Dicas

Materiais para trabalhar a questão étnico-racial com as crianças

8 de novembro de 2016
Materiais para trabalhar a questão étnico-racial com as crianças

O dia 20 de novembro é celebrado no Brasil como dia da consciência negra. Nesse mês muitas atividades são voltadas para discutir a questão étnico-racial e falar da resistência negra no Brasil desde o período colonial até os dias de hoje. Nós do Cacheia entendemos que essa discussão é pauta importante para o ano inteiro mas aproveitamos o momento para listar alguns materiais para trabalhar a questão étnico-racial com as crianças.

Para assistir:

Menina Bonita do Laço de Fita

Já está disponível no Youtube um curta metragem inspirado no livro “Menina bonita do laço de fita” de Ana Maria Machado. Tanto o livro quanto o curta são uma ótima dica porque inspiram valores ligados à valorização da diversidade e o respeito às diferenças.

Kiriku e a feiticeira

Um lindo filme sobre a lenda africana de Kiriku. O filme é de 1998 e apresenta uma narrativa de infância bem diferente daquela que estamos acostumados. “Kiriku, um menino africano que nasceu para lutar e combater o mal, enfrenta o poder de Karabá, a feiticeira maldosa e seus guardiões. No decorrer da história, Kiriku descobre que a maldade da feiticeira é, na realidade, a expressão de uma grande dor, envolta em um segredo que ele ajuda a desvendar. Um desenho animado moderno, que fala a língua das crianças e apresenta belas lições sobre o amor, a generosidade, a tolerância e as diversas maneiras de vencer a dor”. (Modos de Brincar, p.99)

Outras sugestões para assistir:

  • O projeto “A cor da cultura” tem vários livros animados maravilhosos disponíveis  nesse link.
  • Filmes: “A princesa e o sapo”; “Cada um na sua casa”
  • Desenhos:  “SOS Fada Manu”; “A Dr Brinquedo”.

Para ler:

  • Menina bonita com laço de fita (Ana Maria Machado)
  • Os Mil Cabelos de Ritinha” (Paloma Monteiro e Daniel Gnatalli)
  • Dandara, seus cachos e caracóis (Maíra Suertegaray e Carla Pilla)
  • Princesa Violeta (Veralindá Ménezes)
  • O menino marrom (Ziraldo)
  • Pretinha de Neve e os sete gigantes (Rubem Filho)
  • Tatá e Ritinha em Cabelo Ruim!? Como assim? (Neusa Baptista Pinto)
  • Betina (Nilma Lino Gomes)
  • A menina que bordava bilhetes (Lenice Gomes)
  • Sikulume e outros contos africanos (Júlio Emílio Braz)

Mais sugestões podem ser encontradas no projeto do blog “A mãe preta”, que listou 100 livros com protagonistas negras nesse link.

Para brincar:

  • O projeto “A cor da cultura” também tem jogos online sobre instrumentos africanos e animais do continente disponíveis nesse link.
  • Na apostila “Modos de brincar” o projeto “A cor da cultura” lista várias atividades que podem ser desenvolvidas no ambiente escolar como desenho e pintura, construção de instrumentos musicais como o atabaque, bonequinhos para brincar, dentre outros. A apostila ainda conta com textos sobre corporeidade, oralidade, circularidade, memória e territorialidade que podem inspirar muitas(os) educadoras(s).

Referências Bibliográficas

Modos de brincar : caderno de atividades, saberes e fazeres / [organização Ana Paula Brandão, Azoilda Loretto da Trindade]. – Rio de Janeiro : Fundação Roberto Marinho, 2010

Recomendados para você

Um comentário

  • Reply QUELE 11 de novembro de 2016 at 09:18

    PARABÉNS QUERIDA, MATÉRIA ÓTIMA VOU SEGUIR SUAS SUGESTÕES….DESDE PEQUENOS DEVEMOS CONHECER A AMAR AS PESSOAS E SUAS DIFERENÇAS.

  • Deixe um comentário!

    error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.