Cabelos Crespos e Cacheados Vegan

Precisamos falar sobre direitos animais: o que são produtos cruelty free?

O mundo é recheado de assuntos espinhosos que são difíceis de serem tratados.  É chato falar disso, é incômodo, é melhor fingir que não existem, mas aqui no Cacheia a gente gosta de problematizar tudo! Hahaha Então, bora, galera?

Já passou da hora de discutirmos de maneira aprofundada os direitos dos animais. É pessoal, sabe aquela galerinha que fica meio esquecida dos debates? Então, vamos jogá-los na roda, os animaizinhos, vamos discutir qual o papel deles no nosso estilo de vida. Discutir os direitos animais envolve todas as áreas da vida:  desde roupas com peles, alimentação, até aquilo que a gente passa na pele e no cabelo. Aqui, eu vou discutir especificamente sobre produtos para o hair livres de crueldade.

O que são produtos livres de crueldade?

São produtos que não foram testados em animais, e que estão livres de componentes provenientes deles, como sebo de vaca em sabonetes, ou colágeno em produtos para o cabelo.

Isso que você descreveu não é crueldade, é apenas a “ordem natural da vida”.

Na verdade, não! A naturalização da exploração, isto é, dizer que é “normal”, “aceitável” ou “algo natural e biológica”, é uma forma de continuar legitimando uma prática que está equivocada. Vou dar alguns exemplos para vocês:

1. A escravidão e o racismo foram tratados por muito tempo como uma prática natural.

2. O machismo e a dominação sob as mulheres também é chamada de “natural”.

3. O trabalho infantil é defendido por muitos como um fenômeno natural.

Vocês viram a semelhança? Dizer que estas formas de opressão são naturais é uma estratégia para que elas continuem existindo. Chato, não é? Comportamentos culturais (comer carne, consumir produtos testados) não podem ser considerados comportamentos naturais.

Não é crueldade reproduzir um animal que é capaz de sentir dor, ou prazer, em cativeiro, apenas para colocar nos olhos dele um produto de cabelo, por vários dias, causando lesões permanentes e até cegueira?

Vê se não é crueldade utilizar a gordura de uma baleia ou golfinho para um produto de cabelo? Errado, não é? Se é intolerável utilizar uma baleia, por quê seria tolerável utilizar a gordura de uma vaca, ou boi?

Mas poxa, animais não existem para nos servir?

Os animais merecem direitos porque são seres dotados de senciência, isto é, são capazes de sentir dor ou prazer. O conceito de senciência combina a sensibilidade com a consciência.  “É, portanto, um indício de que existe um eu que vivencia e experimenta as sensações. É o que diferencia indivíduos vivos de meras coisas vivas.”* Ou seja, esse é o critério fundamental de proteção aos animais. Você acha justo explorar ou matar um indivíduo capaz de perceber o que é positivo, ou negativo, capaz de sofrer e/ou sentir prazer?

“É Raysa, mas os produtos não testados em animais custam, tipo, os olhos da cara!”

Na verdade, não é tão difícil! Várias empresas brasileiras já não usam produtos animais, e são os famosos cosméticos de farmácia, como Acquaflora e Phytoervas. No final do post, eu vou dar váarios exemplos de produtinhos baratos livres de crueldade!

As plantas também não são seres vivos? Por quê podemos utilizá-las?

As plantas são seres vivos, mas não são sencientes. Além disso, uma postura anti exploração animal também diminui o impacto sob as plantas, já que a “produção” de derivados animais gasta muito mais vegetais.

Dá pra fazer alguma técnica no/low poo sem animais?

Existe um grupo lindo no facebook que chama No/Low poo Vegano. Lá tem várias explicações pra quem tem interesse em pesquisar produtos livres de crueldade animal. :D

Dicas de produtos cruelty free

Também são cruelty free o de chocolate e manteiga de karité!

  
  
 

 
Além dos produtos indicados aqui, vocês sempre podem fazer em casa. É muito mais fácil ser livre de crueldade com receitinhas caseiras! :D Boicote à indústria cruel!

Fontes de Estudo

 

 

You may also like