Cortes

Entrevista com Sabrinah Giampá, da Garagem dos Cachos

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Oi, menines! Tudo bem?

O post de hoje é super especial \o/

Fiz uma entrevista com a Sabrinah Giampá, cabeleireira especializada em cabelos afros, crespos, cacheados e ondulados, com tudo que precisamos saber na hora de cortar nossas madeixas.

Responsável pelo salão Garagem dos Cachos, em São Paulo, a Sabrinah corta o cabelo a seco e usa a linha Deva, liberada para low e no poo. É ou não é aquele salão que você tem procurado há tempos? ;)

como-cortar-cabelo-crespo-cacheado-e-ondulado-entrevista-com-sabrinah-giampa
Sabrinah Giampá, da Garagem dos Cachos

Além disso, a Sabrinah é responsável pelo blog Cachos e Fatos, no qual compartilha muitas dicas. Vale a pena conferir!

Contatos:

Blog Cachos e Fatos

Facebook 

E-mail para contato do salão: garagemdoscachos@gmail.com

Vamos à entrevista? :)

1- Quais são as principais recomendações para crespas, cacheadas e onduladas cortarem o cabelo?

Sabrinah: Independente de querer deixar o cabelo crescer ou não, recomendo que onduladas e cacheadas cortem a cada 3-4 meses, mesmo que seja apenas para restaurar o corte, ou seja, deixar o cabelo com um formato bonito. Crespas podem esperar de 5 a 6 meses, pois o fator encolhimento é maior, então o corte dura mais.

2- Existe diferença no corte entre esse tipos de cabelo ou, em linhas gerais, as recomendações são as mesmas?

Sabrinah: Não existe uma regra, depende do efeito que a pessoa quer dar. Mas, no meu caso, eu sempre faço camadas, acho que o corte compacto deixa o visual cacheado muito pesado e as camadas dão leveza.

3- É realmente necessário cortar o cabelo crespo a seco? Por que?

Sabrinah: O corte a seco é feito para que o cabeleireiro não corra o risco de perder o eixo, ou seja, cortar mais do que deveria, sendo que o crespo molhado pode criar uma ilusão de que alguns cachos, que tem caimento diferente, tem o mesmo caimento. Isso cria buracos no resultado final. Mas é claro, que um cabeleireiro bastante experiente, consegue cortar molhado também, mesmo que precise fazer um ajuste no final.

4- Para quem tem não tem acesso a cabeleireiros que cortem a seco, quais dicas podem ser dadas a esses profissionais na hora de cortar o cabelo? (como não usar navalha)

Sabrinah: A navalha acaba ‘estraçalhando’ o cacho, o que dependendo do efeito que o cabeleireiro pretende dar no corte, pode ser muito legal, ou não. Uma vez eu fiz um corte desconstruído, que ficava um cacho solto perdido, e a cabeleireira usou a própria tesoura para desfiar, o que dá o mesmo efeito da navalha. Achei válido, porque reforçou a proposta que eu queria, mas obviamente que não vai fazer isso no cabelo todo, num cacho ou outro claro. Mas eu particularmente não costumo usar, pois minhas clientes prezam por um cacho gordo, bem definido, mas tudo é possível tratando do objetivo do corte em si

5- Para quem corta em casa, existe alguma dica especial?

Sabrinah: Nunca corte em casa. Nem eu que sou cabeleireira corto em casa. Já tive algumas clientes que vieram até minha garagem após um corte doméstico. Achei vários buracos atrás. O corte é geometria pura: ângulos certos e posicionamento de dedo são fundamentais. Cabeleireiros não existem a toa, não é só sair cortando. Estudamos e treinamos muito pra isso, e os cursos não são baratos, não!

6- Se pudesse dar um conselho para as meninas, qual seria?

Sabrinah: Pesquise bastante antes de ir ao cabeleireiro. Procure referências do trabalho dele, e nunca desmereça o preço do trabalho. Até porque você não sabe o quanto este profissional investiu em conhecimento para cobrar o que ele cobra. Pense nisso!

7- Conte um pouco sobre a Garagem dos Cachos e como funciona o salão

Sabrinah: Primeiramente eu avalio o cabelo e converso com a cliente. É preciso checar se tem química, quais químicas, transição, etc e tal. Enquanto isso eu já estou analisando o formato do rosto e todas as características do rosto, além do estilo da pesssoa. Tudo isso ajuda a compor o corte porque o cabelo tem que vestir o rosto. Não é só cortar por cortar, tem que combinar com o biotipo, jeito de ser, pra isso que eu fiz visagismo, e, principalmente, o corte tem que transmitir a mensagem que a pessoa quer transimitir

Tem mais dúvidas? Deixe nos comentários! ;)

_________________________________________________________________________________________________

Não mora em São Paulo e está procurando salão especializado em cabelos afros, crespos, cacheados ou ondulados? Confira o post da Ana: Salões para cabelos crespos e cacheados -Indicação das Leitoras

 

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Você também pode gostar: