Os 7 comentários mais maldosos sobre uma cacheada e crespa em transição

  • Home
  • Pessoal
  • Os 7 comentários mais maldosos sobre uma cacheada e crespa em transição

A transição capilar consiste em um processo de abandono das químicas de alisamento. Nessa fase, as duas texturas do cabelo (comprimento liso e raiz cacheada) são motivos suficientes para deixar qualquer uma pirada! E como se não bastasse, as pessoas ainda têm a mania chata fazer comentários desagradáveis sobre os nossos cabelos. Em um mundo onde o cabelo liso é o padrão de beleza ideal, encarar a transição é árduo. Pensando nisso, separei os comentários mais absurdos que as transitetes inevitavelmente ouvem. Vamos nessa?

7. “Depois da química a estrutura do cabelo nunca será a mesma. É o fim para os seus cachos!”

Isso é papo de cabeleireires de esquina! Não caiam nessa história, gente! É mito. Mito! Apenas mito. E vou falar de novo para ninguém esquecer: É m-i-t-o! Olha só como meu cabelo era e como ele está depois da transição… Praticamente o mesmo! E isso porque eu passei pela transição hormonal, que mudou o tipo dele (ele era mais ondulado e ficou mais cacheado depois).

Nenhuma química tem o poder de alterar a estrutura do bulbo capilar. Então você pode perguntar: “Mas Raysa, meu cabelo mudou depois da química sim! Não é o mesmo de quando eu era criança”. Calmem lá, fofurinhas! Tudo tem uma explicação. Qualquer desequilíbrio hormonal pode ser suficiente para alterar o seu cabelo, como a puberdade ou até a gravidez. Podem respirar porque seus cachos estão salvos.


6. “Você não combina com cabelo cacheado/crespo/black power.”

Qual o critério que define se alguém combina ou não com tal cabelo? Para muitos desinformados, cabelo crespo só fica bem em pessoas negras, ou talvez, nem nelas. Isso é de uma ignorância tão grande, porque sabem, qualquer pessoa é linda quando tem o cabelo que ela gosta. Boa notícia para vocês, brasileirinhos. Se a gente nasceu com um cabelo X, é porque combinamos com esse cabelo. Logo TODES combinam com o cabelo cacheado! Eeeeba! É PRA COMEMORAR DE PÉ! Ainda, a grande ironia desse comentário, é que teoricamente cabelo liso combina com qualquer rostinho. WTF? Cadê a lógica, pessoal?


5. “Por que você não faz algum tratamento para abrir cachos e controlar o volume?”

Cabelo cacheado e crespo não querem ser controlados, dominados ou disciplinados. Para muitos, estes cabelos só são bonitos quando têm características de cabelo liso! Não, fofurinhas. Não! Entendam, nossas molinhas têm volume, frizz, cachos abertos ou fechados, personalidade; ou seja, têm uma inconstância linda. E algumas pessoas vivem muito bem com isso. Ok? Então ok. Próximo.


4. “Por que você não arruma o cabelo para aquela festa?”

Pergunta estúpida merece resposta mal criada. Podem dar tirada que eu deixo. Não entendo porque o cabelo liso é considerado arrumado, e o cacheado é considerado desleixo. Não falem isso com a tia, por favor! Cachos são divos, cachos são lindos, cachos arrasam. Apenas liga o foda-se e arrasa, manda o dedo do meio pra “patrulha-toma-conta-da-vida-duzotro” porque o cabelo cacheado é chique e pronto. Tá decidido.


3. “Cabelo cacheado é coisadipobre”

Coisadipobre é essa chapinha vencida, colega. Brincadeira, tá crianças? Não há nada errado com chapinha vencida. É só que esse comentário disputou o segundo, e talvez até o primeiro lugar aqui no meu top 7. É uma daquelas brincadeiras sem gosto que as pessoas fazem e não param pra refletir primeiro? Pensem comigo, por que chamar a coleguinha que têm molinhas lindas é ofensa? Não entendo qual o problema em ser pobre. Claro que vivemos em um mundo capitalista, claro que riqueza é valorizada em nossa sociedade, mas parem. É o tipo de coisa usada com o objetivo de depreciar alguém, mas existem situações piores do que pobreza material, como por exemplo, pobreza de espírito. Esse último que é realmente lamentável.


2. ”Não corta o cabelo! Vai ficar muito masculina!”

Quem passa pela transição sabe, que, eventualmente terá que cortar de uma vez por todas a parte alisada. A esse corte damos o nome de Big Chop. Algumas meninas fazem o corte com semanas, outras com meses de transição. Pode ser um chanel, mas também pode ser um corte joãozinho. E sempre tem os desocupados para criticar quem optou pelo corte curtíssimo. Vou contar uma coisa que talvez vocês ainda não saibam: A MULHER NÃO TEM OBRIGAÇÃO DE SER FEMININA! Oh! Isso mesmo que eu falei. Moças podem se portar do jeito que entendem, podem ter o cabelo ou corpo da maneira que desejarem. Vocês se lembram da regrinha do livre arbítrio? Vocês se lembram daquele princípio básico de que mulher é dona do próprio corpo, e isso inclui o cabelo? Então. Respeite-a. Agora vamos ao PIOR comentário, que infelizmente, muitas pessoas perpetuam.


1. “Cabelo crespo é ruim”.

Se alguma vez na sua vida, você já disse isso, por favor, pára. (Eu ainda uso acento diferencial, só Deus pode me julgar) Essa denominação de cabelo “ruim” ou “bom” é preconceituosa e triste. O engraçado é que justamente o cabelo “negro” é o ruim. Coincidência? Não. Não é coincidência. A forma como enxergamos os nossos cabelos é reflexo de um racismo intrínseco na nossa sociedade, que é uma coisa bem chata. Não posso impedir que as pessoas pensem com racismo, mas posso impedi-las de externalizar o racismo delas na forma que eu me enxergo no espelho e na forma que eu enxergo o meu corpo. Então que tal abolir essa ideia de que cabelo bom é o cabelo liso? Todos os cabelos são bons pessoal. Viva a diversidade.

Por isso que venho propor um desafio para as transitetes, familiares, amigos, inimigos, alisadas, não alisadas, cachorrinhos e até papagaios. Considerem a beleza da diversidade de cabelos. Por que restringir o bonito a apenas um tipo? Soltem o cabelo e prendam o preconceito, moçxs. E estamos juntos nessa!


Atualização (05/2014): Esse post não busca depreciar qualquer tipo de cabelo que seja diferente do liso, mas sim promover uma valorização da diversidade. ;)

Viva a diferença.

 

Raysa França

Raysa, 24 anos, vegana, belo-horizontina e mineira de coração. Cientista Social, mestranda, apaixonada com pessoas, animais, viagens, desenhos animados, culinária e cabelos.







[fbcomments]
Blog Comments

Raysa sua linda, que post maravilhoso! Um discurso de fato livre de preconceitos e que preconiza o empoderamento das mulheres. Que maravilha começar minha semana com tanta força.
Adorei. :D

Joyce, seja bem vinda ao blog. Uau, fiquei muito feliz com seu comentário! O objetivo é esse mesmo, é enfraquecer o discurso preconceituoso das pessoas sobre os nossos cabelos! Fico feliz que gostou, boa semana!! Bjos e continue acompanhando! :*

Acabei de conhecer o blog por indicação de uma amiga e não tenho dúvidas de que será um grande aliado nesse processo de transição. Esse post foi uma delícia de ler, Raysa! Brigada (:

Obrigada pela visitinha Mirella.
Será um prazer ajuda-la nessa fase!

Mirella, fico extremamente feliz com seu comentário! A transição é difícil, mas estamos juntos nessa! Nossos cabelos são atos políticos, por isso que as pessoas tentam reprimir tanto. Bjos, querida! =D

Perfeito! Post Perfeiito!
Minha família não aceitou eu assumir meus cachos, quando fiz o BC quase fui banida da família e quando doei minha chapinha foi o fim. Foi o Apocalipse Zumbi na Terra. E o que eu fiz? Saí rebolando, linda e cacheada! Me senti a mais linda do mundo, a mais imponente… E eu ficava com medo de “deixar de ser feminina com o corte curte”. Muito pelo contrário… Me senti muito mais feminina, mais linda e sexy.
Enfim, não me arrependo nenhum pouco de ter feito o BC e assumir meus cachos!
E eu ouvi TODOS esses comentários! TODOS!
Mas quem paga minhas contas sou eu, então eu que tenho que decidir ser feliz *-*
Obrigada pelo post, ameei!

Ariana, o seu retorno é um baita incentivo para mim também. Você não faz ideia.
Todos aqueles que desviam de qualquer tipo de padrão sofrem com comentários maldosos. Mas não resposta melhor do que seguir firme com nossas personalidades e nossas escolhas. Estou ainda na fase das duas texturas e estou encarando de cara limpa. Conto pra todo mundo meus planos. E não tô nem aí pras carinhas de nojinho. É minha identidade que eu estou recuperando!
Não há arrependimento. Como eu adoro dizer: Estamos todas juntas nessa.
Eu agradeço o comentário, é gratificante!
Bjos

Adorei a publicação e o blog .. muito legal e interessante! Amei a forma de pensamento de vocês e compartilho dela .. estão de parabéns! Afinal a barreira do preconceito é quebrada quando você se assume e se aceita da forma que é!

Aeeeeeeeeeba!!! Fico alegre demaaais quando as pessoas curtem (Sou uma pessoa empolgada) kkkkkkkkkkkkkk Exatamente! Cabelos cacheados são atos políticos. É o nosso grito de liberdade para o mundo. Continue acompanhando, beijos

Adorei o blog! Que visual lindo, dá gosto de ler! Parabéns! Descobri esse blog hoje e com certeza irei segui-lo! Abraços!

Muito obrigada Raquel, é muito importante isso pra gente <3 volte sempre, beijos!

Perfeito! Disse tudo!!

Estava com medo de começar uma mudança justamente por esses comentários, agora sei que posso contar com blogs como esse como apoio, vou sem medo chega de química !

É isso aí gata!
Força na peruca porque estamos juntas nessa!

Beijos

Amei o post!!!
Mostra muito bem aquilo que nós todos crescemos ouvindo. Quem tem cabelo fácil de domar, cresce ouvindo que tem cabelo bom e todo mundo que difere disso, tem cabelo ruim.
Sempre gostei de dizer que meu cabelo tem liberdade, ou seja, faz o que ele quer. Se quer ficar rebelde, fica rebelde…
Mas apesar de ter essa opinião bem fundamentada de que o cabelo crespo é belo, acaba sendo muito difícil mantê-lo no dia-a-dia. A pressão pelo liso é grande!

Oi gostei muito do seu poste, quando eu era criança meu cabelo era cacheado, os cachos eram beeeeeem definidos, mas eu era MUITO complequisada com meu cabelo. :( ai eu o alisei, tudo tava as mil maravilhas….atée meu cabelo torar, pq ele é muito fino. eu alisei muitas vezes. ele SEMPRE torava, até que um dia eu senti falta dos meus cachos, e hoje estou nesse processo transistente, :( tô muito triste pq acho que não vou ter meu cabelo cacheado de volta…. e meu cabelo demorar séculos para crescer.

Oi Nathallye! Que história é essa? Claro que vai voltar seus cachos. Só ter paciência e esquecer essa ansiedade pro cabelo crescer. Aproveita essa fase! Beijos

Boa tarde meninas, to amando o blog tanto quanto o meu cabelo!!
Ja fiz quimica, passei pela transição mas não aceitava totalmente meus cachos, chamava ele carinhosamente de cabelo bandido…hahaha…piadinha velha!!!
Mas com o apoio do meu lindo marido, que sempre me elogiava quando eu soltava a cabeleira, comecei a entender que o volume é o charme!
Comecei a buscar informações de como tratar as molinhas, e encontrei vcs, como ja disse to amando tudo, e esse post foi muito realista, que atire a primeira pedra que nunca ouviu uma piadinha infame sobre os cachos!!! Mas que se danem as opniões alheias e vamos ser feliz com as nossas molinhas!!!

hahahahahahah piadinha velha mesmo! =P tinha até comunidade no orkut, que eu lembro kkkkkkkkkkk
poxa, que fofo seu marido!
o importante é isso: tacar um belo FODA-SE! hahahahha

beijocas

Adorei! Principalmente sobre o BC.Quando fiz o meu e postei a foto no facebook.Ja deixei bem claro que opiniões negativas não iam me fazer pensar diferente.Nem me sentir menos. Adoro a page :) super aliada na minha transição.

Vanessa, você fez BC? Já mandou a foto? Manda pra gente!
É isso aí! Não temos que agradar ninguém não!

Ficamos felizes em ajuadar!

Um beijo pra ti,

No meu caso sempre gostei do meu cabelo, ele era lindo, lembro que eu ia pra escola e as meninas ficavam mechendo no meu cabelo, perguntando se eu que fazia os cachos. Mais eu não gostava do volume :( então passei a alisar a parte de cima, e agora meu cabelo ta liso em cima e cacheado nas pontas. :(

Pois é Bianca, é o que a gente SEMPRE fala! Raiz vira ponta :(( O ideal é deixar 100% natural! Mas tenha paciência que seus cachos lindos estarão de volta em breve. Bjocas

Lendo seu post é como se estivesse tb numa aula de história. E pq que cabelo é considerado cabelo de pobre? È uma cultura muito enraizada, principalmente aqui no Brasil com a chegada dos europeus…a mão de obra era escrava, quem era os escravos? O negros de cabelos afros… É algo cultural, mais que aos poucos estamos quebrando essa barreira, não sei se é uma utopia, mais aqui pelo menos no Brasil não é um pais de alemão, é um país de todas etnias. E ainda bem né pq somos uma mistura linda que deu um resultado incrivel! E devemos saber nos posicionar e exigir respeito por parte das pessoas, valorizando nossos traços e nossa beleza o mais natural possivel :)
Bjs Cacheia

Mas Camila, é isso mesmo! O peso histórico é muito FORTE, e isso se revela nos nossos cabelos… Por isso que toda essa cultura de falar mal de cabelo crespo é RACISMO, porque o cabelo ruim é justamente o cabelo de preto.
É isso aí, garota! Bjocas

gente quero parar com a química, porém quero continuar usando ele liso só que com secador e prancha, pois ele natural quando arruma fica bem mais bonito.. o que acham? será que dar certo?

Oi reijeane, dá pra vc usá-lo só com escova sim, mas pq não usá-lo cacheado?
Bjocas e boa sorte

Olá, Raysa!
Encontrei este site por acaso, quando procurava uma solução pra bendita raiz crescida agora que abandonei a progressiva que fazia há, mais ou menos, 4 anos. Antes da química, meu cabelo era do tipo 3a com um volume super controlado. Não me pergunte o que deu na minha cabeça de fazer progressiva, porque eu sempre aceitei meus cachos muito bem. Acho que fiquei besta mesmo.
Só que eu não aguentei esperar o cabelo crescer mais e fiz o tal “big chop” há duas semanas. Resultado: do cabelo quase na cintura mudei pra um chanel longo (o tal long bob), mas com 3 dedos de raiz crespa e um volume do além! (Não tinha o cabelo curto desse jeito em mais de 25 anos!)
Já devorei umas 20 matérias do site! Amei! Logo volto com novidades sobre minhas experiências capilares na transição.
Obrigada por todas as dicas!

Oi, Juliana!
Que bom! Ficamos muito felizes!
Parabéns pela coragem e saiba que curto é lindo!

Se precisar de alguma coisa, conte conosco ;)

Confesso que gargalhei! Mas não foi porque achei graça. Gargalhei porque a sociedade “não sabe de nada, inocente!”kkkkkkk. Lindo post! Amei amei amei demaaaais!!! Um beijo!

Hahqhahahbahahq dá pra rebater falta de informação com bom humor sim! Beijocas

[…] dias da infância que era legal ficar com o cabelo cheião, eu cresci e aprendi a me defender. As palavras das pessoas não iam me fazer mal, porque eu aprendi a respondê-las e aprendi a buscar aprovação em mim mesma. É nesse sentido […]

Que post perfeito! Essa eh a segunda vez q estou querendo deixar a progressiva, minha raiz já esta grande e não estou nem um pouco afim de alisar, mas é tao difícil, quando nem minha mãe me apóia pq diz q é “desleixo” e uma amiga diz q é “cabelo ruim” :( tomara q dessa vez eu consiga deixar minhas molinhas crescer e ter vida, sem me sentir “feia” obrigada pelo post, super me motivou! Beijuuuu

Nath, eita, que linda você!!!
Olha, não desanima não, cê tá no caminho certo, gatinha!

Vc vai ver que vc vai se sentir ainda mais linda!
Beijocas

A verdade é que descobri agora esse blog procurando mais produtos para meu afro. A verdade é que já ouvi muitos comentários preconceituosos com meu 4c, principalmente na fase de transição. Mas agora depois de 2 anos com ele natural, depois de sofrer muito para aprender a cuidar, abandonar quase completamente o shampoo e ainda tendo que aprender muito, já ouço bastante elogios. Esse post encheu meus olhos de lágrimas. É uma grande luta!!

É uma grande luta mesmo, Andreia! E ficamos muito felizes que você tenha vencido :)
Parabéns e conte com o Cacheia para o que precisar!

Beijos!

olá .
tem algum ” problema” o meu cabelo ser ondulado na frente e bem cacheado atrás? o que pode resolver isso ?pq antes não era assim…

Oi Verônica! Totalmente normal. Confere nosso post: http://cacheia.com/2015/03/duas-texturas-sos-transicao/

Nossa ja ouvi muito isso ( principalmente o comentario em primeiro lugar ), peincipalmente agora que estou em transiçao. Raysa parabéns pelo post, amei, perfeito. Obrigada pela dicas e tudo e que vocês do Cacheia! Que voces ajudam muita gente ( e eu tambem ) nessa luta da transição. Beijos.

Tem quase um ano que eu não aliso meu cabelo, e completei apenas um mês de transição. E decidi assumir minhas raizes através de ler inúmeras publicações aqui do blog, mas o pouco tempo foi o suficiente para ouvir os maiores absurdos da minha vida!
Tenho a pele bem clara, e o olho puxado (até hoje não entendi de onde surgiu essa genética haha) e logo na primeira semana que eu assumi meus cachos (quando eu resolvi para de passar a chapinha) ouvi um: “Nossa Allini, acho melhor você retocar sua definitiva porque esse cabelo não combina com a sua feição!”.
E desde então fui acostumando a ouvir diversas frases preconceituosas que felizmente só me fazem sentir mais vontade ainda de ser quem eu sou.
Na faculdade também ouço burburinhos de colegas falando do meu cabelo, risadinhas e piadinhas escrotas sabe?
Até desenho e imagens de bichos já vi eles comparando, mas fico na minha observando toda essa situação desagradável.
Mas é isso ai, meu cabelo é cacheado mesmo, volumoso mesmo e desejo do fundo do meu coração que todas as criticas se transformem em mais e mais aprendizado!!!!!

essas coisas de genética que a gente não entende <3
hahaha e não tem nada a ver não combinar, onde já se viu a gente não combinar com algo que nasceu?
esse povo tá loko.
faz o que você quer e te faz feliz! Um beijo

Adorei o bom humor do assunto,eu tambem fiz o famoso big chop e estou adorando a minha nova aparencia pareco outra pessoa.


Leave a Comment