Como escolher o shampoo certo para seu cabelo – parte 2

  • Home
  • Dicas
  • Como escolher o shampoo certo para seu cabelo – parte 2

Agora que você já sabe um pouquinho mais sobre a composição geral dos shampoos já podemos partir para o que interessa: como escolher o shampoo. Confira abaixo algumas dicas para acertar na escolha do shampoo considerando critérios como aparência, pH e estado dos fios.

Aparência: transparente, perolado ou leitoso?

como escolher shampoo certo perolado transparente leitoso

  • Os shampoos transparentes possuem bom poder de limpeza e são indicados para todos os tipos de cabelo. Você pode optar por um shampoo transparente caso tenha o couro cabeludo mais oleoso.
  • Os shampoos perolados possuem alguns componentes que ajudam a tratar os fios mais secos, são o meio termo entre os transparentes e os leitosos.
  • Os shampoos leitosos geralmente são mais hidrantes e  utilizados em linhas dedicadas ao tratamento de fios danificados. São interessantes para cabelos que estão sofrendo com o ressecamento.

Se seus seus cabelos andam secos e opacos os shampoos perolados ou leitosos podem ser uma boa pedida, eles são muito interessantes para quem tem cabelos cacheados ou crespos. Uma outra opção é revezar, utilizando em algumas lavagens um produto mais hidrante e  noutras um shampoo transparente.

Os sulfatos

Os sulfatos são tensoativos utilizados nos shampoos com a função de limpeza dos fios. Mas se por um lado esses componentes dão uma ajuda e tanto na higienização dos fios, por outro eles provocam a degradação da fibra capilar. É considerando que alguns sulfatos podem ser muito agressivos que técnicas como o Low Poo cresceram tanto, já que reduzem o uso de shampoos com esses componentes.

Um estudo realizado na Unicamp mostrou que alguns tensoativos são mais agressivos para os fios. Um dos mais utilizados pela indústria é o Lauril éter sulfato de sódio (Sodium lauryl ether sulfate). Então se você não segue a técnica Low Poo mas quiser diminuir os efeitos do uso de sulfatos no cabelo, vale a pena checar o rótulo e evitar   o Sodium Lauryl Ether Sulfate e seu companheirinho Lauril sulfato de sódio/Dodecil sulfato de sódio (Sodium lauryl sulfate). O Lauril Éter Sulfato de Trietanolamina (Triethanolamine Lauryl Sulfate) é apontado em muitos estudos  pela ação mais suave que o Lauril Sulfato de Sódio e também aparece muito nos shampoos.

Caso você não encontre shampoos sem o Sodium lauryl ether sulfate e o Sodium lauryl sulfate, tente buscar por produtos onde esses componentes não aparecem como principal componente. Explico: se no rótulo de um produto você vê “Aqua/água” e em seguida um desses sulfatos fortes, significa que esses componentes estão presentes em maior quantidade que todos os demais componentes listados. Quando mais afastado das primeiras posições da lista de componentes esses sulfatos estiverem, melhor.

Se bateu a curiosidade sobre o que é Low Poo, confira nosso guia. Lá é possível encontrar todas as informações para começar a técnica, que pode ajudar bastante quem sofre com o ressecamento causado pelos shampoos.

De olho no pH

Já reparou que em alguns produtos capilares é possível encontrar coisas como “pH 6,0”? Esse número às vezes passa desapercebido mas é muito importante para acertar na escolha do shampoo. Aqui no blog tem uma postagem dedicada inteirinha ao pH, passe por lá para entender melhor a dica que vou dar logo abaixo. Por hora, basta saber que o pH é uma medida que ajuda a determinar o quanto uma substância é alcalina ou ácida.

O pH dos nossos cabelos varia entre 4,2 e 5,8. No dia-a-dia, o ideal é utilizar um produto que não tenha um pH muito superior ao pH natural dos fios, estamos falando portanto de algo em torno de 5,5. Na prática, muitos shampoos comuns possuem pH entre 6 e 6,5. Sempre que possível, opte por um pH mais próximo do pH do couro cabeludo.

Para se ter uma ideia, os shampoos antiresíduos que possuem alto poder de limpeza possuem um pH acima de  7! Não é todo dia que você precisa fazer uma limpeza profunda dos fios, certo? Então usar shampoos com pH alcalino (acima de 7) não é algo interessante para sua rotina diária. Usar shampoos com pH muito alto frequentemente danifica os fios, que podem ficar opacos, com pontas espigadas e sem maciez.

Curiosidade: O Ácido Cítrico (citric acid) é utilizado em muitos cosméticos para manter o pH dos cabelos lavados bem próximos ao pH natural dos fios. (Fonte)

E como eu vou saber o pH do shampoo Cacheia? Em geral, as marcas já produzem o shampoo com um pH balanceado, mas caso você sinta que o shampoo que você tem em casa está deixando esse efeito espigado nos fios, vale a pena pesquisar sobre o pH desse produto. Cheque o rótulo atentamente e procure por esse número. Se não encontrar você pode entrar em contato com o SAC da marca.

Shampoos para cabelos danificados ou coloridos

Se seus cabelos andam danificados em função de coisas como coloração, descoloração, relaxamentos, etc; a escolha do shampoo também deve ser bem cuidadosa. Shampoos com componentes como colágeno, queratina, cisteina, serina, prolina, argilina, ceraminas e proteínas hidrolizadas podem ajudar a amenizar os danos causados por esses processos químicos. Quando você sentir que os fios já estão recuperados é interessante buscar por linhas voltadas para o cuidado de cabelos saudáveis. O uso contínuo de produtos com esses componentes pode deixar o cabelo mais pesado e em casos mais graves, provocar danos e causar a quebra dos fios. Tente revezar :)

Shampoo para cabelos oleosos

Se você sofre com a oleosidade dos fios, procure por shampoos transparentes com compostos como arnica, aloe vera, hamamélis, hortelã, jaborandi, etc. Esses shampoos possuem uma capacidade desengordurante mais significativa e deixam aquela sensação boa de refrescância.

Shampoo para cabelos saudáveis

Se seu cabelo está saudável, invista em shampoos com ativos que ajudam a manter a hidratação dos fios: pantenol, glicerina vegetal, extratos naturais, mel, gérmen de trigo, vitaminas, etc.

Dicas para aproveitar melhor seu shampoo:

  • Não confunda excesso de espuma com poder de limpeza: muitos shampoos que espumam bastante podem ser mais agressivos para a saúde dos fios.
  • Evite o excesso de fricção na hora de lavar os fios: Na hora de lavar o cabelo, não é preciso aplicar muito shampoo. Distribua uma pequena quantidade no couro cabeludo e massageie suavemente com movimentos circulares. Não esfregue os fios uns contra os outros, essa fricção contribui para danificar a estrutura dos cabelos.
  • Remova completamente: enxague bem o cabelo antes de sair do banho e não deixe resíduos do shampoo, assim você evita o ressecamento.

*Importante: Não sou tricologista, dermatologista, cosmetóloga, etc. As informações desta postagem não devem ser interpretadas como orientação médica e são baseadas em pesquisa bibliográfica. Todas as referências estão disponíveis abaixo. 

Referências bibliográficas

Cloreto de sódio: análise de sua função na formulação de xampus para manutenção de cabelos quimicamente tratados

Avaliação da degradação proteica da fibra capilar por ação de xampus

Dossiê Fabricação de produtos de higiene pessoal. 

Conservantes – cosméticos e perfumes

O poder dos quelantes

Shampoo – professor Daniel Rossi 

Degradação de cabelo causada por tensoativos: quantificação por meio da análise das soluções de lavagem por espectrofotometria UV-VIS

Maressa De Sousa

Maressa, 22 anos, baiana. Graduada em Ciências Sociais. Ama filmes e livros de ficção e aventura. Para ela, a transição capilar marcou o início de muitas outras transformações.







comments

Comentários

Post excelente e com fontes científicas!! Ótimo trabalho, Maressa, como sempre! Um abraço e parabéns!

Muito obrigada Ana! *-*

Um verdadeiro dossiê sobre shampoo. Maressa como sempre competente em suas postagens. Bjs linda

Muito obrigada pelo carinho Aniele <3

Quem usa shampoo sem sulfato precisa usar condicionador? pois se o shampoo é menos agressivo, acho que não precisa passar condicionador para amenizar, né? ou não?

Oi Clivya, tudo bem? O condicionador não serve apenas para “amenizar” o ressecamento dos shampoos, ele ajuda a deixar os fios mais macios, auxilia no momento de desembaraçar e sela as cutículas dos fios. Eu sou suspeita para falar porque gosto bastante que usar o condicionador rs acho indispensável mesmo, mas sei que algumas pessoas que tem o cabelo mais oleoso dispensam o produto. Tem um outro textinho aqui no blog sobre o assunto que talvez seja interessante dar uma olhada: http://cacheia.com/2016/03/ph-dos-cabelos/

Abraços!


Deixe um comentário

error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.