Cabelos Crespos e Cacheados

O cabelo tipo 4 e a hierarquização da textura capilar

A luta pela aceitação do cabelo crespo/cacheado tem ganhado cada vez mais adeptos. Não é à toa que hoje em dia, ao andarmos nas ruas ou abrirmos o facebook, nos deparamos com tanta gente que resolveu assumir o cabelo natural. O número de grupos, páginas nas redes sociais e blogs direcionados ao cuidado e valorização desse tipo de cabelo, tem crescido bastante. E o discurso da aceitação e quebra de padrões de beleza capilar vem ganhando espaço não só na internet, mas também em outras mídias.

Mas, ainda existem muitos preconceitos que precisam ser quebrados. E pra derrubar o forninho de muita gente por aí, hoje resolvi falar de algo que julgo ser extremamente importante: ” O CABELO TIPO 4“.

cabelo tipo 4
foto: /afropunk

Antes que muita gente venha de mimimi pro meu lado; não, eu não tenho cabelo tipo 4. Mas como em todos os outros posts que escrevi aqui no blog, sempre procuro pesquisar a respeito, e passar pra vocês informações relevantes e verdadeiras. Por isso, sem essa de “você não sabe o que é ter cabelo desse tipo” (sim, eu já ouvi isso de algumas pessoas).

Os cabelos tipo 4, ou “afros“, são cabelos mais crespos, e por isso, quem os possuem são constantemente vítimas do preconceito, inclusive de pessoas que dizem levantar a bandeira da aceitação do cabelo natural. Isso acontece, porque ainda existe muita gente desinformada por aí. Mas, se você lê o cacheia, a partir de agora não vai ter mais essa desculpa. Ok?

 

  • Entendendo as diferenças do cabelo tipo 4

Dizem por aí, que o cabelo afro é duro e blábláblá… Não gente, não é! Apesar de parecerem grossos, esse tipo de cabelo é bem fininho e possui pouquíssimas escamas, por isso, não são tão brilhosos e quebram com facilidade. Mas, se forem bem tratados, eles ficam com uma textura bem macia ao toque.

  1. 4A – Esse tipo de cabelo é bem parecido com a cabelo tipo 3C, mas possui cachos mais fechadinhos que formam um “S” quando são esticados.
foto: /afropunk
foto: /afropunk
  1. 4B  –  Os cabelos do tipo 4B não formam cachinhos, eles possuem o formato de “Z” e fator encolhimento level 100000000.
Cabelo_4_b
Foto: Blog Aumenta o volume
  1. 4C – Possuem cachinhos extremamente pequenos e fechadinhos. Quase não dá pra notar e o fator encolhimento também é bastante perceptível (cerca de 75% mais curtos).

cabelo_4_c

 

  • Cabelo tipo 4 e Black Power

black_power

Uma dúvida que muita gente tem, é se cabelo tipo 4 desce ou não. Bom,  é bastante relativo. Mas no geral, a tendência é que ele cresça pra cima e a medida que vai ganhando comprimento, vai pesando, e obedecendo a lei da gravidade. Mas, como o fator encolhimento é extremo nesse tipo de cabelo (principalmente o B e o C), normalmente mesmo depois de anos de “criação de cabelos” eles acabam virando “blackões” lindos de viver!

 

  • A HIERARQUIZAÇÃO DA TEXTURA CAPILAR

cabelo_tipo_4_blog_cacheia“Que fique bem claro: não existe cabelo “melhor” ou “pior”, não existe tipo de cacho perfeito. Cada cabelo tem sua característica única e específica. Aprendam a lidar com isso!”

Hierarquizar, segundo o dicionário informal: “Ordenar ou organizar numa hierarquia.”

E por que estou dizendo isso? Porque infelizmente, tem acontecido muito entre as pessoas que possuem cabelos crespos ou cacheados.

Como se não bastasse a pressão do liso perfeito, muita gente ainda quer impor que um tipo cabelo cacheado é melhor do que o outro só por causa da textura, definição, comprimento ou formato do cacho. Sim, isso é querer hierarquizar os tipos de cabelo, e não deve acontecer em hipótese alguma. Mas infelizmente acontece.

Quem tem cachos super definidos, tem cabelos invejáveis, e quem tem cabelo tipo 4, deve mante-lo preso, ou escondido, porque esse tipo de cabelo é feio. ” Cabelo cacheado é lindo, mas quem tem cabelo crespo que não passa nem o pente, tem que ter vergonha de sair com o cabelo solto”, “tá achando que seu cabelo é cacheado? Não é, prende que ta feio.” Acreditem ou não, eu já ví comentários desse tipo, e até piores em fotos de meninas com o cabelo crespo.

Uma coisa que tem me chateado bastante, é que tenho visto muita gente que ainda não assumiu o cabelo natural, devido ao preconceito que sofrem por terem cabelos mais crespos. A maioria nem lembra de como seu cabelo era antes da química, e começam a transição ansiosa por molinhas e encaracolados. O cabelo cresce, e quando percebem que seus cabelos não são do jeito que imaginavam, caem em si. E aí vem a frustração e a vontade de desistir.

Não é à toa que existem tantos salões especializados em proporcionar cachos domados e a “beleza de ser você”. Mas até onde eu ser, a nossa luta não é para que mais e mais pessoas se sintam naturalmente lindas? Então por que padronizar um tipo específico de cacho? Por que se iludir com produtos para “abrir os cachos” ou “reduzir o volume da raiz“?  Fazer isso é enganar a si mesma, porque se for pra assumir o cabelo natural, então entre com tudo e saia de cabeça erguida, porque a beleza do cabelo afro é magnífica, e as pessoas precisam entender isso.

 

  • Aceitação
cabelo_afro_cacheia
foto: /afropunk

Mais do que parar de usar alisamentos e chapinha, assumir o cabelo afro, requer muita confiança e auto-aceitação. Antes de mais nada, pare com essa ideia de querer cachinhos super definidos e milimetricamente perfeitos. Assuma-se linda e respeite a si mesma, assim você vai estar preparada para as críticas que receberá quando colocar o pé fora de casa.

Comece o dia com uma boa dose de exibição no espelho, e diga a si mesma o quanto você é especial. Uma pessoa segura de si, não vai estar nem aí para as piadinhas e risinhos alheios. Se você aprende a quebrar os próprios preconceitos, o  resto é consequência.

As pessoas estranham o que é novo, o que é diferente. Mas é novo, porque a maioria das pessoas ainda não se dispuseram a soltar a cabeleira. Let’s Go! Vamos todos sambar na cara do preconceito. E se não quiserem nos aceitar por opção, que seja pelo cansaço!

Um beijo, :*

 

 

 

 

 

 

 

You may also like