Qual a diferença entre caspa, dermatite seborreica e psoríase?

  • Home
  • Dicas
  • Qual a diferença entre caspa, dermatite seborreica e psoríase?

Oi, meninas! Tudo bem?

O post de hoje é de utilidade pública e para todos os tipos de cabelo. Vamos falar sobre caspa, dermatite seborreica e psoríase e como diferenciá-las. É muito comum ouvir uma crespa reclamando sobre caspa porque frenquentemente exageramos a mão em cremes ou usamos água muito quente. O que pouca gente sabe é que a caspa pode ser confundida com dois problemas de saúde maiores: a dermatite seborreica e a psoríase (doença de pele que pode atingir o couro cabeludo).

Nesse sentido, o post de hoje vem como um alerta a todos nós. Até que ponto é normal ter caspa? Até que ponto descamação do couro cabeludo é realmente caspa e não uma doença mais grave? Às vezes ficamos tão atentas ao problema (caspa) e em como resolvê-lo que não percebemos que estamos lidando com algo muito maior e que só um médico dermatologista poderá te ajudar. Nosso objetivo aqui é tão somente alertar para os sintomas para que você possa ficar ligada e procurar um médico, ok?

qual-a-diferenca-entre-caspa-dermatite-seborreica-e-psoriase

 

Caspa

A caspa é a descamação do couro cabeludo e acontece devido a fatores hormonais, mudanças bruscas de clima e stress, mas também pode ser provocada por produtos e químicas capilares e água quente, como a Ana e a Lari já explicaram no post “5 maneiras de evitar a caspa”. Dizer que caspa é falta de higiene, então, é propagar um mito! Aliás, a caspa pode surgir em qualquer tipo de cabelo, seja nos secos ou nos oleosos.

A caspa acontece porque o couro cabeludo é formado de pele, e ele descama pela perda de células mortas e chegada de células vivas. Essa descamação fininha é normal, mas se você estiver perdendo pedaços de pele, aí estamos falando da dermatite seborreica, como explicaremos a seguir.

Como não há cura, já que é um processo normal, a caspa pode ser controlada. Primeiro, utilizando um shampoo anticaspa, que é um produto que realmente funciona por ter na composição princípios ativos que diminuem a divisão celular, lavando o cabelo com água morna (e jamais quente, que só irá agravar a situação) e também deixando a raiz do cabelo respirar sem produtos. Se mesmo com esses cuidados a caspa não diminuir, procure um médico!

Dermatite Seborreica ou Seborreia

A dermatite seborreica, ou seborreia, como já falado, pode ser considerada uma caspa mais grave. Mas ao contrário de ser um processo natural, esse problema surge a partir de uma inflamação e é uma doença crônica, podendo aparecer e sumir ao longo da sua vida. Ela se manisfesta no couro cabeludo e em outras partes do corpo onde há maior produção de óleo sob a forma de lesões avermelhadas que coçam.

O que causa o problema não se sabe ao certo, mas agravam o quadro alterações hormonais, stress, clima seco, frio e mudanças bruscas de temperatura. Pode ter relação também com o tipo de pele, o fungo Pityrosporum (que vive em nossa pele) e alguns medicamentos. Não há cura definitiva, mas existem tratamentos que podem reduzir o quadro da seborreia, como medicamentos específicos e shampoos que, novamente, só podem ser indicados por médicos.

Segundo o site Minha Vida, os sintomas da dermatite seborreica são:

  • Flocos de pele (caspa) em seu couro cabeludo, cabelo, sobrancelhas, barba ou bigode
  • Crostas de pele que descamam
  • Pele avermelhada
  • Vermelhidão ou descamação das pálpebras (blefarite)
  • Coceira ou ardor, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de “cutucar” a pele
  • Oleosidade na pele e no couro cabeludo.

Se você acha que é este seu caso, procure um médico!

Psoríase no couro cabeludo

Apesar de ser uma doença reconhecida como prioritária pela OMS, a psoríase ainda é desconhecida no Brasil. Então, aqui cabe uma introdução:

Segundo o Google, psoríase é:

“doença cutânea com um componente hereditário, caracterizada pela erupção de placas eritematosas cobertas de escamas esbranquiçadas ou nacaradas, mais frequência nos membros e no couro cabeludo.”

 

Ou seja, a psoríase pode ocorrer na pele e também no couro cabeludo. Na verdade, a segunda situação acontece com 50% a 80% dos casos de pessoas que já possuam psoríase, e é considerado o tipo “psoríase em placas”, sua forma mais simples que inclui placas avermelhadas cobertas por escamas brancas com tom prateado.

Na região do couro cabeludo a psoríase pode se caracterizar por uma descamação muito leve e fina, mas também pode apresentar placas espessas e avermelhadas que cobrem todo o couro cabeludo e vão até a testa, a nuca e o redor das orelhas.

 

Algumas causas da psoríase, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, são:

  • Histórico familiar – Entre 30 e 40% dos pacientes de psoríase tem histórico familiar da doença.
  • Stress – Pessoas com altos níveis de estresse possuem sistema imunológico debilitado.
  • Tempo frio, pois a pele fica mais ressecada
  • Consumo de bebidas alcóolicas.
  • Tabagismo: o cigarro não só aumenta as chances de desenvolver a doença, como também a gravidade da mesma quando se manifesta.

A doença não tem cura, mas existem uma série de tratamentos com remédios, pomadas, shampoos e até tratamentos mais alternativos.

Mas cuidar de um cabelo com psoríase? Encontramos algumas dicas bem bacanas no Blog Bem Estar que são:

  • Evitar banhos quentes e longos
  • Evitar secadores de cabelo
  • Tomar banhos de Sol
  • Usar shampoos e hidratantes com recomendação médica
  • Enrolar o cabelo com toalhas – pode ser tecido de algodão para não danificar os cachos ;) – úmidas ou bolsas de gelo para amenizar a coceira (e não coce!)

É sempre bom lembrar que nenhuma das doenças citadas são contagiosas e não são causadas por falta de higiene! Conscientize-se e passe conhecimento para frente, assim o preconceito morre!


Agradecimento e Créditos

Post feito em parceria com a minha amiga e redatora Gabriela Filippo 


Referências:

Sociedade Brasileira de Dermatologia

Programa Quality Care

Tua Saúde

Drauzio Varella

Minha Vida

Blog Bem Estar

Mariana

Mariana Boaretto, 28 anos, paulistana. Mãe-coruja do Lorenzo e da Giovana, formada em Comunicação e cursando MBA em Marketing. Descobriu sua paixão pelos cachos há 7 anos e adora compartilhar dicas de cuidados, aceitação e empoderamento feminino.







[fbcomments]
Blog Comments

Nunca tive nenhum desses problemas, mas tenho sim um outro extremamente relacionado aos cremes etc. Tempos atrás fiquei coberta de manchinhas brancas e não sabia o motivo. O susto veio da dermatologista, produtos pra cabelo, condicionador, cremes etc que durante a lavagem escorriam pelo corpo, cremes finalizadores na raiz…tudo! Já faz anos e pro resto da vida eu preciso usar um shampoo manipulado, ou no mínimo de cetoconazol uma vez por semana, cabelo e corpo e nunca deixar nada escorrer. Só lavo a cabeça com ela virada pra baixo, cremes finais na raiz jamais (pra mim isso não é um problema pq a raiz é lisa, cachos só da orelha pra baixo), mas foi horrível até tudo desaparecer e qualquer descuido, aparece uma marca me lembrando de ter cuidado. Não é fácil. Falei pra caramba!

Oi, Carol!
A verdade é que a gente nem imagina o quanto de riscos corremos e algumas coisa nem dependem de nós, mas outras podem ser influenciadas por nossas atitudes.

Muito legal você compartilhar sua história com a gente :)

E que todas nós fiquemos atentas com os sinais que o nosso corpo nos dá e com a nossa saúde.

Um beijo!

Mariana e como eu faria no inverno, pois não tem como tomar banho sem água quente ja que ela agrava o problema. Obrigado

Oi, Higor! O ideal é tomar pelo menos morna, por mais que seja difícil. Força!

Tenho caspa desde os 12 anos (2009), e infelizmente não é uma caspa comum. Na época eu usava creme Seda, e com o tempo descobri que o creme na raiz causava isso. Deixei de usar o Seda, passei a usar shampoo anticaspa, o Clear, mas não adiantava, nem o Clear Men (anticaspa masculino é mais potente q o anticaspa comum pq geralmente homens têm muito mais chances de desenvolver caspa que mulheres). Eu continuava usando pq não tinha outra opção, mas anos depois surgiu o Head and Shoulders. Minha mãe comprou, e nas primeiras lavagens foi milagroso. Como não existia antes?! O shampoo e o creme eram geladinhos, davam um efeito refrescante e aliviavam à minha coceira. Tinha zero caspa e zero coceira nesta época. Só que, conforme ia lavando, ele passou a perder o efeito. De maravilhoso, foi pra bom, e de bom, foi pra normal. Não tem mais o efeito de antes. Mesmo quando estou aplicando ainda sinto coceira. Não sei se eles alteraram a fórmula (pq passou a vender como água na época em que comprou, era um boom, a Juliana Paes era a garota propaganda) pq algumas empresas decaem a qualidade do produto quando vêem que ele faz sucesso. E o preço subiu. Os cremes diminuiram de tamanho e ficou + difícil encontrá-los, pq estavam sumindo do mercado. Minha mãe e eu algumas vezes rodavamos Goiânia em busca dele. Quando encontrávamos fazíamos estoque, mesmo deixando a desejar no quesito qualidade.
Só que a situação ficou cada vez pior: peguei muuuuuito piolho (nem sei de quem, não convivo com crianças), e os piolhos foram embora, mas a coceira de piolho continuou (é uma coceira muito mais intensa q a de caspa) e desde então não sei mais o que fazer. Queria poder comprar o Imecap Hair, mas é muito caro e estou tentando descobrir o que tenho, porque caspa normal não é. Meu couro cabeludo está muito sensível e tenho muita queda e ressecamento, apesar de hidratar desde sempre. São 10 anos vivendo com isso, está mais do que na hora de dizer chega.
Meu pai tem psoríase, e olhando o post, percebi que meu problema tem mais de dermatite q de psoríase. Então é provável que eu tenha dermatite seborreica e não psoríase. Desculpe fazer textão, mas só queria dizer muito obrigada por me ajudar! Vou procurar um tratamento!

Ola :) Tenho dermatite seborreica controlada, e gostaria de saber se fazer o cronograma capilar ou aderir ao low poo pode fazer com que o quadro da dermatite se agrave.
Obrigada =]

Oi, Li!

Eu acredito que não porque alguns produtos/receitas podem até diminuir a oleosidade do couro cabeludo, mas, sinceramente, não sei te dizer detalhes mais aprofundados. Te aconselho a procurar um dermato e explicar o que é low poo e cronograma e perguntar se pode ou não.

Beijos!

Mariana! “Entrei” na técnica low poo há pouco mais de um ano. Entre aspas porque tenho que usar shampoos com sulfato por recomendação médica. Descobri que tenho dermatite seborreica, já usei dois shampoos relativamente fortes que não resolveram o problema (dercos da vichy e o doctar da darrow). Vou começar um tratamento novo, aparentemente com medicações para psoríase (tharflex e therapsor). Enfim, todos os shampoos que usei no tratamento tinham sulfato, mas mesmo assim não me aproximo de produtos com petrolatos! Continuo lendo rótulos, procuro finalizadores, condicionadores e máscaras sem a bendita parafina e o óleo mineral. Lavo o cabelo todos os dias, nas vezes que não uso o shampoo receitado opto por usar o produto para cabelos oleosos da phytoervas. Quanto ao cronograma, o essencial seria procurar o dermatologista mesmo, mas não vejo problemas em tratar os fios com produtos liberados (lembrar de NUNCA passar na raiz ou próximo). Óleo de coco (apesar de ser antifúngico) passa longe do meu couro cabeludo, assim como os outros tratamentos.
Obs: sempre que paro de usar os shampoos que a dermato passou o meu cabelo vira um caos. Placas de caspa, muita coceira e feridas se formando de tanto coçar. Passei um tempinho usando o “divine curls” da inoar e outros da phytoervas. Acredite, foi uma pessima ideia! Enfim, espero ter ajudado, mas nunca deixe de ir no médico. Beijos!

Certíssima, Bruna!
Obrigada por contribuir com sua experiência.

Beijos!

Eu já to com anos tratando a psoriase já tratei com shampoo de zinco, cetoconazol,agora to usando kerium mais nao vejo resultado positivo… To com o couro cabeludo com muitas lesões …. Também uso clobetasol solução no começo ajudava agora não mais…. Não sei o q fazer pq até o meu rosto fica cheio de lesão. Sangra, coça … Muito preocupante essa situação…

Jo, querida, meu abraço!
Imagino o quanto seja difícil. Procure um dermatologista, sempre há um tratamento!

Beijos!

Masturbação?! Que pedra tu fumou, mulher?

[…] Hidratação com babosa (Aloe Vera)! Hidratação Caseira de Leite – Deleite de Satanás Qual a diferença entre caspa, dermatite seborreica e psoríase? Cuidando do cabelo com pouca água! FAQ: Perguntas e respostas das leitoras Como incentivar a […]

Olá!! ótimo artigo!! Desde pequena tenho problemas com a dermatite seborreica, desde pequena, e ja tive um quadro tão intenso que ficou muito parecido com a psoriase, com uma vermelhidão semelhante a das placas da psoriase. Minha dermatite ocorre principalmente na cabeça, onde tenho descamações que se assemelham a caspa, mas também tenho em outras partes do corpo, o tratamento é com shampoo e pomada (para o corpo) especificos e geralmente é bem sucedido, entretante é um problema que vai e vem, com o tempo aprendi a identificar os fatores que desencadeavam as minhas “crises” de dermatite e consigo controlar muito melhor os fatores de risco.
Adorei você deixar bem claro que esses diagnosticos não tem absolutamente nada a ver com falta de higiene, pois muitas vezes existe um preconceito das pessoas com relaçao a quem tem dermatite/caspa/psoriase, como se fossemos pessoas sujas!! Quando eu era criança sofria bastante desse preconceito!
Para quem esta sofrendo com esses problemas, minha dica é procurar um medico para ter a medicação preventiva correta, que vai diminuir muito os sintomas e crises e também observar os fatores de risco pessoal, pois cada um tem um fator desencadeante diferente, no meu caso muito stress e calor são os principais “viloes”!

Beijoos!!

Oi, Ariane!
Que bom que gostou do texto! Fico feliz em ter publicado algo que seja útil para sociedade e que ajude a quebrar alguns preconceitos.

Obrigada pelo seu comentário e por ter dividido um pouco da sua história conosco.

Precisando, estou por aqui :)

beijos!

[…] Pode parecer besteira, mas você sabia que o nosso couro cabeludo, e não só o comprimento do cabelo, também sofre com o inverno? Isso porquê é durante o inverno que nosso couro cabeludo fica mais sensível e suscetível a doenças de pele, como a psoríase e a dermatite seborreica (já fiz um post sobre essas doenças em: Qual a diferença entre caspa, dermatite seborreica e psoríase?). […]

vim atras de uma confirmação se era o vinho que tinha melhorado de uma forma impressionante a quailidade da minha pele e pelo que li deve ser o motivo sim! vinha sofrendo a um enorme tempo com problemas de pele, principalmente a doença conhecida como dermatite seborreica que deixa a pele muito feia descascando uns “flocos brancos” causando muito encomodo, e muito vermelhidão ao redor do nariz tambem, e no ultimo fim de semana fui ao jogo do Grêmio, ( Gremio 5x0Inter) e tomei umas 3 taças de vinho, no outro dia notei minha pele totalmente diferente e ate eu mesmo me surpreendi , me perguntando “ué oque aconteceu” pois ja estava super acostumado em acordar com a pele uma verdadeira porcaria, analizei os fatores que podiam ter causado este beneficio e certamente so pode ter cido o vinho! agora ja esta fazendo parte da minha rotina , minha qualidade de vida ja e outro nivel, espero que surta o efeito igual para quem experimentar. pele macia lisa praticamete perfeita! TINTO SUAVE oque estou tomando … aprincipio nos fim de semana apenas.. umas duas taça no sabado e umas duas no domingo!

Bacana, Ricardo!
Ficamos muito felizes por você :)
Um abraço!

Ricardo, qual a marca do vinho?

Olá Mariana, eu sempre tive caspa, não perceptível quase rs, mas agora está aparecendo casquinhas (acredito que seja a tal da seborreia) que surgiram alguns dias apos eu ter feito uma progressiva, será que esse seria o motivo da seborreia no meu caso?

Beijos !!

Oi Jhenifer. Provavelmente não é caspa, provavelmente é a própria progressiva saindo… É melhor você visitar um dermatologista, de qualquer forma :D

Tive diagnóstico de dermatite seborreica e a dermatologista disse que não tem jeito, é crônica mesmo. No primeiro mês de tratamento pediu para que eu lavasse os cabelos um dia sim outro não com shampoo cetoconazol e passado esse mês devo lavar o cabelo ao menos uma vez por semana com esse shampoo pelo resto da vida.
Comentou que tem períodos que essa dermatite sossega, outros ela ataca novamente. Disse que não se sabe muito bem mas que é provável que essa dermatite seja genética mas os pesquisadores ainda não sabem ao certo.

Dica pra quem usa o Cetoconazol shampoo e não quer que o cabelo fique ressecado: Como o Cetoconazol resseca um pouco o cabelo tenho aplicado ele no couro cabeludo e da metade do cabelo pra baixo aplico o pré-shampoo da Salon Line e tenho gostado do resultado. Depois de enxaguar passo um pouquinho de condicionador da metade do cabelo pra baixo. Mesmo não fazendo as hidratações semanais meu cabelo passa bem. =)

Que legal! Obrigada por compartilhar sua experiência conosco!

Beijos!

Muito obrigada, estava justamente pensando em uma alternativa para não ressecar meus cachos!

Tenho um grupo no Whatsapp onde comentamos e trocamos experiências sobre DERMATITE SEBORRÉICA. Quem quiser participar me chama no zap 83996541865 ou acessem este link que já vai direto https://chat.whatsapp.com/AD7KEgeCrckHwkbEdVftZr

Responder

fernanda cristina peixoto

Olá meninas tudo bem? então rs estou com um serio problema de uns 2 naos pra cá eu peguei uma alergia horrível no couro cabeludo tenho cabelo cacheado e começaram a fazer feridas e ressecamento e se espalhar pela orelha nuca e testa, a orelha fica dura e queimando e coça de mais, ja fui em inúmeros médicos e nenhum descobriu meu problema, procurei uma clinica particular onde a doutora me passou dois shampoos para revesar os dias duas vezes na semana cada um, são KERIUM DS E O OUTRO CETOCONAZOL o Kerium aliviou muito mas não deixou de coçar, mas o cetoconazol piorava toda vez que usava ai eu suspendi por vontade própria. essa semana voltou tudo de novo mesmo eu usando o shampoo, não sei mais o que fazer por que no calor eu sofro de mais, ela me passou um exame chamado path test que custa 600 reais vou ver se meu convenio cobre, caso não terei que pagar, alguem sabe me dar alguma dica do que fazer? bjs

Oi, Fernanda!
Nossa! Infelizmente, seu caso não é da nosa ossada, só um médico para te ajudar memso.
Psoríase e dermatite já foram descartados?

Beijos e boa sorte!

alguém pode me ajudar? não tenho caspa e nem nada do q está dizendo neste post mas tenho uma macinha Branca bem no bulbo capilar ela é bem molhinha e coça bastante agora estou usando cetoconazol

Oi, Samira! Tudo bem?
Não o acumulo de sujeira natural do fio? Já procurou um dermatologista?
Bjs

Ola Mariana , Queria saber oque tenho ,caspa ou seborreia ,sempre quando passo a unha no couro ,sai uma massinha branca ,e quando mecho no cabelo sai tipo uma poeira branca e tambem coça um pouco. E como faço para tratar? se poder responder agradeço…

Oi, João!
Fiz esse texto apenas para as pessoas saberem que há muitos outros problemas além da caspa, mas não posso te dar um diagnóstico porque não sou médica.
Procure um dermatologista que ele irá te orientar sobre qual doença é e qual tratamento fazer, ok?

Boa sorte!
Bjs

Boa noite, gostaria de saber se quem tem dermatite seborreica pode usar química no cabelo, qual mal pode causar?

Oi, Marceana. Nesse caso sugerimos que você procure um dermatologista.

Bjs

Ter caspa é muito ruim. Eu já tentei vários métodos e, infelizmente, não consegui me livrar dela.

Oi, Elisa! Você já procurou uma dermatologista? Já tentou seguir low poo? Tem muita gente que relata que teve melhoras depois de seguir a técnica.


Leave a Comment