Argiloterapia capilar – O que é, como fazer e benefícios

Olá meninas!

Esses dias tenho andado com caspa, creio que seja porque resolvi utilizar menos shampoo, e procurei uma solução para esse problema um tanto quanto incômodo. Então achei sobre a Argiloterapia, uma ótima alternativa para quem sofre de queda de cabelos e oleosidade excessiva do couro cabeludo. Pode ser utilizada na pele também para diminuir a oleosidade, tratando cravos e espinhas.

A argiloterapia é uma terapia a base de argila, verde ou preta, que pode ser encontrada em casas de produtos naturais e farmácias homeopáticas. É um processo natural, não utiliza nenhuma química e por isso pode ser feito em crianças e gestantes. Em alguns salões já vem adotando essa prática, cobram em torno de R$60 a R$80. Mas você pode fazer em casa, é bem simples.

A argila possui propriedades adstringentes, tonificantes e estimulantes. Além disso, possui ações bactericidas, regeneradoras, anti-inflamatórias e anti-sépticas.

Sua aplicação na raiz dos cabelos e fios promove uma espécie de peeling capilar porque remove as células mortas, libera as toxinas do organismo, ativa a circulação do couro cabeludo, absorve as impurezas e resíduos, realizando assim uma limpeza profunda.

É importante ressaltar que apesar de todos os benefícios, a argila deve ser aplicada no mínimo de 1 mês entre as aplicações, porque ressaca bastante o cabelo. É recomendado (creio que seja essencial) uma hidratação profunda após o uso.

Ingredientes

– 3 colheres (sopa) de argila em pó (no caso eu uso a verde, mas você também pode usar a preta);
– Uma tampinha de bepantol líquido (solução);
– Meio copo d’água.

argiloterapia capilar - argila verde

Argila verde

Como fazer

– Misture todos os ingredientes num recipiente, utilize o cabo de um pente ou um pincel para misturar e aplicar. Com o cabelo seco, aplique a mistura na raiz, SOMENTE NA RAIZ, com cuidado.

– Passe um pente fino para ajudar a espalhar a mistura. Aguarde 15 minutos. Se secar antes disso, vá molhando e massageando o couro cabeludo.

Após a aplicação.

– Lave o cabelo com shampoo e hidrate-o. Temos uma dica de hidratação bomba aqui.

Resultado: raiz sem caspa e soltinha. (Clique na imagem para ampliar)

*SE SEU CABELO É MUITO RESSECADO, EVITE FAZER A ARGILOTERAPIA.

E aí meninas, o que acharam? Vocês já tentaram? Conta pra gente!

Ana Catarina

Ana Catarina, 21, reside em Belo Horizonte, MG. Estudante de Comunicação, feminista, escritora no tempo livre e apaixonada por cabelos.







comments

Comentários

[…] Confira a receita em: “Argiloterapia capilar – O que é, como fazer e benefícios” […]

Eu não uso argila no cabelo, mas faço uso dela no rosto.
Pois meu cabelo é ressecado!
Uso a branca,a verde e a preta. Adorei os resultados!!!

Que bom Andreza :) ela é ótima pra pele também

Meninas, qual é diferença entre a argila preta e verde? E tem outras cores? Tem alguma argila que resseque menos o cabelo?
Meu cabelo tem muita caspa e também queda e me interessei pela técnica, mas como ele é um pouco ressecado queria saber qual delas serve melhor no meu caso.

Bjs e obrigada :*

Oi Tamiris! Não tenho certeza, nunca testei a preta, mas pelos comentários das outras meninas ela parece ser a mais indicada. Testa ela e conta pra gente :D

Gente, usem a branca, rosa ou vermelha, as outras sugam oleo e ressecam, as que eu falei limpam as toxinas e ajudam muito o couro cabeludo, e não vão ressecar os fios

Utilizei argila cinza no meu cabelo e agora está quebradiço dois dedos após a raiz e os fios curtos ficaram como se tivessem queimados e com pontas duplas! Fui melhorar o couro cabeludo e estraguei o cabelo!!!! Aconteceu com alguém também?

Rosemary, como você usou?

Eu uso argila depois do Tonico , passo somente na raiz e protejo os fios com óleo natural Assim não corre riscos de quebrar


Deixe um comentário

error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.