Dicas

Cremes capilares causam espinhas?

19 de novembro de 2016

Oi Cacheia! Como vão vocês?

Esse post aqui é pra falar de uma coisa bem incômoda que eu tenho sentido nos últimos meses: espinhas.

Ano passado (out/2015) foi a última vez que cortei meu cabelo curto. Eu tinha feito algumas mechas loiras nas pontas e quis tirá-las. A partir daí deixei ele crescer e comecei a ter esse probleminha.

produtos-capilares-causam-espinhas

Conversei aqui no blog e a Maressa me disse que têm o mesmo problema, apesar do cabelo mais curto. Então, como não sabíamos se o uso de produtos capilares tem influência no aumento de cravos e espinhas, decidimos conversar com uma dermatologista, Nádia Bavoso, para entender.

Quais são as principais causas para aumento da oleosidade e das espinhas?

Nádia: A acne vulgar (espinhas) acomete aproximadamente 90% da população ocidental ao longo da vida. Normalmente a acne surge na adolescência, mas durante a vida não é incomum que apareçam novas lesões e há diversos hábitos e situações que colaboram para que isso aconteça…

Cada pêlo do nosso rosto está acompanhado por uma glândula sebácea. A acne é a inflamação da unidade pilossebácea.

oleosidade-causada-por-cremes-capilares

Alguns principais fatores que predispõem o paciente ao surgimento de espinhas e oleosidade são:

  • Genética (se os pais tiveram muita acne é provável que os filhos também tenham)
  • Hormônios (tanto o despertar hormonal da puberdade como o uso indiscriminado deles)
  • Alguns medicamentos: Vitaminas do complexo B, Corticóide oral, alguns anticoncepcionais.
  • Alimentação: alimentos com alto índice glicêmico (que aumentam rapidamente a glicose no sangue, como açúcar branco) e leite desnatado e derivados de leite.
  • Cosméticos: Obstrução da saída da unidade pilossebácea por cosméticos pesados e muito oclusivos.

O uso de cosméticos capilares pode alterar a oleosidade em regiões como rosto, pescoço e costas?

Esse uso pode ser associado ao aparecimento de espinhas?

Nádia: O uso de cosméticos pode sim precipitar o surgimento ou piorar o quadro já existente de acne na face, pescoço e dorso. Essa piora do quadro se deve à presença de óleo no produto, mas também é provocada pela obstrução à saída de sebo do folículo piloso, o que leva a um verdadeiro entupimento!

Esse tipo de produto é chamado pelos dermatologistas de COMEDOGÊNICO. Não sei se já notaram, mas em vários produtos dermatológicos existe a informação no frasco: NÃO COMEDOGÊNICO. Isso significa que o produto não provoca acne.

Atenção para o fato de que quase sempre a acne provocada por cosméticos capilares está associada aos produtos do tipo “leave-in”, que permanecem nos fios após a lavagem. Quanto mais pesado for esse cosmético maior é a chance de provocar espinhas. Os produtos de uso dermatológico são categorizados quanto ao seu “peso” da seguinte forma (do mais leve para o mais pesado):

  1. solução (mais leve)
  2. gel
  3. sérum
  4. loção
  5. creme
  6. pomada
  7. unguento (mais pesado)

As soluções aquosas e alcoólicas são os produtos com menor quantidade de óleo, e as pomadas e os unguentos são os produtos com maior quantidade de óleo em sua formulação. Para os cosméticos capilares essa regra não é diferente.

Quais são as recomendações para quem percebeu um aumento de espinhas nessas regiões?

Nádia: Algumas dicas importantes para a pessoa que sofre com acne escolher os cosméticos para uso nos cabelos são:

  1. Preferir produtos de “leave in” no formato de gel, gelatina e sérum. Se houver quadro de acne evitar as pomadas e os cremes muito pesados, com manteigas e óleos essenciais em sua composição;
  2. Evitar o uso de franjas;
  3. Evitar o contato do cabelo com o produto na pele enquanto o cabelo estiver secando;
  4. Usar produtos tópicos anti-acne para a pele acometida como sabonete específico, creme anti acne e loção de limpeza adstringente específica prescritos por seu dermatologista.
  5. Os principais componentes envolvidos no surgimento da acne cosmética são: Lanolina, Isopropyl Myristate, Cetyl alcohol, Pigmentos D&C e ácido esteárico.

Maressa: Antes de conversarmos com a doutora eu adotei algumas precauções que ajudaram a amenizar muito o problema e gostaria de compartilhar com vocês também:

  1. Reduza a lavagem do cabelo no chuveiro.
    Atualmente eu prefiro lavar o cabelo na pia porque assim o creme/máscara/condicionador não vai escorrer diretamente pelo meu rosto, pescoço ou costas. Outra vantagem de fazer isso é que na pia a água é sempre fria, ao contrário do chuveiro em que ficamos com aquela tentação de usar água morna ou quente. Esse uso excessivo de água morna/quente nos cabelos também contribui para o aumento da oleosidade.produtos-capilares-causam-espinhas
  2. Ao hidratar o cabelo, não fazer um coque super alto no topo da cabeça.
    Às vezes o cabelo está com excesso de água e com isso a máscara de tratamento escorre pelo couro cabeludo, pescoço e costas. Então eu costumo retirar o excesso de água e prender o coque um pouco mais baixo. Também uso uma proteção como uma touca ou uma sacolinha para evitar contato do cabelo com as costas.

Anotou as dicas ai? Vamos tentar trazer nas próximas resenhas destaques para esses componentes nos produtos que podem causar espinhas.

E você? Já sofreu/sofre com o aumento da oleosidade da pele por causa dos leave-ins? Conta pra gente nos comentários.

Agradecimentos especiais para a Nádia Couto Bavoso, Titular da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia). Instagram e site

Marque sua consulta: Belo Horizonte, Av. Bandeirantes, 430, Mangabeiras.
Telefone para contato: (31) 2514-4400

Recomendados para você

3 Comentários

  • Reply Priih 21 de novembro de 2016 at 10:28

    Parabéns pelo post, excelente e completo!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

  • Reply Mayara Medeiros 23 de novembro de 2016 at 11:21

    Maravilhosas! amo vocês! :D
    É incrível como desde quando eu comecei a minha transição o blog tem sido quase uma bíblia pra mim, com todas as respostas para todos os problemas que eu enfrentei na jornada de assumir os cachos e isso me deixa muito aliviada de saber que quando me sinto perdida ou em dúvida com relação ao meu cabelo eu sei onde encontrar todas as respostas e não me desespero mais.

    Sobre a matéria, eu senti que aumentou muito a oleosidade do rosto depois da transição e BC por causa dos cremes e cachos caindo na testa, comprei um sabonete especial mas mesmo assim está difícil e estou bem preocupada pq aqui em SP o calor do verão nem chegou ainda imagina quando chegar!
    O que eu tenho usado para reduzir a oleosidade do couro cabeludo é o tônico de alho, e diminuindo a oleosidade do couro cabeludo eu acabei reduzindo um pouco da oleosidade do rosto, mas bem pouco!
    Vou seguir as dicas da Maressa Maravilhosa e ver se melhora!

    Obs.: Meu cacho é tipo 3b/c e um pouco oleoso e me dei bem com o tônico por isso mas dependendo do tipo de cacho esse tônico pode ressecar um pouco o cabelo.

    Obrigada <3

    • Reply Raysa França 29 de novembro de 2016 at 20:13

      Mayara, uau! Você não faz ideia do quanto esse tipo de comentário nos faz felizes. Faz todo o nosso trabalho valer a pena. Muito obrigada por ser essa leitora incrível! A Maressa repassou o recadinho para a equipe e ficamos todas muito felizes!
      Bom, parece meio esquisito a dica que eu vou dar agora, mas é totalmente por minha conta, como Raysa. Eu tenho lavado o rosto com shampoos liberados para no ou low poo, porque tomei suplemento de B12 e minha cara lotou de espinha. hehe Tem ajudado bastante!
      Beijo

    Deixe um comentário!

    error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.