low/no poo

Guia low poo: o que é, como começar e produtos liberados

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Olá Cacheia! O post de hoje é um guia completinho sobre a “técnica low poo”, uma técnica que ficou super conhecida lá fora a partir de  Lorraine Massey, fundadora da marca Deva Curl. Lorraine sistematizou o que chamou de “método da garota cacheada” e publicou no livro Curly Girl. Para nossa alegria, o livro acaba de ser traduzido pela Editora Best Seller e chega ao Brasil sob o título “O manual da garota cacheada”.

Sobre os sulfatos

Em inglês, low pode ser traduzido como “pouco” e poo é “shampoo”. Assim, o que essas duas palavrinhas estão descrevendo é uma técnica que visa diminuir o uso de shampoo. Mas não é só isso, nessa técnica o shampoo comum é substituído pelo shampoo sem sulfato. Eis o porquê: os sulfatos são utilizados para realizar uma limpeza profunda dos fios e podem causar ressecamento e perda da oleosidade natural. Assim, a ideia do low poo é garantir uma limpeza adequada e a hidratação dos fios.  Mas aí vocês me perguntam: “Meu deus! Mas como eu vou saber se o produto tem sulfato ou não? Preciso decorar os nomes?” Não necessariamente. Vamos colocar abaixo uma tabelinha com os sulfatos que você deve evitar. Tire uma foto e consulte quando for necessário :)

sulfatos-para-evitar1

E como essa limpeza é garantida? Bom, existem outros componentes que ajudam na limpeza dos fios. Os shampoos sem sulfato geralmente criam menos espuma mas não se preocupe, espuma não é necessariamente um sinal de que o produto é bom! Você já deve ter notado que muitos shampoos possuem por exemplo, Cocamidopropyl Betaine na fórmula. Esse componente surfactante auxilia na limpeza e no condicionamento dos fios. Ele ajuda a limpar silicones solúveis e insolúveis em água e está presente na maioria dos shampos para low poo. Então pode ficar tranquila, há um mundo de possibilidades para deixar seus cabelos limpinhos e cheirosos sem usar sulfato :)

Sobre derivados de petróleo

Geralmente os shampoos sem sulfato são capazes de limpar os silicones com eficiência, mas o mesmo pode não acontecer no caso dos derivados de petróleo. Esses componentes podem formar uma capa (que as propagandas gostam de chamar de “filme protetor”) que envolve os fios. Com o tempo, isso pode ir acumulando, acumulando … e aí o cabelo pode encontrar dificuldade para absorver outras substâncias necessárias aos fios. Sendo assim, os derivados de petróleo não são usados nessa rotina. Aí vai uma tabelinha de componentes para evitar, incluindo derivados de petróleo e componentes similares. Tire foto dessa aqui também, poder bem útil para consulta na hora de fazer as compras :)

PETROLATOS-PARA-EVITAR

Sobre parabenos

Os parabenos são componentes conservantes utilizados na indústria cosmética para evitar a proliferação de microorganismos e garantir vida longa os produtos. Os mais comuns são metylparaben, propylparaben,  etylparaben e butylparaben. Existe uma enorme discussão em torno dos riscos ligados ao uso de parabenos. É que esses componentes estão presentes não só nos cremes de pentear mas em vários outros produtos do dia-a-dia: nos hidrantes, nos desodorantes, nas loções e por aí vai. No Brasil, até onde eu sei, a utilização dos parabenos é legal dentro de certos limites de concentração. O Ecycle fez uma matéria explicando um pouco melhor sobre o assunto, quem se interessar pode dar uma olhadinha. O que interessa por hora é dizer que os parabenos não são proibidos para low poo, mas muitas pessoas têm evitado ou reduzido o uso em função da preocupação com a saúde. Algumas marcas já possuem opções de produtos com conservantes naturais e essa informação já vem destacada no rótulo.

Já acabou Cacheia?! Sim gente, já acabamos! Até aqui a gente listou várias coisas proibidas para essa rotina e agora é hora de ver como funciona tudo isso na prática. Vamos falar um pouquinho sobre como começar a técnica, “rotina capilar”, produtos liberados, dúvidas frequentes, etc.

Low poo: como iniciar e rotina de cuidados

Início da rotina

Quer começar o Low Poo? Comece checando quais produtos você tem em casa liberados para a técnica. Se você ainda possui muitos produtos proibidos existem duas opções: utilizá-los até o final e só começar a rotina depois ou doar para alguém :) Certifique-se de higienizar os objetos como pentes, escovas, presilhas, etc; para retirar parafinas, petrolatos e quaisquer outros resíduos de produtos mais antigos. Você pode usar shampoo com sulfato e sem petrolatos para fazer essa lavagem.

Já tem os produtos liberados e quer iniciar a técnica? Comece lavando os cabelos com um shampoo com sulfato e sem petrolatos (pela última vez \o/). Lave bem e se necessário repita a operação. Depois disso seu cabelo estará livre de resíduos e pronto para a nova rotina. Provavelmente seu cabelo vai ficar com uma carinha de ressecado em função do uso do sulfato então você pode fazer uma hidratação (já com produtos liberados para low poo).

Esse shampoo com sulfato para a última lavagem pode ser o que você tiver em casa, não é nada especial. Ele só não pode ter esses itens: óleo mineral (mineral oil), parafina líquida (paraffinum liquidum), isoparafna (isoparafin), petrolatos (petrolatum), vaselina (vaselin), dodecano (dodeceno), isododecano (dodeceno) e alcano (alkane). Eu usei o shampoo da Hidratação Intensiva da Monange, que é baratinho e não resseca tanto. Mas você pode checar o que tem em casa dentro das recomendações anteriores.

Lavagem

Depois de começar a técnica você poderá usar shampoos sem sulfato para higienizar os fios. No final dessa postagem você encontrará alguns exemplos de shampoos “liberados para low poo”. Quem segue o low poo não precisa obrigatoriamente fazer co-wash. O co-wash é a estrela do no poo. Mas se você quiser, pode fazer co-wash às vezes. Mas óh: use o shampoo sem sulfato pelo menos uma vez por semana, não vai esquecer heim! Se você está seguindo o low poo, você não deve substituir o shampoo low poo só por lavagem com condicionador. O condicionador comum não é capaz de fazer uma limpeza eficiente nesse caso. Aliás, uma boa dica é usar um condicionador específico para co-wash. Olha aí os exemplos:

produtos para co-wash no poo low poo guia low poo cacheia

Aqui no blog tem uma postagem da Ray falando sobre co-wash, vale a pena conferir. A proposta do co-wash é lavar os cabelos usando condicionador. Mas o ideal é que não seja qualquer um, ok? A recomendação aqui é evitar derivados de petróleo e também os silicones na composição do seu condicionador para co-wash (!).  Se isso tudo for muita informação para começar, fique só no shampoo sem sulfato mesmo que não tem erro. Comece assim e vá observando seus fios e como eles se adaptam.

Agora vem cá que eu vou falar uma coisa importante: alguns produtos foram desenvolvidos especificamente para co-wash e que necessitam de enxague. Outros, como é o caso do Yamasterol amarelinho que servem como co-wash, condicionador, creme de pentear, etc; permitem que dependendo da função que você escolheu para uso, possam ficar no cabelo. Então fique de olho! Ler o rótulo e as instruções de uso é muito importante.  

Sobre hidratações, nutrições e reconstruções

Sempre que for fazer uma reconstrução é interessante lavar os fios com shampoo sem sulfato. Já as hidratações e nutrições podem ser precedidas pelo co-wash se você não quiser usar shampoo com frequência e estiver seguindo o cronograma capilar. Particularmente, prefiro de lavar o couro cabeludo com shampoo antes de qualquer uma das etapas porque sinto que meu cabelo absorve melhor os tratamentos, mas quando não quero usar shampoo e preciso fazer alguma hidratação utilizo um produto que contenha Cocamidopropyl Betaine na fórmula, como é o caso do novo co-wash da Yamá (amo!).

Pergunta da leitora:Mas Cacheia,  toda vez que for lavar o cabelo preciso usar shampoo sem sulfato + condicionador co-wash?

A resposta é: Não. Na hora de lavar você pode usar:

  • opção 1- shampoo sem sulfato + condicionador (opção mais fácil e importante de todas. Deve ser feita pelo menos 1 vez por semana para evitar o acúmulo de resíduos nos fios)
  • opção 2- shampoo sem sulfato + condicionador com função co-wash
  • opção 3- condicionador co-wash + outro condicionador para low poo

Explicando:

Você pode usar um shampoo sem sulfato e um condicionador liberado para low poo que não necessariamente é co-wash (para ser co-wash o produto não pode ter silicones, então nem todos os condicionadores liberados para low poo servem para co-wash). Essa é a rotina básica: lavar com shampoo, depois aplicar o condicionador, enxaguar e ser feliz :)

Você pode usar um shampoo sem sulfato e usar um condicionador que inclui função co-wash, como é o caso do Yamasterol amarelinho por exemplo. A grande questão é que o Yamasterol não vai ser aplicado na raiz, mas no comprimento, como um condicionador. A vantagem desses produtos multifuncionais é isso <3 

Se você quiser intercalar as lavagens com shampoo e com co-wash, existe essa possibilidade. Então se você costuma lavar o cabelo 3 vezes por semana por exemplo, pode lavar 1 dessas vezes usando o co-wash. Faça assim: passe o condicionador co-wash na raiz faça uma bela massagem e enxague, depois use um outro condicionador liberado para low poo só no comprimento, distribua bem, deixe agir e enxague.

No Low Poo o uso de silicones solúveis e insolúveis é liberado, mas se você sentir que seus fios estão ficando muito pesados reduza o uso. 

Pergunta da leitora: Como eu devo usar os produtos depois que começar o Low Poo? Qual é a ordem?

A ordem é mais ou menos aquela que vocês já conhecem. No dia de lavar, aplique o shampoo no couro cabeludo e esfregue bem (só com as pontas dos dedos, ok? nunca esfregue usando as unhas!), quando estiver prestes de enxaguar puxe o shampoo em direção às pontas. Feito isso, enxague. Se você quiser aplicar uma máscara, pode aplicar depois de lavar o cabelo com shampoo. Aplique a máscara no comprimento e nas pontas (evite a raiz), deixe agir conforme o tempo indicado na embalagem, e enxague. Passe em seguida o condicionador (que também vai ser aplicado no comprimento e pontas e não na raiz), espalhe bem, deixe agir e enxague. Depois de tudo isso, seu cabelo estará pronto para finalizar usando um creme/gel/mousse/leave-in. As recomendações principais são: no momento de secar, não esfregue o cabelo com a toalha, faça movimentos beeem suaves. Use de preferência algum tecido de algodão, como uma camiseta por exemplo, para secar o cabelo. Aplique seu produto para finalizar como de costume. Se não for aplicar nenhuma máscara, a ordem é lavar com shampoo e enxaguar, aplicar condicionador e enxaguar, depois finalizar :)

Se você quiser estabelecer uma rotina de cuidados, sugiro a leitura do post sobre cronograma capilar aqui no blog. Lá já separei alguns dos produtos por etapa: hidratação, nutrição e reconstrução e indiquei quais são liberados para Low Poo e No Poo. Se você não bem a diferença entre produtos de hidratação, nutrição e reconstrução também vale a pena dar uma lida. É importante deixar claro que nem todo mundo que segue o Low Poo segue o cronograma capilar. São coisas diferentes. Ninguém é obrigado a nada nessa vida, então não se sinta obrigado(a) a seguir um cronograma. Mas se você quiser, monte o seu a partir das necessidades do seu cabelo ou siga nosso cronograma para cabelos saudáveis. Se você não quiser, siga seus cuidados normais, só não esqueça da hidratação: muito importante pra quem tem cabelo cacheado/crespo.

Cacheia, e se eu quiser pintar/tonalizar o cabelo?

Mesmo esqueminha. Cheque se a composição do produto é liberado usando a tabela de petrolatos que indiquei anteriormente. Se você não encontrar nenhum dos componentes evitados nessa rotina pode usar :) Agora, se você encontrar algum componente “proibido” e você gostar muito do produto ou se não tiver opções, use. Depois de realizar o processo, lave mais uma vez seu cabelo com shampoo com sulfato seguindo os mesmos passinhos de “como começar” e depois volte para sua rotina Low Poo normal.

Saiba mais sobre o assunto em: cuidados pré e pós coloração para cabelos cacheados e crespos

Atualização 11/09/2016: tem post novo sobre o assunto! Confira nossas dicas de tonalizantes, tinturas e máscaras matizantes liberadas aqui

Low poo: que produtos usar?

Nos últimos meses chegaram várias novidades para Low poo e No Poo. Tantas que fica até difícil acompanhar! Para os fins dessa postagem vou listar apenas as novidades que chegaram recentemente e alguns velhos conhecidos.

É importante destacar que a fórmula de determinados produtos cosméticos muda com frequência, por isso é preciso prestar bastante atenção para saber se de fato o produto continua liberado. SEMPRE CHEQUE O RÓTULO antes de levar um produto pra casa. Existem várias listinhas de liberados disponíveis na internet, elas ajudam muito, mas podem ficar desatualizadas. Preciso destacar também que esses são apenas exemplos  de produtos liberados, o que não quer dizer que todos vão funcionar bem para todos os tipos de cabelo.  Então, antes de comprar vale a pena pesquisar um pouco, ler resenhas sobre o produto que chamar a atenção, etc.

Outro ponto importante: essa é uma postagem que tem o objetivo de ser o mais simples e didática possível, por isso não fui a fundo na explicação sobre essa técnica. A leitura dessa postagem não substitui um estudo detalhado sobre Low Poo. E por último: tem vários produtinhos liberados que não apareceram por aqui. É que existem váaaaaarios e eu não dou conta de listar tudo. Mas vocês podem enviar dicas de liberados pelos comentários que vai ser sucesso! Vamos trocar informações <3 Notou que algum produto mudou a fórmula e já não é mais liberado? Avisa que a gente troca e procura outra opção interessante pra substituir :) Combinado? Então bora lá.

Shampoos liberados para Low Poo:

Condicionadores liberados para Low Poo

Cremes de pentear liberados para Low Poo

Máscaras liberadas para Low Poo

 

Ainda possui algumas dúvidas? Consulte nossa FAQ sobre Low poo e No poo.

Saiba como organizar uma rotina para o seu cabelo através do cronograma capilar. Separamos vários produtos liberados por lá também, de acordo com as etapas: hidratação, nutrição e reconstrução.

 Low poo e receitas caseiras

Se você ama receitas caseiras e vai começar o Low Poo não precisa deixá-las de lado. A Ray fez uma postagem com 10 receitas com apenas dois ingredientes e todas são liberadas para low poo.

Low Poo e cabelos ondulados e lisos

“Low Poo pode ser feito em cabelos lisos e ondulados?” Essa pergunta está cada vez mais frequente por aqui, então decidi atualizar o texto incluindo o tópico. Olha só gente, os cabelos crespos e cacheados são os que mais sofrem com o ressecamento, por isso as técnicas Low poo e No Poo tendem a funcionar melhor para quem possui essas texturas capilares. Por outro lado se você é lisa ou ondulada e  sente que os fios estão muito ressecados e que os shampoos comuns não estão funcionando pra você, pode ser uma boa ideia dar uma olhadinha nos grupos específicos sobre Low Poo e No Poo para lisas e onduladas no Facebook. Lá você poderá encontrar produtos específicos para o seu tipo de cabelo e trocar ideias com outras meninas com o mesmo tipo de cabelo.

Alguns avisos muito importantes:

Essa postagem foi feita a pedido de várias leitoras e visa basicamente expor como funcionam essas rotinas. Existe um período de adaptação para quem começa a seguir essas rotinas. Assim, quem antes usava produtos com muitos silicones e parafinas que maquiavam os fios dando um aspecto saúde e brilho pode se deparar com o estado real dos fios depois de iniciar as técnicas: ressecamento, falta de maciez e brilho. A ideia é que seguindo os novos cuidados, os fios fiquem mais bonitos e mais saudáveis.

O No Poo e o Low Poo são técnicas que têm feito sucesso não só no mundo dos cabelos crespos e cacheados, mas também dos ondulados e lisos. O que não quer dizer que vão funcionar bem para todo mundo. A qualidade dos produtos escolhidos para segir o Low/No Poo e a rotina de cuidados estabelecida interfere muito nesse “resultado final”. Existem muitas pessoas que usam shampoos com sulfato e estão “muito bem, obrigada“, assim como existem outras que não trocam o low poo por nada. As técnicas low poo e não poo não são o único modo de cuidar de cabelos cacheados e crespos, são uma das alternativas.

É muito importante que quem queira seguir uma das rotinas pesquise mais sobre Low Poo e No Poo para decidir qual dessas técnicas é mais interessante para si. Os dois grupos listados abaixo são bem legais para quem interesse numa das técnicas e quer tirar dúvidas e compartilhar experiências. Outro cuidado importante é observar as reações do seu cabelo (está coçando? está caindo? está mais sensível? ou meu cabelo está de fato reagindo bem?). Muitas pessoas possuem alergias que nem sabem! Antes de começar qualquer técnica, não só low poo ou no poo, se pergunte: tenho histórico de dermatites e semelhantes?  Possuo alergia a algum produto ou componente? Na dúvida, procure orientação médica antes de começar qualquer coisa heim! E se um produto/técnica está dando errado, interrompa o uso! Saúde em primeiro lugar!

Referências bibliográficas

Grupo de No/Low Poo

Grupo No e Low Iniciantes

 Leia também:

Melhores finalizadores low poo para cabelos crespos

Melhores máscaras low poo

Produtos baratinhos e liberados pra low poo e no poo

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Você também pode gostar: