavá-la novamente. Deu certo, porém continuo fazendo o 1 e 2 quando o cabelo não está com excesso de produtos.

Recomendações gerais para aplicação do óleo no cabelo:

      • Como a raiz do meu cabelo é (muito) mais oleosa do que o comprimento, sempre evito passar óleo nela. Mesmo lavando o cabelo depois, sinto que o cabelo fica pesado e sem volume, o que eu d-e-t-e-s-t-o. Além disso, evita a caspa e descamação do couro cabeludo. Porém, a técnica indiana frisa que o óleo deve ser aplicado no cabelo fazendo muita massagem nos fios. Não se trata apenas de banhar os fios no óleo, mas sim relaxar e curtir a massagem!
      • Lavar muito bem o cabelo, principalmente a raiz. SEMPRE. Quando passamos óleo no cabelo, mesmo que misturado a cremes de hidratação, é essencial que enxaguemos o cabelo para evitar a oleosidade. Obs: Meu cabelo é tipo 3A. Já percebi que meninas tipo 4 a para cima não têm a raiz tão oleosa e podem se jogar nos óleos sem tanto medo. É aquilo, cada cabelo uma sentença.
      • Passe o óleo nos fios, enluve mecha por mecha, fazendo movimento de cima para baixo, repetidamente. Já vi gente que faz esse movimento 70 vezes por mecha. Eu, sinceramente, não tenho tanta paciência, mas sempre capricho e paro quando percebo que o atrito com cabelo deixou minha mão quente, pois o calor gerado potencializa o resultado.

#FicaDica: você pode potencializar mais ainda sua umectação esquentando o óleo antes da aplicação, pois o calor faz com que os nutrientes selem muito mais o fio. Mas, atenção, esquente em banho maria ou no micro-ondas o suficiente apenas para amornar o óleo.

Resultado:

Na foto, estava no meu 2º day after após umectação com azeite de oliva e hidratação com duas colheres de Skala e mel.

Resultado da Umectação com azeite: cachos bem definidos e cabelo com aspecto saudável!
Resultado da Umectação com azeite: cachos bem definidos e cabelo com aspecto saudável!

E aí, o que acharam? E vocês, como e com qual óleo costumam fazer a umectação?

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Você também pode gostar: