Transição capilar infantil: 5 dicas

  • Home
  • Blog
  • Transição capilar infantil: 5 dicas
transição capilar infantil. foto ilustra menina de cabelo crespo em pose de concentração, imagem ilustrativa para abordar o tema crianças em transição capilar

Muitas crianças passam por transformações de textura ainda cedo. Além de resgatar a saúde dos fios é preciso trabalhar com os pequeninos a autoestima e o amor pelo cabelo natural. Confira algumas dicas para pais, mães ou responsáveis que possuem uma criança em casa passando pela transição capilar.

Passo 1: procure um(a) especialista

Um(a) especialista em crespos, cacheados e ondulados pode avaliar a condição dos fios e realizar a transição capilar assistida. Além do acompanhamento no salão você também fica sabendo como cuidar em casa, produtos indicados, técnicas de tratamento e finalização.

Passo 2: utilize produtos adequados

O couro cabeludo infantil é uma estrutura mais delicada e mais sensível que a pele dos adultos. Nem sempre o potão que você tem em casa ou aquele shampoo que todo mundo usa vai funcionar para o(a) seu(sua) filho(a). Os cosméticos precisam oferecer qualidade e segurança. A escolha de bons produtos ajudará no desembarace e modelagem dos fios.

Passo 3: Cuidado com as expectativas

Para ajudar na transição capilar infantil você precisa entender e respeitar as características do cabelo natural. Um cabelo crespo/cacheado/ondulado natural tem volume, tem frizz, muitas vezes acorda bagunçado e precisa de finalização caprichada e tratamento para se manter bonito. Tente não reproduzir na criança expectativas de um cabelo que não é real. Deixe a criança experimentar, brincar e aprender. Deixe o cabelo ser mais livre e não tente controlá-lo o tempo todo. É muito chato passar pela transição quando todo mundo só reclama e vê defeitos no nosso cabelo.

Passo 4: seja paciente

Nada de chapinha, botox, selagem e outras químicas para tentar abaixar a raiz que está crescendo. O alisamento pode deixar a textura menos definida além de comprometer a resistência, brilho e penteabilidade desse cabelo que já está sensibilizado por químicas anteriores.

Passo 5: gentileza nos detalhes

Na hora de dormir oriente a criança para utilizar fronha ou touca de cetim. No banho utilize água em temperatura ambiente ou fria. Nada de penteados apertados ou de elásticos que quebram o cabelo. Desembarace com um pente com cerdas largas ou uma escova desembaraçante. Corte as pontinhas alisadas a cada 3 meses, assim a transição capilar vai acontecer de forma gradual e o cabelo mantém a forma e facilidade de cuidado.

Por Maressa de Sousa,

Terapeuta Capilar, Cabeleireira especialista em crespos, cacheados e ondulados

Maressa De Sousa

Maressa, 26 anos, baiana. Cientista Social, mestra em Antropologia. Terapeuta capilar, cabeleireira e trancista. Ama filmes e livros de ficção. Para ela, a transição capilar marcou o início de muitas outras transformações.







[fbcomments]
Blog Comments

Que delicadeza essa postagem. Acho importante também conversar com a criança sobre todos as etapas dessa mudança, em uma linguagem que ela entenda e, sempre que possível, buscar figuras de referência no universo dela (desenhos animados, quadrinhos, histórias…) para que o processo faça sentido também para ela. Lindo!


Leave a Comment