Pessoal

Cris Almeida – Minha Transição Capilar

16 de abril de 2015
cris-almeida-transicao-capilar

Alô Cacheia!

Essa semana recebemos um depoimento incrível da Cris Almeida e resolvemos compartilhar com todxs vocês!

cris-almeida-transicao-capilar

“Olá meninas! Passando para dividir com vocês minha alegria, porque indiretamente vocês também têm um pouco de responsabilidade com isso.

Vou contar-lhes um pouco do meu processo de mudança exterior e principalmente interior. Lembro-me de muitas reflexões feitas por mim quando era criança, acerca do meu cabelo. Na escola, grupo de amigos e principalmente em casa, era a que tinha o cabelinho mais “ruim” (acho que falavam no diminutivo pra eu não ficar tão triste), mas sabendo eles que mesmo assim eu ficava muito triste, ou melhor: diferente, inferior, feia.

Afinal, as outras podiam pentear o cabelo quando quisessem e fazer penteados que nunca ousaria. Como eu queria passar o tempo penteando meu cabelo! Por causa disso, posso dizer que minha autoestima era bem frágil durante a infância, apesar de não admitir.

Não me sentia confortável com o fato de os outros serem capazes de ver fraqueza em mim. Queria muito o cabelo liso, e minha querida mãe me deu, foram 20 anos de química, 20 anos de cabelos “lisos”. De tudo já usei, de tudo já coloquei pra tamanho e textura ideal, e não me arrependo do que passei, porque naquele momento era realmente o que eu queria.

Há 9 meses e 27 dias atrás resolvi dar um basta, enquanto me olhava no espelho do salão, percebi que eu não queria mais aquilo para mim. Não era certo colocar um estereótipo, um modelo, um modo de pensar que me fazia tão mal à frente da minha vida. Passaria a me ver como sou, trabalharia para ser a menina que Deus criou e era desconhecida por todos.

Então, prometi a mim mesma que não faria aquilo novamente e tentaria usar o meu cabelo natural. Até porque estava com muita saudade de vê-lo, ou melhor, de conhecê-lo porque nem lembrava como ele era.

A mudança interior foi fundamental para que existisse uma mudança exterior. Foi assim que encontrei vocês do Cacheia, buscando forma de tratamento de cabelos cacheado. Quando entrei no blog foi paixão à primeira vista, as administradoras, aos tutoriais, dicas, fotos, até os comentários que fazia questão de ler todos, amei tudo de cara.

A valorização interior que vocês faziam questão de frisar, foi de fundamental importância para assim ter amor a si próprio, com isso me fortaleceu bastante, todos os dias abria a página quase sempre lia a mesma coisa, posso dizer que passei pela transição capilar, o que não foi fácil para mim, mas a todo momento sabendo que realmente era aquilo que eu queria.

Sou muito grata por tudo isso, principalmente pelo fortalecimento interior, porque não é só pelo cabelo, é uma busca a uma identidade perdida que a sociedade racista roubou de mim sem que eu percebesse, e vocês me ajudaram a recuperá-la. MUITO OBRIGADA!!! Hoje me sinto mais livre, mais bonita e mais negra!

Cris Almeida

Recomendados para você

5 Comentários

  • Reply sueli caldas 23 de abril de 2015 at 08:30

    Muito lindo seu depoimento Cris, me identifiquei muito com sua historia, muito parecida com a minha. Há Exatamente, 20 anos passo tbm por esse processo ( Isso mesmo comecei a relaxar com 10 anos) de relaxamento, mega hair, mudança de química e etc. Alguns momentos de alegria e outros de frustrações, principalmente quando gastava horrores para ter o cabelo perfeito de capa de revista, e tinha como resultado queda ou quebra por fragilidade, há 5 meses decidir parar com a química, a principio foi pelo tempo de espera mesmo para relaxar, pois a cabeleireira não me aceitava antes desse período por me chamar de teimosa e que queria ficar careca. rsrsrs.. Sem falar das cobranças no trabalho, pela aceitação ( Trabalho em Hotel) Ao completar o exato 3 meses, repensei e procurei na net, experiências de pessoas que deixaram seu cabelo natural e logo me deparo com esse blog ” Cacheia!” que nada mais é do que um verdadeiro Estimulo para cada uma que passar por esse processo, uma forma política de trazer o que ficou escondido por muito tempo, nossa beleza NATURAL, obscurecida pela ditadura da beleza, que diz; que para sermos LINDAS, precisamos ter o cabelo ou o corpo da atriz tal. Hoje me sinto linda !!! Segura do que quero, e ansiosa para conhecer meus pequenos cachinhos, que nunca deixe aparecer, e que desconheço. Se amanhã decidir por relaxar, não será porque alguém me disse que ” somente assim é bonito” mais porque tenho uma decisão formada sobre tal, por isso, posso com propriedade dizer, o que quero como representação de minha personalidade. É sem dúvida o blog CACHEIA! fez parte dessa consciência política que sempre tiver vontade de assumir, mais que nunca, fui incentivada, pelo contrário amedrontada como palavras de que; Vai ficar feio…. E etc, Obrigada Garotas e garotos que fazem desse blog, Um instrumento Fantástico de aceitação!!! Meu imenso abraço e gratidão. É isso ai, se tá cheia cacheia!!!!!

    • Reply Ana 23 de abril de 2015 at 14:49

      Obrigada a você pelo depoimento, por acompanhar nosso blog e por reconhecer nosso trabalho, Sueli <3

  • Reply Dani Chagas 24 de abril de 2015 at 09:26

    Lindaaaa Crissss!!!! Tbm quero isso pra mim… to na luta da transição… é exatamente isso que vc falou estou na “busca a uma identidade perdida que a sociedade racista roubou de mim sem que eu percebesse”.

    Amei seu depoimento!!!

  • Reply Milli 26 de abril de 2015 at 17:51

    Eu entrei no processo de transição pela segunda vez há oito meses. Já passei por isso uma vez e estou passando novamente. Lindo teu depoimento.

  • Reply Sarahhh 19 de junho de 2015 at 14:10

    Nossa amei o depoimento, isso vai me dar forças!! ♡♡

  • Deixe um comentário!

    error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.