Big Chop

6 motivos para não passar muito tempo em transição e fazer logo o BC

28 de janeiro de 2015

A transição é uma fase chata e demorada. Mentira. Ela é uma fase chata e demorada se você quiser que ela seja assim. SIM, a escolha é sua!

Percebo muitas meninas que passam meses e até anos na transição, ou seja, esperando o cabelo mudar. O motivo quase unânime (não coloquei só unânime para deixar uma margem de erro) é simples: medo de cortar o cabelo, de não se sentir aceita, de não ficar feminina, de se sentir feia. Já comentei no post “10 coisas que toda cacheada precisa saber ” que saimos de uma ditadura, mas entramos em outra: a do cabelo comprido.

Não me leve a mal. Você pode fazer o que bem quiser com o seu cabelo, mas gostaria de te dar alguns motivos para parar e refletir sobre fazer ou não o BC. Se você realmente não quiser sabê-los e estiver decidida  a esperar a raiz crescer (e virar ponta) para cortar a parte alisada, pode seguir pelo blog. Temos um monte de dicas, resenhas, receitas e até dicas para o cabelo crescer :) Mas se você quiser ver, vem de coração aberto, porque não são imposições, não são regras, são dicas de quem já passou por essa fase e responde a dúvidas sobre transição diariamente :)

6-motivos-para-nao-passar-muito-tempo-em-transicao-e-fazer-logo-o-bc

1- A vida é muito curta para ficar tanto tempo em transição

Muito curta. Dois anos não parecem nada hoje ou quando vamos vivendo um dia após o outro, mas é muita coisa quando olhamos para trás e vemos que podíamos ter feito diferente. Passei 6 meses em transição (sem nem saber que estava, como contei em “Por que tanto medo do BC, afinal?) de cabelo preso e com chapinha. Hoje vejo as fotos e percebo quanto tempo perdi com o cabelo feio.

2- A vida é muito curta para não ter cabelo curto

Pouca gente sabe, mas quando pequena eu queria ser atriz. Sempre gostei de criar personagens na minha cabeça, me imaginar sendo loira, morena, ruiva, rica, pobre, na Disney, fazendo Safari, médica, professora, atriz. E acabei trazendo isso para minha vida real, sabe? Acredito que tudo são experiências que formam quem somos, que nós constroem e nos fazem de nós pessoas mais ricas culturalmente. E o que o cabelo curto tem a ver com isso? Para mim, tudo. E se você quer um conselho, não passe sua vida sem saber o que é o vento batendo na sua nuca, a água escorrendo no banho e te refrescando e muito menos sem dar um recado para a sociedade: eu sou linda, feminina e tenho cabelo curto. E ai?

 

3- A vida é muito curta para gastar tanto dinheiro comprando produto para um cabelo que não é seu

Uma das coisas que eu aprendi na transição e que transformaram minha auto-aceitação foi cuidar do cabelo. Tem coisa mais gostosa do que passar horas na perfumaria escolhendo os produtos? Ficar trocando figurinhas com outras cacheadas, fazer misturas doidas no cabelo? Eu adoro! Aprendi isso na transição e levo comigo. Sou um pouco preguiçosa, confesso. Não sigo cronograma capilar ao pé da letra porque já aprendi qual etapa do cronograma meu cabelo está precisando. Mas a questão que eu quero levantar aqui é: você sabe que a máscara que comprou não irá recuperar os fios alisados, certo? E sabe que seu cabelo alisado terá que ser cortado mais cedo ou mais tarde, aos pouquinhos ou diretão, certo? Agora pensa quanto de produto você tá gastando em um cabelo que vai para lata do lixo. Agora abre seu armário e faz uma continha básica aí para ver quanto de dinheiro você tá jogando fora. ;)

4- A vida é muito curta para você ficar com duas texturas de cabelo

Deixa eu te contar um segredo. Sabe qual é a fase mais difícil da transição? É aquela que sua raiz virou comprimento do cabelo. Você já tá de saco cheio de fazer texturização e já aprendeu que chapinha só vai ressecar aquele seu cabelo novinho e natural. Já entendeu que se você resolveu entrar na transição é porque você optou por não mais “abrir os cachos” “baixar a raiz”, “tirar o volume”. E aí o negócio pega. E a primeira vontade que vem, qual é? Desistir! Achar que nada disso faz sentido. Se você estiver nessa fase, aqui vai meu conselho: corre para o cabeleireiro e corta. Antes que você corra para alisar e jogue fora meses de transição!

 5- A vida é muito curta para texturizar o cabelo todo dia

Dormir com coquinhos no cabelo? Acordar 3 horas antes para arrumá-lo? Fazer chapinha (não faça, sério, experiência própria)? Viver de cabelo preso? Sinceramente, não “precisei” texturizar porque quando passei pela transição nem sabia que isso existia (não sabia nem que ficar sem alisamento para voltar ao natural tinha nome), MAS nesse mais de um ano do Cacheia (<3) conversei com tantas transitentes que percebi um fato: no começo a texturização é linda, todo mundo se diverte testando novas, vendo vídeos, seguindo o cc, mas depois cansa. Cansa acordar mais cedo, cansa tentar mudar a textura de um cabelo que tá quimicado e vai voltar ao normal assim que molhar. Cansa. Agora faça a mesma continha do dinheiro que foi para o ralo com produtos aqui. Quanto tempo você perdeu nessa brincadeira? E o que você poderia ter feito? Talvez ter começado aquela academia que há tempos você promete ou fazer uma aula de inglês. Dormir. Dançar até o dia raiar. Viver :)

6- A vida é muito curta para você não ser você mesma

Quando entramos na transição, nos dispomos a voltar ao nosso natural. Obviamente, isso não é fácil. Sabe por que? Bem, vamos lembrar porque você alisou/quimicou seu cabelo? Deixa eu adivinhar?

– Você não sabia cuidar do seu cabelo

– Você via outra cacheada na rua e pensava “nossa, meu cabelo podia ser assim, mas ele não fica tão bonito”

– Você viu sua mãe/avó/tia alisar o cabelo a vida inteira

– Falaram para você que seu cabelo era muito armado

– As personagens bonitas da TV eram todas lisas. As crespas que foram surgindo tinham os cachos largos e eram cuidadosamente feitos com escova + babyliss (Dica: leia Eu não sou a Taylor Swift)

– Aquele menino gatinho falou para você que gostava de meninas com cabelo liso

– Te deram apelidos relacionados ao seu cabelo e/ou colocavam coisas nele para mostrar que “não cai”

– Te sugeriram prendê-lo e tudo de mais louco para tirar o volume

– Te falaram que cabelo crespo era cabelo ruim, pixaim, bombril

– Perguntaram por que você não fazia uma progressiva para abrir os cachos, abaixar um pouco o volume e ficar com cara de “bem cuidada”

E aí, sabe o que aconteceu? Você acreditou em tudo isso. Acreditou que para ser bonita você precisava ter outro cabelo que não o seu. Mas aí, depois de tanta química, você não se via mais, você via pontas quebradas e espigadas, um cabelo sem vida e resolveu tentar de novo. Mas será que vai voltar a ser como era antes? Será que vou aprender a cuidar? Será que vão me criticar?

E é por isso que a transição é tão importante e você deve, sim, passar por ela. Para responder a todas essas perguntas e se sentir segura o suficiente para seguir em frente. Para se conhecer melhor, se amar e se transformar. E não estou falando só do cabelo ;)

Quando você perceber que isso tudo foi reconstruído em você, Siga em frente! Vai ser feliz com seu cabelo! No seu tempo, mas sem ficar escrava de outras ditaduras, como falei no começo do texto.

 

A vida é muito curta.  

Leia também: Por que assumir os cachos é um ato político?

Recomendados para você

130 Comentários

  • Reply Patricia Rodrigues 28 de janeiro de 2015 at 18:31

    Oi Mari,
    Acabei de conhecer o blog atraves do Facebook. Vi o post que voce publicou hoje e cheguei no antigo (em que voce conta o seu processo) pelo link. Seu cabelo é lindo e sua história me deu esperança. Justamente hoje estava pensando em voltar a alisar por puro desespero mesmo. Estou há 4 meses em transição, sofrendo com cabelo preso 24 horas por dia. Mesmo quando eu faço escova ou chapinha, não dura muito porque meu cabelo é bem fininho, tipo cabelo de bebê, sabe? Então, basta um leve resquício de umidade pra ele ficar completamente “inchado”. Eu tenho zero dó de cortar o cabelo. Usei cabelo curto chanel, na altura da orelha, por 6 anos, só que alisado. Então, em outubro do ano passado, quando decidi voltar ao meu cabelo natural, cortei na altura dos ombros – ele estava na cintura! Agora, esse mês, cortei de novo uns 4 dedos – voltando o comprimento para a altura dos ombros. Só não queria cortar joaozinho porque eu não fico bem mesmo. Já tive esse corte quando estava na faculdade e nao combinou com meu rosto. =( Então, a minha ideia era deixar crescer um pouco e cortar na altura da orelha, como antigamente. Só que eu não estou aguentando mais. Não tem nada que dê jeito nesse cabelo. A raiz esta bem enrolada e a parte alisada está completamente esticada, sem NENHUMA ondulação. Ia desistir porque hoje pensei: vai demorar muito e eu nao vou aguentar. Só que agora eu vi que voce conseguiu fazer o BC com 6 meses!!! E seu cabelo ficou otimo!!! Será uma salvação? Parabéns a todas pelo blog. Beijos, Paty

    • Reply Mariana 29 de janeiro de 2015 at 12:03

      Oi, Paty!
      Fico muito feliz que o meu post tenha te inspirado! Sobre a minha transição, foi bem isso mesmo. Vivia de chapinha, mas prendia o cabelo porque a a raiz inchava, o resto do cabelo detonado, a ponta horrível. Nossa, que fase! kkk

      Sobre o corte, o jeito é você continuar cortando aos poucos e fazer texturização.
      Aqui um post que vai te ajudar: http://cacheia.com/2013/12/texturizacao-s-o-s-transicao/
      E você pode ir fazendo cronograma capilar para ir melhorando a aparência dos fios: http://cacheia.com/2013/11/cronograma-capilar-sos-cabelo/

      Se você precisar de ajuda, é só escrever para gente, tá?
      Um beijo!

      • Reply Patricia Rodrigues 29 de janeiro de 2015 at 12:13

        Ah Mari, eu já tentei texturização (twists e coquinhos), mas o meu cabelo é muito fino, não segura. Dá 15 minutos, ele ja desmanchou todo. Babyliss ele segura um pouco mais, um dia, igual a chapinha. Por isso, eu tenho ficado a maior parte do tempo de coque ou rabo de cavalo. Não dá pra fazer chapinha ou babyliss todo santo dia. Mas, de qualquer forma, vou esperar completar seis meses – já que faltam apenas dois! Quem sabe eu não consigo fazer o BC como você? To ansiosa por esse dia. =)

        Obrigada pela força e pela resposta. beijos

  • Reply Aline 28 de janeiro de 2015 at 19:47

    Muito bom esse texto, acho q temos q deixar qualquer ditadura pra trás, a ditatura do cabelo liso, do cabelo comprido, do cachos perfeitos e sem friz e por ai vai.. Entramos em transição para nos encontramos, para sermos livre de toda a ditatura e padrão imposto pela sociedade. Vejo muitas meninas q saíram da transição e ficam neuróticas por ter cachos perfeitos, definidos, sem friz, não q isso seja errado mas de que adianta sair da escravidão da química para ir para a escravidão dos cachos perfeitos, todos nos queremos nos cachos lindos mas sem paranoia, vamos viver ser livre… Parabéns pelo texto, acho admirável que tem a coragem de fazer o bc .

    • Reply Mariana 29 de janeiro de 2015 at 10:13

      Oi, Aline!
      Perfeito seu comentário! Concordo com absolutamente TUDO!
      O grande aprendizado da transição é se libertar de todas essas ditaduras, não precisamos seguir padrões!

      Fico feliz que tenha gostado do texto!
      Um grande beijo!

  • Reply Danielle 29 de janeiro de 2015 at 06:48

    UAU!!! Aplausos!!!
    É por aí mesmo…

    • Reply Mariana 29 de janeiro de 2015 at 10:11

      Que honra, Danielle!
      Muito obrigada :)

      Um beijo!

      • Reply Taynara Farias 7 de abril de 2015 at 17:03

        Olá, sou nova nessa parada de transição capilar, faz seis meses que abandonei a química, queria me libertar dessa prisão ilusória e banhar na chuva sem me preocupar em desmanchar a chapinha -_-… Enfim, AMEI o blog e as dicas, tenho muitas dúvidas e gostaria que vocês me ajudassem, por exemplo, ficar com duas texturas no cabelo impede dos cachos crescerem e se formarem? No meu caso, eu quero fazer o BC em Julho pois até lá a raiz já estará “maiorzinha”…
        Minha outra dúvida é: Os cachos que estão nascendo agora ficarão diferentes dos que eu tinha antes da química?

        • Reply Mariana 8 de abril de 2015 at 14:33

          Oi, Taynara!
          Seja bem-vinda :)

          As duas texturas não impedem que os cachos cresçam, mas atrapalha a formação deles enquanto você estiver com as duas. Eu não consegui ver meus cachos antes de fazer o bc.
          Nosso cabelo muda muito com o passar dos anos, pode ser que não fiquem iguais, iguais, mas com certeza os cachos voltam.

          Se tiver mais dúvidas, é só dizer.
          Um beijo!

  • Reply Isabella 29 de janeiro de 2015 at 08:56

    To em transição desde abril de 2014, mas só descobri isso em novembro (nesse tempo fiquei na chapinha). Eu não fiz progressiva durante esse tempo todo pq tinha algo que me impedia, mas em novembro tinha marcado no salão uma pq tava cansada da chapinha. Foi vendo o blog de vcs e vlogs que me ajudaram a tomar a decisão de ser eu msm e passar por essa etapa de aceitação. Tenho planos de fazer o BC em abril quando eu vou fazer 1 ano de transição e pra mim vai maravilhoso, pq eu amo curto (até quando eu alisava, amava o curtinho), mas tbm desafiador pq nunca tive curto e cacheado ao msm tempo… Mas a vida é isso aí, encarar tudo e não desistir. Amo o blog de vcs!

    • Reply Mariana 29 de janeiro de 2015 at 12:08

      Oi, Isabella!
      Também fiz meu BC em abril :)
      Eu nunca tive problema em cortar o cabelo – graças a minha mãe – mas nunca usei o cabelo totalmente cacheado (antes fazia chapinha na franja) e nunca tive o cabelo tããão curto de não cobrir o pescoço. Obviamente, também tive medo. Mas, sinceramente? Foi a melhor decisão que eu tomei na vida! Não me arrependo nem um pouco e vejo que, se eu fosse fazer o BC hoje, demoraria menos tempo e cortaria beeeem mais, tipo raspar mesmo. Deve ser uma sensação maravilhosa! :D

      Depois me conta como foi seu BC, tá? E manda foto para postarmos no Facebook :)

      Um beijo!

  • Reply Natália 29 de janeiro de 2015 at 12:21

    Olá meninas cacheadas lindas!!!
    Eu conheci o site há um mês mais ou menos e, sinceramente, vocês salvaram minha vida.
    Desde criança fui orientada a odiar meu cabelo “ruim” e sempre querer “domá-lo” ou alisa-lo. Fiz alisamento com 13 anos de idade e, aos 18, cortei curtíssimo. Joãozinho mesmo! Foi assim até meus 23, quando resolvi deixa-los crescer, novamente. Depois desta etapa, mesmo com a invenção das definitivas, nunca caí nesta tentação, porque, por mais que me desestimulassem, eu via um certo charme no meu cabelo cacheado. Sabia que, o que faltava mesmo, era orientação para cuidar dele direitinho.
    Já se passaram 11 anos e foram anos de muitos cremes comprados a toa sem bons resultados, muito estica e puxa de escova e … muito dinheiro.
    Eu moro no interior de São Paulo e percebo que aqui não há nenhum lugar especializado ou com alguém com qualquer orientação para cabelos como os nossos. Todos (todos de verdade) salões da cidade priorizam o atendimento para cabelos lisos, naturais ou não! E o que mais ouvia era: porque você não alisa???
    Porém, mesmo não fazendo a bendita (ou maldita) da definitiva, me deixei levar pelo selante com formol. O resultado foi metade do meu cabelo liso (liso, gente!) e a parte de cima cacheada.
    É aí que vocês entram em cena.
    Depois dessa cag*, comecei a pesquisar como me daria bem, de uma vez por todas, com meu cabelo.
    E deu certo.
    Descobri milhares de coisas que me ajudaram muito. Descobri que muita coisa barata é boa para meu cabelo e muita coisa cara, não.
    Descobri que vou ter que ter um pouco de paciência para passar por essa “transiçãozinha”, mas que vai valer a pena.

    Eu me casei há 1 ano e dois meses e, confesso, que neste tempo deixei o cabelitcho meio de lado. Quando conheci o site, ele estava em petição de miséria.
    Entrei de cabeça no Cronograma e na Umectação, escolhi os cremes certos e voilá! Cabelo lindo, hidratado e.. cacheado!!!
    E, pela primeira vez na minha vida, consegui ter um day after sem tranças, rabos e coques… com o cabelo lindo e solto..

    Obrigada, meninas!!

    Beijos!!!

    • Reply Mariana 29 de janeiro de 2015 at 12:48

      Aiii meu coração! Que comentário lindo de viver!

      Ficamos muito felizes em termos te ajudado, Natália! Entendo exatamente tudo que você viveu. Aliás, todas passamos pelas mesmas situações, né? Só muda o endereço! rsrs

      Se precisar de qualquer ajuda, conte com o Cacheia!

      Um beijo!

      • Reply Danielle 30 de janeiro de 2015 at 07:38

        Voltei! Não costumo comentar muito, mas sempre estou por aqui… a minha história é muito, muito parecida com a da Natália.
        Nunca fiz definitiva ou alisamento, porque sempre gostei de remar contra a maré, e mesmo de escova não me reconhecia, então optei sempre por deixar o cabelo cacheado… masss……
        enfim, quando criança, claro, os apelidos, bombril, etc… minha mãe e eu nunca tivemos paciência para cuidar do meu cabelo na infância, sempre fui muito moleca… e ninguém tinha o cabelo cacheado na família ou na escola (bom, eu orgulhosamente herdei o cabelo cacheado de minhas duas avós, uma portuguesa e uma negra). Mas eu o mantinha mesmo joãozinho, principalmente entrando na adolescência.
        Aos 14/15 anos, comecei a deixá-lo crescer, mas não sabia cuidar dele direito, então, ora molhava e encharcava em creme com a nossa conhecida raiz lambida, ou deixava preso…
        mas nunca tive coragem de alisar… sempre foi uma relação de amor-ódio rsrs meu cabelo é predominantemente 3B, e embora nunca niguém me tivesse sugerido alisamento definitivo, a sugestão básica (que até hoje escuto) é relaxar para baixar o volume…
        daí comecei, por volta de vinte e poucos anos, a fazer os tais relaxamentos, inteligentes e afins, só que meu cabelo é extremamente fininho, ou seja… meio e pontas esticadas e retas, artificiais, eram recorrentes.
        Daí, e confesso que com muito apoio do hoje maridão, na ápoca, namorado, desisti de fazer relaxamento/inteligente/botox e escovas afins…
        confesso que ainda faço relaxamento na franja, 2 vezes por ano, porque é justamente a parte mais rebelde e que me dá trabalho, não cacheia direito, não cresce, enfim… mas agora, que encontrei este (mara)blog, estou me resolvendo a abandonar a química em definitivo…
        e também estou neste processo, de experimentar cremes e rotinas… estou pensando em aderir ao low poo…
        enfim, só queria deixar um beijo, agradecer muito a vcs do cacheia, e reafirmar que vale a pena sim, ter volume, ter o seu cabelo, porque ele é o SEU, Papai do Céu que te deu, e nenhum cabelo de ninguém, de nenhuma atriz ou cantora ou amiga, combinará melhor com você do que com o seu natural.
        Só queria aproveitar e fazer uma pequenina observação… algumas meninas crucificam quem ainda faz relaxamento esporadicamente… não façam isso. Se podemos pintar, por exemplo, e se o relaxamento facilita quem ainda está aprendendo a cuidar dos cachos, ou se a pessoa prefere um cacho mais solto, qual o problema? Não podemos cair também no outro extremo… acho que o fundamental e mara da filosofia deste blog é dar opções, opções de escolha, de liberdade, ajudar a se aceitar… só não gosto de ver algumas meninas cacheadas “expulsando” ou criticando quem é ondulada, ou quem ainda faz um relaxamento na raiz de vez em quanto… o legal não é ser feliz e se libertar de ditaduras? Até porque, natural por natural, imagina se abolíssemos também o uso de pinturas, ou de creme para pentear (!!!)… o resultado seria mega natural, mas…? Enfim, me alonguei, meninas do Cacheia, vcs são umas fofas, o trabalho de vcs é mara, e me perdoem o “desabafo”…
        Beijos cacheados e enrolados!
        PS: Não tenham medo do BC! rsrsrsrsrs

        • Reply Mariana 30 de janeiro de 2015 at 12:40

          Oi, Dani!

          Que legal seu cometário! Aqui no Cacheia defendemos o cabelo natural e a cuidar dele sem paranóias. Tentamos mostrar que você não precisa seguir um padrão estético para ser bonita e que só precisa se aceitar. Mas também defendemos a liberdade de escolha de cada um. Se você quer relaxar a franja, relaxe, mas se quiser conversar com a gente sobre isso, estamos aqui para mostrar nossa opinião e mostrar um outro lado que ainda é pouco divulgado no Brasil. Endim, é bem isso que você disse mesmo. Não tem como encarar uma didatura criando outra, vamos nos respeitar :)

          Muito obrigada por ter compartilhado a história do seu cabelo com a gente!
          Se precisar de qualquer coisa, conte o Cacheia!

          Um grande beijo!

          Mari

          • Danielle 30 de janeiro de 2015 at 13:01

            Eu que agradeço, vcs são umas fofas!!!

            Beijão no coração!

            Dani

  • Reply Dani Chagas 29 de janeiro de 2015 at 12:40

    Cada dia mais encantada com o blog… vocês conseguem transmitir exatamente o que estamos sentindo. BC ainda não vou encarar… mas fds pretendo já dá um bom corte no meu cabelo. Decidi em setembro depois de tanta queda capilar a não fazer mais alisamento, mas tá começando a ficar difícil… tenho usado o cabelo ou preso ou sempre com uma tiara… rs… mas.. vamos q vamos.. sinto saudade dos meus cachos e quero eles de volta!!!

    • Reply Mariana 29 de janeiro de 2015 at 12:50

      Oi, Daaani!
      É porque vivemos exatamente as mesmas coisas que vocês estão vivendo hoje. Sabemos o quanto é difícil e estamos aqui para ajudar e ver esse Brasilzão cheio de cachos!

      Encare o BC no seu tempo, só não fique escrava de outra didatura ;)

      Precisando de ajuda, estamos por aqui!

      Um beijo, Mari

      • Reply Dani Chagas 2 de fevereiro de 2015 at 12:10

        Então… 4 meses de transição e nesse fds fiz meu 1º corte… como disse ainda não me vejo preparada para encarar o BC, mas ameiiiiii deixar ele mais curtinho!!! Ta acima do ombro… já posso até vê melhor meus cachinhos quem ainda estavam escondidos debaixo da química!!! Agora é caprichar nas hidratações… texturizações… pq daqui a 2 meses quero cortar de novo!!!!! Mais uma vez parabéns a todas do CACHEIA que estão tão disponíveis a nos ajudar… nos animar!!!!! Uma semana abençoada para todas nós!!!

        • Reply Mariana 2 de fevereiro de 2015 at 15:19

          Que legal, Dani!
          Fico muito feliz por você. O primeiro corte é um grande passo porque nos anima e nos dá vontade de cada vez querer cortar mais :)

          Um beijão e conte com o Cacheia ;)

  • Reply Mariana Santos 29 de janeiro de 2015 at 14:43

    Olá Mari, to precisando super de uma ajuda/ apoio.

    Desde pequena faço química, minha mãe não tinha paciência para cuidar dos meus cabelos então sempre tive ele relaxado/escovado/progressivado. Há alguns meses optei por deixa-lo natural até porque sinceramente não lembro como ele é, e nas fotos de criança estou sempre de trança, fora o fato de que cansei de chapinha, secador e etc. Estou há 2 meses sem química, mas pra minha sorte meu cabelo cresce rápido, então já estou com uns 4/5 dedos de raiz. Vejo minha raiz alta e entro em desespero.
    Pensei e penso em fazer o BC ja que minha raiz ja está grande, porém o medo me domina, e se eu não gostar? ja avisei minhas amigas (que também estão em transição), que se ficar feio eu corro pra um salão em seguida e faço uma progressiva. Me ajuda chará hahaha

  • Reply Joselana 29 de janeiro de 2015 at 18:55

    Olá meninas do Cacheia estou amando o site, pois estou em um momento de transição e já pensei algumas em desistir pois muitas pessoas já me disseram que eu fico bem melhor de cabelos liso, mas graças ao meu noivo eu não desisti e estou firme e forte na minha decisão já pensei em fazer o bc, mas desisti pelo fato do meu cabelo já estar um pouco curto e eu não goste dele curto… Mas o mais importante é que aprendi a aceito os meus cachinhos e hoje não me vejo sem eles… Meninas beijinhos e logo volto pra conta como vai indo mina transição :)

    • Reply Mariana 30 de janeiro de 2015 at 10:05

      Oi, Joselana!

      Boa sorte na sua transição e obrigada por compartilhar sua história com a gente!

      Precisando de ajuda, estamos por aqui!

      Beijos!

  • Reply Mayara Assunção 29 de janeiro de 2015 at 19:25

    Oie, não tem muito haver com o tema mas, uma dúvida… rs.

    Meu cabelo deve ser um 3b e mesmo após umas 6 progressivas ele cacheia bem nas pontas e em baixo (parte interna sabe?), mas a parte de cima e a franja de jeito nenhum :'( hoje fiz fitagem mas achei que deixa o cabelo muito gorduroso.. (pode ter sido culpa do creme, mas pela quantidade que deve ser usada duvido que com outro teria efeito diferente), mas enfim… Estou em crise com 3 texturas de cabelo rs.
    Fazer um permanente cacheado sem pegar a raiz (é possível?), é válido pra esse tempo de transição?

    Bjs e obrigada

  • Reply Ellis 30 de janeiro de 2015 at 09:26

    Oi Mari, eu tava lendo seus posts e me identifiquei muito. Desde os 8 anos eu alisava o cabelo até que aos 19 decidi parar. Passei por 9 meses em transição, sempre prendendo o cabelo, ele ficou ressecado sem forma (eu também não cuidava :p) até que decidi ir ao salão pra começar a cuidar e reaprender a cuidar de cabelos crespos. Cortei 5 dedos da parte lisa, mas ainda deixei um tanto liso porque não tive coragem de fazer o BC. Hoje meu cabelo está bem melhor, mas ele quando termina de secar continua meio sem forma, não fica cachos definidos, e é só passar um vento forte que ele arma e não tem mais jeito, Tem que prender ! gostaria de saber o que eu faço :/

  • Reply Alice 30 de janeiro de 2015 at 23:28

    Mari! Estou aplaudindo e assinando embaixo cada palavra dita nesse post. Já considero de uma forma meio indireta tudo isso, mas estou em transição há apenas três meses. Bem, isso é um empecilho para fazer o BC mesmo que eu já tenha uns quatro dedos de raiz? No meu caso, sim. Infelizmente.
    Desde a primeira semana de transição eu já estava louca, me coçando TODA pra fazer ALGUMA COISA com essa parte alisada (porque não faço química, pasme: há SEIS anos, mas atravessei todos eles na chapinha, por isso minha transição parece estar tão lenta), mas ninguém me apoia!
    Sabe, eu cortei um pouco na lateral porque ele anda muito frizado nessa parte e ficou cheio dos meus cachinhos 3c, porém muito curto. Ai todo mundo já veio criticar, dizer que eu deveria esperar mais, que foi burrice. Pode ter sido! Mas eu queria acompanhar o crescimento e ver como ele ficará quando tudo isso acabar.
    Mas eu já queria mais, sabe? Queria meu bc definitivo e, como você disse, o vento na nuca. Queria ser eeeeeeeeeeeeeu!! Mas todo mundo quer que eu seja alguém!!! E tem gente que sobrevive na chapinha ou na texturização, mas eu não faço nada disso, o que torna tudo mais difícil. Não por ser feio… mas por ainda não ser eu.
    Eu não deveria me importar tanto assim com a opinião das pessoas ao meu redor mas a situação na qual vivo não me permite o contrário. Afinal, eu já me importei ao mantê-lo liso durante tanto tempo, né?
    Então, decidi: estou no terceiro ano do ensino médio e se eu passar em uma boa faculdade ano que vem, vou fazer e não há quem me impeça. Mesmo que daqui até lá só cresça mais um dedo já que meu cabelo demora demais pra isso. Eu vou fazer… eu vou ser eu. E eu amo vocês por esse blog no qual estou sempre enchendo o saco e desabafando.
    MIL BEIJOS!

  • Reply Julia Andresa 1 de fevereiro de 2015 at 20:42

    Ooooi, gostei bastante do post, bom, resumo da minha história: Sou a única das minhas primas com o cabelo beeem cacheadinho, as outras ou tem o cabelo liso ou com aqueles cachos largos lindos, fiz tuuudo para me livrar do volume e dos cachos, até que me encontrei na progressiva, amei, liso é muito prático (o único motivo para eu amar). Até que não me vi mais, sinto falta da minha juba, por isso estou em transição, a minha última progressiva foi em setembro passado, e estou com quatro dedos de raiz, eu amo passar a mão e sentir as ondinhas e os cachinhos se formando, mas ainda tenho medo de fazer o BC, as meninas que eu vejo nas fotos são tão lindas, eu n tenho coragem de cortar o cabelo e chamar tanta atenção para o meu rosto. Por outro lado, odeio a parte lisa do meu cabelo, essa semana surtei e passei a tesoura, agora está na altura dos ombros e me arrependi né, agora está “liso” e cheio. Eu estou cuidando da parte que está crescendo, hidratando e nutrindo. Quando conseguir os 20 segundos de coragem que me falta faço o BC.
    Já favoritei seu blog ;)

  • Reply Passo-a-passo para quem quer assumir o cabelo crespo | Cacheia! 2 de fevereiro de 2015 at 18:38

    […] Sugestões de leitura:  BC – O que é e por que fazer?  , Por que tanto medo do BC, afinal? BC: Aceitação x Aprovação , O Scab Hair existe? O que é e como tratar o cabelo pós BC, Cortei o cabelo e não gostei, e agora? , Cabelo curto também é bonito , 6 motivos para não passar tanto tempo em transição e fazer logo o BC […]

  • Reply Késia 3 de fevereiro de 2015 at 02:35

    Oi meu amores. ^^
    Primeiro, gostaria de agradecer às ADMs do Cacheia por nos ajudarem de todas as formas possíveis – desde dicas básicas para um cuidado diário à histórias lindíssimas e inspiradoras para quem não está tão animada.
    Bem, gostaria de dizer que a alguns minutos, enquanto minha irmã me ajudava na texturização, comecei a procurar por cortes de cabelo e me deparei com alguns BCs. Imediatamente me ocorreu a ideia de que eu poderia fazê-lo. No entanto, outra parte de mim começou a gritar dizendo que eu estava maluca, pois meu cabelo não cresceu tanto assim e ele ficaria muito curto.
    Estou em transição há uns 8 meses mais ou menos.. Recentemente notei que minha raiz parecia uma “bucha” sabe? Quer dizer, as pontas estavam com cachos qse “perfeitos”, o meio liso e a raiz sem formato nenhum, apenas crescendo.. Isso em afetou de forma extrema. Mas, o que mais me chateou, foram os comentários da minha mãe dizendo que meu cabelo só ficaria bom se eu relaxasse a raiz. A forma como ele estava crescendo parecia ser um 4C. Nada contra esse tipo de cabelo, mas eu sei que esse não é o meu. DO meio pra baixo, eu sinto uma definição na raiz. O problema é a parte da frente, entendem?
    Já perdi a conta de quantas vezes chorei me olhando no espelho enquanto penteava o cabelo, pensando que meu cabelo não tinha forma nenhuma e que eu deveria alisá-lo para acabar com o sofrimento.
    Meu cabelo tem MUITO volume e, o fato da raiz estar crescendo sem formato nenhum (LITERALMENTE), só piora. Estou muito tentada a fazer o BC, mas não sei como me afetaria, uma vez que já passei por depressão e complexo de inferioridade antes devido à minha não aceitação em relação a aparência (mesmo quando eu alisava o cabelo). Ele ficaria curto demais e não sei se conseguiria me aceitar.
    Gostaria de um conselho sobre o que fazer porque estou perdida mesmo…

    • Reply Mariana 3 de fevereiro de 2015 at 12:55

      Oi, Késia!
      Primeira coisa, calma e respira :)

      Segundo, não se preocupe com o cabelo que está nascendo agora, no sentido de tentar descobrir qual tipo de cacho é. Por experiência própria, não da para saber porque o cabelo alisado pesa a raiz, são duas texturas, raiz curta. Muita coisa interfere.

      Terceiro, para fazer o BC, você precisa se sentir pronta. E isso não é do dia para noite, é um processo. Sugiro que você leia todos os posts que eu citei no item 5 desse post: http://cacheia.com/2015/01/passo-a-passo-para-quem-quer-assumir-o-cabelo-crespo/ (aliás, leia o post todo, vai te ajudar muito com a transição)

      Enfim, a decisão de fazer o BC é muito particular e eu posso te dar milhões de motivos e apoio para fazê-lo, mas isso tem que vir de você. Então, leia bastante, empodere-se e seja feliz :)

      Precisando de ajuda, pode contar comigo!

      Um grande beijo,

      Mari

  • Reply Heide Rafaell 3 de fevereiro de 2015 at 21:22

    Oii meninas estou com muita duvida estou no começo da minha transição e eu simplesmente não sei o que usar no cabelo não sei se uso o que eu usava que e treseme para cabelos quimicamente tratados e usava também a mascara de hidratacao.. Agora como minha raiz ta crescendo não sei o que usar se começo usar os produtos que mostram no blog os produtos do blog me parecem ser muito bom por favor me ajudem bjs obrigada desde já to muito confusa

    • Reply Mariana 4 de fevereiro de 2015 at 12:12

      Oi, Heide!

      Você pode continuar usando a linha da Tresemmé para cabelos quimicamente tratados, não tem problema nenhum! Nessa fase que o cabelo está com quimica, não importa muito os produtos que você usar porque eles não vão dar definição para o cabelo. Depois que você tiver cortado tudo, aí sim, você deve usar produtos próprios para cachos. Se preocupe mais com os componentes do produto. Por exemplo, quando você for comprar shampoo de novo, escolha sempre produtos com propriedades nutritivas, hidratantes. Agora a marca em si é uma escolha sua! Teste o que se adapta melhor com o seu cabelo :)

      Beijos!

  • Reply Heide Rafaell 4 de fevereiro de 2015 at 13:07

    Entendi obrigada :)

    • Reply Mariana 4 de fevereiro de 2015 at 13:18

      De nada!

      Se tiver mais dúvida, é só falar :)

  • Reply Heide Rafaell 4 de fevereiro de 2015 at 14:53

    E continuo fazendo hidratação ?

    • Reply Mariana 4 de fevereiro de 2015 at 14:57

      Oi, Heide!

      Sim, pode continuar fazendo hidratação, ela faz super bem tanto para o cabelo que está nascendo quanto para o alisado, pois repõe a água do fio e ajuda com o aspecto de cabelo ressecado.

      Você já leu sobre cronograma capilar? http://cacheia.com/2013/11/cronograma-capilar-sos-cabelo/

      Beijos

    • Reply Raysa França 4 de fevereiro de 2015 at 15:04

      Pode continuar com hidratação sim! Bjos

  • Reply Isabelle 4 de fevereiro de 2015 at 19:53

    Olá Mari! Eu tinha cabelo cacheado, mas um dia uma cabeleireira sugeriu que eu fizesse uma escova “Botox” para diminuir o volume, mas acabou que resolvi fazer de novo e de novo (acho que fiz uma 3 vezes) e a escova alisou minha raiz, mas por sorte as pontas não.

    Conclusão: meu cabelo está cacheado em uma parte da raiz, o meio e o resto da raiz lisos e as pontas com alguns cachos. Eu não consigo arrumar um jeito de sair com o cabelo assim!

    Já tentei a texturização dos coquinhos, mas não funcionou. Mas o meu problema não são as pontas lisas é o meio do cabelo e uma grande parte da raiz que está difícil de arrumar, pois quando meus cachos que estão em baixo criam um volume natural deles, a parte que aparece é a lisa e quando as pessoas olham parece que meu cabelo está com um “volume liso”.

    Muita gente fala para fazer um relaxamento, mas eu não quero de jeito nenhum! O que você me aconselharia? Agradeço desde já a sua resposta.

    • Reply Mariana 5 de fevereiro de 2015 at 09:11

      Oi, Isabelle!

      Confesso que é a primeira vez que eu vejo uma história como a sua. Geralmente, as pontas ficam alisadas e espigadas e a raiz vai nascendo natural.

      Bom, é uma situação complicada porque daqui a pouco sua raiz vai começar a crescer natural, ai a próxima parte estará lisa e a outra cacheada de novo.

      O ideal seria ir cortando. Eu tiraria pelo menos a parte que está cacheada nesse primeiro corte. Assim, você não tem que lidar com 3 texturas diferentes do cabelo natural – liso – natural. Aí, conforme for crescendo mais, ir cortando a parte alisada até o seu cabelo chegar ao natural de novo.

      Ou cortar tudo de uma vez. rs

      Se optar pela primeira opção, vá cuidando bem dos cachinhos que estão nascendo, fazendo cronograma e tudo mais. Para o cabelo ficar hidratado. Ah, e existem, outros tipos de texturização, você já deu uma olhada?

      Qualquer dúvida, estou por aqui!

      Beijos!

      • Reply Isabelle 5 de fevereiro de 2015 at 15:24

        Obrigada por me responder. Ah, e eu gostaria de saber como arrumar uma parte da raiz que está crescendo natural, pois eu não consigo sair na rua com o cabelo todo solto por conta das 3 texturas, geralmente eu prendo o cabelo ou faço tranças, mas eu sei não é muito bom fazer isso todos os dias. Se puder, poderia me sugerir algum penteado ou acessório para o dia a dia?

        Obrigada desde já.

  • Reply Renata 5 de fevereiro de 2015 at 14:11

    Oi, Mariana!
    Amei seu post…aliás, adoro todos do blog!
    Decidi começar a transição agora (estou no início do processo), então ainda vou demorar fazer o bc. Mas estou com uma dúvida, vc acha que já devo começar a cortar meu cabelo com uma pessoa especializada em cabelo cacheado, pra ir preparando meu cabelo com um corte adequado, ou acha que é indiferente?! Conhece (ou sabe de alguém que conheça) alguma profissional em BH que saiba cuidar de cabelos cacheados? Estou muito preocupada pq minha cabelereira atual é especialista em deixar cabelos lisos e sempre me incentiva a continuar com a química… então acho que preciso encontrar outra cabelereira pra cuidar dos meus futuros cachinhos! Beijos!

    • Reply Mariana 5 de fevereiro de 2015 at 15:15

      Oi, Renata!
      Que bom, fico feliz!

      Então, eu te aconselharia a procurar alguém que, pelo menos, apoie os cachos. Porque senão vai ser uma cabeleireira que sempre vai ficar enchendo o seu saco e aconselhando a alisar. Se puder ser uma cabeleireira que corte a seco, melhor ainda.

      Aí em BH só conhecemos o Beleza Natural, mas não vai cair naquele papo de que BN não é relaxamento porque é sim. rs A Raysa fez uma análise sobre o salão aqui: http://cacheia.com/2014/08/critica-salao-beleza-natural-belo-horizonte/

      Beijos!

      • Reply Renata 10 de fevereiro de 2015 at 10:50

        Muito obrigada pela dica!
        Fiquei em dúvida sobre cortar o cabelo a seco…. por que acredita que é melhor? Nunca cortei meu cabelo a seco e tenha a sensação de que cortar o cabelo assim o corte pode ficar torto ou desigual… é só uma impressão!!!

        • Reply Mariana 10 de fevereiro de 2015 at 11:40

          Oi, Renata!

          É melhor para nós, que temos cabelos crespos ou cacheados, pois quando o cabelo está molhado, ele estica, perde um pouco das molinhas e quando ele seca, ele encolhe novamente. Assim, o cabeleireiro acaba perdendo um pouco da noção do tamanho que o cabelo está e isso varia também de cacho para cacho, os que são mais definidos, encolhem muito mais. Eu já cortei com uma cabeleireira que cortava o cabelo molhado e não perdia a noção do comprimento do corte, talvez porque ela já conhecesse muito bem o meu cabelo e por ela ter cabelo crespo (alisado) também. Então sempre gostei dos cortes dela.

          • Renata 10 de fevereiro de 2015 at 12:54

            Entendi… muito obrigada pela explicação e pela paciência!!! Bjos!

            OBS: Por favor, ignore minha outra pergunta porque já foi respondida…. escrevi antes de ler sua explicação!

          • Mariana 10 de fevereiro de 2015 at 22:37

            Magina, Renata!

            Conte comigo!

            Um beijo!

      • Reply Renata 10 de fevereiro de 2015 at 12:51

        Outra dúvida é se o corte a seco seria apenas para o período em transição ou para ser utilizado sempre?
        Bjos!

        • Reply Mariana 10 de fevereiro de 2015 at 22:35

          Oi, Renata!

          Mesmo você falando para ignorar por você ter encontrado a resposta, vou responder caso haja outra menina com a mesma dúvida, ok?

          O corte a seco é pra sempre e mais importante ainda quando o cabelo já está todo natural de novo porque durante a transição, o cabelo alisado não encolhe). E é mega mega mega importante, se possível, fazer corte a seco no BC

          Um beijo!

  • Reply Nataly Celina. 5 de fevereiro de 2015 at 17:42

    Muito obrigada por este blog maravilhoso, adorei tudo que li aqui!!!!!!!!!!
    Sou uma cacheada em transição, na fase desesperada!

    Bom, vamos ao que interessa…
    Sem tive cabelão cacheado, onduladinho desde a raíz. Mas com cachos soltos.
    E há uns 5 anos fiz progressiva, e eu que tinha cabelão cortei no queixo e dei luzes.
    Fiz progressiva por diversas vezes. Claro, tem que retocar a raíz.
    O cabelo não me incomodava, só a raíz ondulada. Mas eu queria mudar a todo custo.
    Meu cabelo sempre foi resistente, nunca ficou lisinho mesmo com as progressivas.
    Tinha que ta dando chapinha…
    Um belo dia, fiz progressiva e não pegou nada. Daí resolvi parar de jogar dinheiro fora.
    E aos poucos fui usando meu cabelo natural e os cachinhos foram voltando.
    E voltando como eu queria.
    Mas percebi que as ondinhas da raíz estavam aparecendo…
    O que eu fiz? Resolvi relaxar a raíz. E fiz isso umas 3 vezes.
    Ficou ótimo. Liso em cima e os cachos bem definidos e soltinhos em baixo.
    Mas o cabelo cresceu e onde tava relaxado desceu. Ou seja, fiquei sem cachos novamente.
    E assim eu estou hoje.
    Meu cabelo tá ondulado, mas aquela ondulação que nem é liso nem quer cachear.
    Para acabar de completar, inventei de dar californiana. E odiei.
    Já cortei as pontinhas… e estou deixando cair o produto.
    O que me incomoda de verdade são as ondinhas da raíz.
    E EU QUERO MEUS CACHOS DE VOLTA.
    Me ajude, por favor.
    Estava agorinha vendo a linha completa dos produtos da AMEND para cabelos caheados. Vc gosta?

    Desde já, obrigada! :D

    • Reply Mariana 5 de fevereiro de 2015 at 23:24

      Oi, Nataly!

      Tive uma fase bem parecida com o meu cabelo… eu fazia progressiva para diminuir o volume e meu cabelo foi – progressivamente – alisando. Em cada vez que eu fazia, perdia mais volume e cachos, até ficar com ondas que eram mais marcações e acabar alisando de vez.

      Bom, infelizmente, não tem muito o que fazer. Para tirar toda essa quimica, você terá que ir cortando o cabelo aos poucos ou fazer o BC. E te aconselho a ir seguindo o cronograma capilar para o cabelo não ficar ressecado: http://cacheia.com/2013/11/cronograma-capilar-sos-cabelo/

      Nunca usei os produtos da Amend, mas já vi muita gente falando bem. Eu testaria!

      Qualquer dúvida, estou por aqui!

      Um beijo

      • Reply Nataly Celina. 6 de fevereiro de 2015 at 13:24

        Muito obrigada pela atenção!
        Na verdade, nunca fui de hidratar meu cabelo. Por pura preguiça e falta de costume.
        Mesmo tendo os cremes e tal. Mas vou começar a seguir um pouco do cronograma.

        Vou aperriar sempre, agora! :D
        Beijos.

        • Reply Mariana 9 de fevereiro de 2015 at 19:54

          Oi, Nataly!
          Eu também não, sabia? Tenho preguiçinha! rs
          Mas aos poucos você vai perceber quando o seu cabelo precisa e não vai se matar com o cronograma, não.

          Fica tranquila, to aqui para isso mesmo :)

          Um beijo!

  • Reply Juliana 17 de fevereiro de 2015 at 13:52

    Oi .. meu cabelo é crespo, acredito que seja o 3c mas sempre alisei desde novinha, hoje depois de tantas químicas senti vontade de não alisar mais. Minha maior insegurança é em relação a sociedade, na forma com que as pessoas vão me ver, se vão ou não me aceitar, a minha mãe sempre alisou o cabelo e não me apoia de jeito nenhum, para ela cabelo bonito é cabelo liso. To a 5 meses sem química e apesar das dificuldades das duas texturas estou gostando do novo cabelo. Tenho medo de não “sobreviver” a falta da minha franja quando decidir tira o cabelo alisado, alguma de vocês também passou por isso? Como lidaram com esses obstáculos? Beijoos .. estou amando o blog!

    • Reply Mariana 18 de fevereiro de 2015 at 14:36

      Oi, Jú!
      Todas nós passamos por isso! É completamente natural ficarmos inseguras com relação aos outros. Fiz um post sobre isso aqui: http://cacheia.com/2014/06/bc-aceitacao-x-aprovacao/
      A transição é uma etapa importante por causa disso, precisamos nos dar tempo para nos amarmos como SOMOS, para percerbemos que somos bonitas, SIM, e que temos força suficiente para jogar na cara desse mundo preconceituoso que nossa cabelo é NOSSO e ninguém pode dar pitaco nele.

      Dá uma lidinha nesse post que te falei e vamos nos falando, ok? Sempre fazemos posts a esse respeito aqui no Cacheia e estamos aqui para te ajudar nessa fase difícil – e linda – que é a transição.

      Boa sorte e conte conosco ;)

      Um beijo!

  • Reply Larissa Pereira 19 de fevereiro de 2015 at 11:30

    Hoje estou indo fazer o meu BC. Faz 10 meses que estou em transição. A principio foi pq os meus amigos e meus cabeleireiros faleceram (que história triste), depois pq não achava um salão que fazia definitiva (que é a única coisa que ‘baixa’ meu cabelo).
    Então, decidi cortar, e depois desisti, depois quis cortar e depois pensei “eu nem sei o que fazer com esse cabelo feio, vou alisar” E achei um salão que faria o mesmo processo. Mas 350 reais? É tanto dinheiro! Poderia me divertir tanto com esse dinheiro, iria acampar, iria fazer janta para os amigos, iria comprar um perfume novo, uma roupa bem linda pra me sentir a mulher mais bonita do mundo (rsrs), tantas opções.
    Então eu acordei um dia, com o cabelo todo cacheadinho e ouvi a seguinte coisa do meu namorido (namorado, mas moramos juntos) “nossa, teu cabelo está tão lindo, tu fica tão linda com o cabelo cacheado” (ele também tem o cabelo cacheado). E de novo pipocou na minha cabeça “pq não cortar?”
    Sentei na frente do pc, pesquisei cortes, pesquisei sobre outras meninas que passaram por isso e me encontrei. É muito mais que estética, é questão de como eu me vejo e como eu quero que o mundo me veja. É cansaço de anos fazendo alisamento, chapinha, queimando todo meu cabelo, pra me enquadrar num maldito padrão que me falaram que era bonito.
    Eu nem conheço meu cabelo, eu não sei o que é ter um cabelo sem química, sem viver na frente do espelho deixando ele mais liso ainda. E eu não quero mais isso, eu quero ser livre!
    Ler todas as histórias de outras pessoas que passaram por isso, e ler as motivações nesse blog me fizeram chorar e me deram mais vontade de assumir quem eu sou.
    Obrigada por isso, volto para contar como ficou meu novo cabelo.

    • Reply Mariana 19 de fevereiro de 2015 at 12:48

      <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3

      Você está certíssima, Larissa!
      Fico feliz em saber que o Cacheia te ajudou nessa decisão :)

      Depois manda foto para gente ver como ficou!

      Um beijo!

  • Reply Dea 19 de fevereiro de 2015 at 21:37

    olá Mariana.Tudo bem?
    Estou em transição ha 8 meses ,sempre tive cabelos compridos tipo na cintura…e sou evangélica também …sabe pra mim fazer o Bc, é algo do outro mundo mais tenho feito o que posso para não desistir, eu usava alisante e chapinha, mais cansei e meu cabelo se acabou a ponto de ficar muito ralinho mesmo…estou com a opção de ir cortando aos poucos e sei que isso requer muita paciência, mais estou disposta e sei que vou conseguir .Seu blog inspira e nos da esperança de chegar ao cacheado tão sonhado…parabéns pelo trabalho…
    beijs..

    • Reply Mariana 20 de fevereiro de 2015 at 12:17

      Oi, Dea!
      Entendo sua decisão e apoio. Cada uma de nós é livre para encarar a transição da forma como achar melhor. Só não desista! E quando desanimar, corte mais um pouquinho ;)

      Fico feliz que o Cacheia esteja te ajudando. Se precisar de alguma coisa, estou por aqui :)
      Um beijo!

  • Reply Danielle 24 de fevereiro de 2015 at 11:34

    Aiiiin eu estou pra completar 4 meses sem progressiva no cabelo, está sendo muito difícil pois as pontas estão super esticadas e a raiz mais volumosa, texturização não resolve e meu cabelo demora muito a crescer… Semana passada cortei 5 dedos e agora ele está no ombro, a minha auto estima está lá embaixo, mas também não tenho coragem de fazer o BC pois não combina nadinha comigo além disso ele não tem volume e amo meu cabelo mais longo… Vendo esse blog eu tenho mais forças porque direto me dá vontade de ir correndo fazer uma progressiva!
    Ainda bem que o “Cacheia!” existe, que é de onde tiro inspiração, eu to começando a usar só o cabelo preso porque to naquele aspecto de a minha chapinha quebrou kkkkkk…

    Eu encontrei em São Paulo um salão chamado defrisée onde fazem a desintoxicação capilar e vi várias fotos de pessoas que voltaram aos cachos mas estou com muito medo de cair o cabelo ou fazer mal, queria um conselho seu pra saber se vale a pena… eles tÊm uma página no face também… Ahh como eu quero tirar essa progressiva…

    Beiiiiijos, eu adoro esse blog!

    • Reply Mariana 24 de fevereiro de 2015 at 14:35

      Oi, Danielle!
      Não conhecemos o produto deles, então não podemos afirmar Mas acho que você deve ficar de olho na composição para ver se não tem mais química envolvida.

      Você já tentou fazer texturização? Aqui tem algumas dicas: http://cacheia.com/2013/12/texturizacao-s-o-s-transicao/

      Beijis

  • Reply Regina 26 de fevereiro de 2015 at 17:56

    Tenho 25 anos e desde que me entendo por gente luto contra os meus cachos. Me irritava o fato de não ter o “cacho perfeito”, pq meu cabelo tinha umas partes indefinidas e muito volume.. Pense, há 10 anos a moda era o liso escorrido, as meninas mais bonitas da escola tinham aquele cabelo que balançava. Meu sonho era ir pra escola com o cabelo molhado e ele secar bonito, naturalmente! Com 12 anos comecei a fazer relaxamento (mas não escovava), e com 15 me joguei na escova diariamente… fiz progressiva por 5 anos seguidos, e tinha o cabelo que sempre sonhei!!! Tinha um cabelão enorme. Até que um dia resolvi mudar de visual, cortei um long bob, e notei que ele não ficava tão legal pq as pontas do meu cabelo eram esticadas… na mesma época, meu pai me disse que tinha me confundido com uma menina na rua, pq ela tinha o cabelo descolorido e alisado. Lembro que perguntei: “ué, mas só por isso vc me confundiu?” E ele respondeu: “hoje em dia as meninas estão todas iguais, com cabelo loiro, comprido e liso, exatamente como você”. Parece que naquela hora eu acordei de um transe. Pq diabos eu lutei tanto pra ficar igual todo mundo? Cadê a minha identidade? Eu, que sempre fui conhecida pela minha personalidade forte, me rendendo a um cabelo liso, murcho e sem vida? Desde então, nunca mais fiz progressiva. Está fazendo 1 ano. Gostaria de me livrar logo das partes alisadas, mas não me sinto preparada pra um cabelo muito curto, pelo menos por enquanto. Corto a cada 2-3 meses pra ir tirando aos poucos. Meu plano é cortar todo o alisado no final do ano. Enquanto isso, eu faço escova, pq a dupla textura mata qualquer um de desgosto, hahaha. Desculpem o longo texto, mas é bom ver que tem muita gente no mesmo barco que eu. O Cacheia me ajuda muito!!! Vcs estão de parabéns, meninas! Grande beijo!

    • Reply Mariana 27 de fevereiro de 2015 at 12:40

      Oi, Regina!
      Amei seu comentário e me vi nele também! É incrível como a gente lutou para ser igual aos outros e se sentir aceita e de, de repente, “acorda de uma transe”.
      Sobre o Bc, se você não se sente segura, não o faça. O fato de você ir cortando aos poucos, já ajuda bastante.

      Ficamos felizes em estar ajudando :)
      Qualquer dúvida, estamos por aqui!

      Um beijo, Mari

  • Reply Isabelle 27 de fevereiro de 2015 at 17:14

    Posso te contar um segredo? Vou fazer meu bc agora, imediatamente! Lindo o artigo, beijos!

    • Reply Mariana 28 de fevereiro de 2015 at 18:39

      Aiiii, que emoção!
      Manda a foto para nós postarmos na página depois, Isabelle!
      https://www.facebook.com/blogcacheia

      E pede para avisar a Mari porque somos em muitas e eu quero ver :)

      Um beijo!

  • Reply Thalita Silva 3 de março de 2015 at 13:38

    Meninas, alguém acredita que a fase da lua influencia no corte de cabelo?
    Eu to querendo fazer um BCzinho kkk (muito curto tenho medo ainda) to afim de deixar pouco abaixo dos ombros.
    Mas minha cabeleireira de confiança mora em outra cidade eu eu vou pra lá na próxima semana que vai ser lua minguante.
    Todo mundo fala que cortar o cabelo na lua minguante faz parar de crescer… e ai gente será?

    • Reply Mariana 3 de março de 2015 at 20:37

      Eu não acredito, Thalita. Nunca liguei para esse tipo de superstição rs

  • Reply Natalia Gomes 7 de maio de 2015 at 14:19

    Oi Mari
    Acabei de conhecer o blog e já me identifiquei muitooo…
    Tenho 24 anos e desde os 15 faço escova definitiva / progressiva/ boltox / relaxamento… já fiz de tudo. Comecei um relaxamento e a partir daí não parei mais. Hoje nem sei qual é o tipo do meu cacho e isso me deixa muito triste.
    Sempre sofri muito com meu cabelo. Minha mãe nunca teve paciência e eu não aprendi a cuidar dele. Tenho muito cabelo e ele sempre estava bem armado. Era sempre muito molhado, cheio de creme e gel que chegava até a manchar a camiseta com a marca do cabelo de tanto produto que eu usava. E pior, eu sempre molhava e amarrava, chegou uma época que ele estava embolorando. Quando eu era mais nova, minha mãe sempre cortava joãozinho ou chanel… imagina, como era..rsrs
    Enfim, quando comecei a trabalhar, o meu primeiro salário usei para alisar o cabelo. Antes eu pensava em ter o cabelo bom e cabelo bom é liso…tomando essa decisão meus problemas iam estar resolvidos…Por muito tempo aquilo me fazia bem, só que fiquei escrava do salão, da chapinha, da progressiva…
    Enfim, de 02 meses pra cá, comecei a me olhar no espelho e não me identificava mais, percebi que a minha identidade não está no meu cabelo. Várias vezes as pessoas me perguntavam de onde vinha o cabelo enrolado da minha filha, se eu e meu marido tinha cabelo liso, sem contar que não tinha mais paciência pra ficar indo no salão a cada 03 meses alisar a raiz e ficar sofrendo com aquele cheiro horrível… Comecei a reparar no cabelo da minha filha, puxa.. é lindo.. todo enroladinho e eu cuido com o maior prazer… e por que não deixar o meu cabelo igual ao dela??
    Bom entrei em transição sem saber… e comecei a pesquisar como “voltar” com meu cabelo natural e aprender a cuidar dele.
    Por enquanto não fiz nenhuma hidratação, nem uso algum tipo de produto que me ajude nesse processo, como estou começando agora estou meio perdida.
    Nessa semana, depois de muitos videos que assisti (até dormi ouvindo depoimentos de meninas) pensei em cortar logo o cabelo e começar uma “nova vida”, mas o meu medo é, ainda não aprendi a cuidar dele, como fazer?? será que o corte joãozinho vai combinar com meu rosto? E depois?? Sabe essas dúvidas, essa indecisão que me deixa confusa e indecisa.
    Acabei escrevendo demais, né?! hehehe
    Mas amei o blog.. Parabéns pela iniciativa… é muito bom trocar ideias e saber que existem várias pessoas na mesma situação!!
    Bjss ^.^

    • Reply Mariana 19 de maio de 2015 at 14:16

      Oi, Natália!
      Amei seu comentário! Lindo de viver você se inspirando na sua filha! <3
      Bom, primeiro calma, tá? Vai dar tudo certo.
      A primeira coisa que eu te aconselho, é ler esse passo a passo aqui: http://cacheia.com/2015/01/passo-a-passo-para-quem-quer-assumir-o-cabelo-crespo/
      Ele tem link para todos os posts relacionados a transição, BC (o grande corte para tirar a quimica) e cuidados que você precisa saber.
      Segundo é, tenha paciência e leia tudo com calma para que você entenda e possa tomar as decisões corretas.
      Conforme for tendo dúvidas, deixa comentários nos posts que todas nós do Cacheia teremos um prazer IMENSO a te ajudar a descobrir a sua identidade!
      Um beijo!

  • Reply Gabrielly Silva 6 de julho de 2015 at 04:40

    Minha mãe me levou em um salão de cacheadas para a menina ver oq ue “fazer” com o meu cabelo, entao surgiu ne relaxamento minha mãe me deu um tempo para eu pensar e ver se eu queria, quando ela veio me perguntar eu falei que tanto faz se ela quisesse fazer um ai fazer se não eu não ia, ela vive falando como o meu cabelo está difícil de arrumar só que ela olha só pelo lado dela que só arruma faz umas tranças e acabou agora quando você sai com o seu cabelo com um penteado que você até que gosta mesmo o seu cabelo estando bem cheio atrás mas você nem está ligando porque você sabe que você quer esse cabelo você está feliz e as pessoas ficam te olhando como se estivesse alguma coisa errada com você como se você fosse errada, mas olha começar a transição foi uma das melhores coisas que eu já fiz eu me sinto um certo modo mais bonita, porque eu não me sentia bonita eu me sentia feia nem quando eu ficava horas fazendo aquele cabelo para ficar liso eu não me sentia bonita, eu pela primeira vez tive coragem de colocar um batom roxo que eu comprei para ir a escola e vou te dizer me senti o máximo kkk e pela primeira vez ganhei elogios que em um certo modo me fizeram sentir muito feliz. Então tudo pode voltar a ser como antes quando eu fiz aquele alisamento que a minha mãe falou que ia deixar meu cabelo legal e eu nem queria fazer eu falei pra ela e agora de novo iria fazer um relaxamento que eu não quero fazer para só fazer com que ela não me incomode fazer oque ela quer, e esse relaxamento que vai tirar um dos meus maiores sonhos que é poder pintar meu cabelo com tintas coloridas, eu ficava pensando quando terminar a transição vou pintar meu cabelo de rosa, azul ect, pq eu não não podia também quando estava com o cabelo alisado. Então agora pesquisando na internet achei esse post seu que fez brotar esse desejo de fazer o Big Chop. Eu sei que esse comentário ficou enorme mas eu só queria dizer muito obrigada . beijos e abraços …

    • Reply Mariana 7 de julho de 2015 at 12:26

      Oi, Gabrielly!

      Obrigada por me contar um pouco da sua história :)

      Faça o big chop que você não irá se arrepender, é libertador!

      E se joga nas cores fantasia que você vai amar! A Ster fez um post sobre isso: http://cacheia.com/2014/04/cachos-coloridos-sim-ou-claro/

      Se precisar de qualquer coisa, estou por aqui ;)

      Um beijo!

  • Reply Bárbara Elisa 22 de julho de 2015 at 10:26

    É muito bom ver o apoio que vocês na nossa transição!! Começei a minha a pouco tempo!! E lido com indesição de cortar agora ou esperar mais.. ou cortar metade x metade.. A Agonia de terminar é muito grande! Apesar q sei q vai demorar! rs
    Mas acompanhar vocês todos os dias ajudando d diversas formas é muito bom!!!! Obrigada meninas!!

  • Reply Bárbara Elisa 29 de julho de 2015 at 13:34

    Oiii Mari claro q pode! eu entro todos os dias no face pra ver as novidades da pagina^^ eu vou adorar!!!

  • Reply Raquel 10 de agosto de 2015 at 11:03

    Ola Mariana to com uma duvida fiz minha 2 selagem ja tem mais de 15 dias e quero meus cachos de volta sera que poço cortar meu cabelo agora ou esperar ??

    • Reply Mariana 12 de agosto de 2015 at 10:14

      Oi, Raquel!
      Isso depende de você, do que você quer.
      Se você fez a selagem recentemente, imagino que sua raiz esteja bem curta. Você vai se sentir bem com o cabelo tão curto? Se sente preparada?
      Se não, aconselho você a passar pela transição primeiro e se preparar, conhecer seu cabelo. Além disso, você pode fazer texturizações, já que a selagem não é uma química tão pesada. Esse post da Ster explica bem: http://cacheia.com/2013/12/texturizacao-s-o-s-transicao/

      Qualquer coisa que precisar, estou por aqui!
      Bjs!

  • Reply Joyce Almeida 13 de agosto de 2015 at 14:07

    Oi Mariana, tudo bem?
    Achei esse blog e estou muito mais confiante em voltar aos meus cachos de quase 1 década atrás. Na adolescência comecei a fazer procedimentos para alisar o cabelo e hoje sou escrava disso, meus cabelos estão fracos, quebradiços e to desesperada! Não faz nem 1 mês que retoquei minha raiz, toda vez que decido voltar aos meus cachos , recuo… isso é um pouco de insegurança (muita insegurança) ,tenho amigas com lindos cabelos lisos e longos e me sinto meio que “feia” perto delas , principalmente quando percebo que elas olham para meu cabelo ( aquele olhar de “oxi” pra raiz) . Não quero continuar escrava de chapinha! Tenho um tempo curto demais pra cuidar dos meus fios… preciso de um super “help” e já dei um “up” depois que li esse artigo.
    Beijooos e parabéns!

    • Reply Mariana 13 de agosto de 2015 at 14:29

      Oi, Joyce!
      Fique tranquila, você não está só nesse mundo :D
      A parte mais difícil é essa em que você está de decidir assumir o cabelo natural, passar pela transição e fazer o BC. Depois tudo começa a fluir mais fácil e você nem precisa gastar tantas horas assim para cuidar dos fios (gasto bem menos tempo hoje do que quando eu fazia alisamento/escova e chapinha).

      Sugiro que você leia esse post aqui: http://cacheia.com/2015/01/passo-a-passo-para-quem-quer-assumir-o-cabelo-crespo/
      Nele você vai encontrar links para todos os nossos posts importantes para você entender como funciona a transição.

      Se você tiver qualquer dúvida, pode deixar comentário que te ajudamos.
      Ah, e segue a gente no Facebook e Instagram. Sempre damos dicas por lá e avisamos dos novos posts do blog ;)

      facebook.com/blogcacheia
      Instagram: @blogcacheia

      Beijos e seja bem-vinda ;)

  • Reply Ana Aragão 17 de agosto de 2015 at 10:26

    Oi, Mari né?
    Tenho 12 anos e quando eu tinha meus belos cabelos cacheados (única da família com cachos loiríssimos) todo mundo dizia que eles eram secos, maltratados, que eu não sabia cuidar e que alisar era melhor, então ano passado eu fiz a pior escolha da minha vida e alisei, e o pior é que segundo a cabeleireira “cura de cabelo cacheado é alisamento” e por um tempo até que foi legal não ser a diferente da sala eu fazia escova toda semana, até cortei uma franja! Mais aí um anjo caiu na minha vida Amanda caramba eu agradeço a ela até hoje se não fosse por ela eu não veria o “quê” dos cabelos cacheados, ela assume aquele cabelo e briga com quem quer que for pra defendê-lo ela colore as pontas ela faz “magia” e eu era assim até alisar e agora eu vejo que ter cabelos cacheados não é só um cabelo é uma forma de ser! E agora eu “só” tenho que pegar a tesoura, mas não se acalme vou conversar com a minha mãe, a gente vai na dermatologista e depois no salão pra ver o que fazer, mas agora depois de ler isso tudo eu sei que eu quero fazer “magia” feito a Amanda, feito você e feito todas as outras cacheadas!!

    • Reply Mariana 18 de agosto de 2015 at 10:41

      Oi, Ana!
      Tem certeza que você tem 12 anos? rsrs Que cabeça, menina! Que jeito bonito de escrever!
      Fico muito feliz que tenha aparecido esse anjo tão cedo na sua vida e, principalmente, que você tenha tido maturidade para perceber e entender a mensagem desse anjo. Eu vi tantos pela rua que me gritavam “solta esses cachos, mulher!” e eu só entendi isso realmente depois dos 18 anos!

      Cortar o cabelo realmente não é fácil e você deve, sim, conversar com sua a mãe, explicar para ela o porquê de tudo isso, mostrar a foto de outras meninas. Mas você pode passar pela transição primeiro, aqui a Ster explica; http://cacheia.com/2014/09/como-sobreviver-a-transicao-capilar/

      Muita força e se precisar de qualquer coisa, qualquer coisinha mesmo. Corre aqui para o Cacheia que te ajudaremos com MUITO prazer :)
      Temos também Face e Instagram: facebook.com/blogcacheia e @blogcacheia Procura a gente por lá, postamos várias inspirações ;) Além disso, se quiser, manda sua foto para nós pelo Face. Adoraria postar sua foto com esse texto lindo que você escreveu aqui.

      Bjs!

  • Reply Wylliane 23 de agosto de 2015 at 22:25

    Oi Mariana achei muito legal esse blog parabens
    Tenho 20 anos ,meu cabelo não esta cacheado todo ainda
    Faz um ano que não aliso, queia muito que ele volte logo ser cacheado. Bjs

    • Reply Mariana 23 de agosto de 2015 at 23:11

      Oi, Wylliane!

      Obrigada :)

      Logo, logo ele voltará, é só ir cortando :)
      Se precisar de ajuda, conte com o Cacheia!
      Bjs

  • Reply Lislie 19 de setembro de 2015 at 02:22

    Oieee…Eu fiz o Big Chop esse mês! Só que tem um porém, achei que fosse ficar com ele liso mas decidi não alisar mais. Só que tenho franja!! E não sei o que faço com ela…eu até consigo deixar ele enroladinho, mas e a franja??? To perdida!

    • Reply Mariana 23 de setembro de 2015 at 00:38

      Oi, Lislie! Tudo bem?
      Não sei se eu entendi bem o seu comentário… rs
      Você fez o bc esperando deixar o cabelo liso? É isso mesmo?
      Todo o seu cabelo já está natural? Crespo/cacheado?
      E você não sabe como cuidar da franja, é isso? Deixa ela cacheada como o resto do cabelo!! Fica muito mais bonito do que só alisar a franja ;)

      Bjs!

  • Reply Mariane 17 de outubro de 2015 at 10:47

    Bom dia! Comecei a transição agora, é hoje foi meu primeiro corte e vi quanta dificuldade é para cortar o cabelo crespo…porque muita gente tem dificuldade em cortar cabelo com raiz alta! E hoje quase desisti de continuar com a transição, porque se no primeiro corte dou assim imagine os outros que a raiz vai estar ainda mais alta! :'(

  • Reply Roseane 29 de outubro de 2015 at 12:19

    Ola mary relacho meu cabelo a muito tempo e a pior besteira q fiz na vida foi fazer a progressiva nos meus cabelos. Desde quando eu alisava antes da progressiva meus cabelos cacheava so nas pontas so q ai eu resolvir fazer a progressiva pq eu ia pela cabeca dos outros q cabelo liso era muito mais bonito… hj estou em transicao vai fazer q 4 meses e faz dois meses q cortei a maior parte do meu cabelo e 3 semanas q tornei tirar dois dedos… cada mes q passa eu fico mais ansiosa para cortar estou louca para ver meu cabelo ondulado na raiz e cacheado nas pontas cm ele era antes das progressivas o dos alisamentos. nao vejo a hora de deixar ele bem afro e volumoso cm eu gosto… por enquanto eu estou testurizando meu cabelo cm a chapinha lapis e papel aluminio e tem dado muito certo pq forma cachos e da para disfacar a raiz e eh logico estou o hidratando muito e cortando as partes lisas em 3 em 3 meses… bjs obrigada por apoiar todas nos meninas em transicao e sei q vou conseguir alcancar meu objetivo, eu todas as meninas q estao passando por isso… bjs te adoro…

    • Reply Mariana 29 de outubro de 2015 at 15:28

      Oi, Roseane!
      Que legal! Fico muito feliz que você esteja encarando a transição tão bem. Tenho certeza que logo logo você estará com o cabelo do jeitinho que você quer!

      Se precisar de qualquer coisa, pode contar o Cacheia <3

      Um beijo!

  • Reply Rayanne Suellen 12 de novembro de 2015 at 00:02

    Oi Mari, tudo bem? Estou em fase de transição, gosto muito do meu cabelo cacheado… Mas, tenho um probleminha que me deixa triste e sem saber o que fazer. A parte da frente do meu cabelo não cacheia de jeito nenhum, totalmente lisa enquanto que todo o resto do cabelo está perfeitamente cacheado. A unica coisa que faço é usar um bom creme e quando quero muito deixar solto uso o difusor da parte da frente, sendo que, o resultado não é bom, é no minimo tolerável. ;( ME AJUDE POR FAVOR!!!!!

    • Reply Mariana 5 de janeiro de 2016 at 13:55

      Oi, Rayanne! Tudo bem e você?
      Não está acontecendo isso porque você ainda está em transição? Se essa parte do seu cabelo está com química, é normal que não defina mesmo. Só cortando :(

  • Reply Ana Júlia 20 de novembro de 2015 at 17:53

    olá , estou em transição a 5 meses no início nem pensei muito em ser cacheada , eu estava desesperada apos um enorme corte químico e muita queda após uma progressiva mal sucedida, dai começei a pensar na possibilidade de voltar a ter meus cachinhos de volta , que eram lindos ,meu cabelo era na cintura todo cacheado e muiitooo cheio e foi se acabando pelos alisamentos . Agora eu vou esperar mais um pouco e vou fazer o bc , eu estou super anciosa , mas estou feliz e sei que fiz uma ótima escolha

    • Reply Mariana 5 de janeiro de 2016 at 13:56

      Com certeza fez, Ana!
      Boa sorte e, precisando, conte com o Cacheia!

      Beijos!

  • Reply Eduarda Roberta 21 de novembro de 2015 at 22:28

    Oi Mari, então, cansei da química e estou louca para voltar aos cachos e pensei em dar afro no meu cabelo e depois deixar ele crescer naturalmente já que a diferença não vai ser tão grande. seria uma boa ideia?

    • Reply Mariana 5 de janeiro de 2016 at 13:54

      Oi, Eduarda!
      Eu, sinceramente, não acho uma boa ideia porque afro também é química e química em cima química pode detonar MUITO o seu cabelo. O ideal seria você passar pela transição mesmo, por mais que seja mais demorado, é bem mais saudável para o seu cabelo :)

      Beijos!

  • Reply Yara 26 de novembro de 2015 at 08:09

    Ola a todas sou yara tenho 24 anos mãe de um casal de filhos e tomei a melhor decisão, vou fazer o BC (vou raspar por completo, vou começar do zero)faz um mês que não uso nem um tipo de química!
    Decidi voltar aos meus cachos pq cansei de ser prisioneira da progressiva, quero meus cachos da adolescência tem 7 anos que vivo na luta do alisamento já passei por momentos difíceis de alisar o cabelo e ficar quase careca e estou passando por isso novamente… alisei meu cabelo a exatamente 1 mês e três dias depois estava com os cabelos caindo em tufos grandes… enfim vou me libertar essa semana ainda… bj a todas

    • Reply Mariana 5 de janeiro de 2016 at 13:57

      Oi, Yara! Que máxiiiiiiiiiimo!
      Parabéns! Manda foto do seu bc por inbox pra gente no Facebook! É facebook.com/blogcacheia
      Publicamos na página!

      Beijo!

  • Reply Joyce 27 de novembro de 2015 at 21:33

    Velho, voce faz Ciências Sociais assim como eu! Busquei inspiração em tudo o que aprendi com o curso como gênero, identidade, pressão social, efim. Favoritei seu blog :D

    • Reply Mariana 5 de janeiro de 2016 at 13:53

      Oi, Joyce! Que legal!
      Eu não fiz ciências sociais, mas a Ray e a Maressa fazem :)

      Seja bem-vinda e conte com o Cacheia!

      Beijos!

  • Reply POLLYANA 6 de janeiro de 2016 at 18:09

    Oi,então adorei o relato e seu cabelo é lindo.Eu tenho 2 anos com meu cabelo sem química alguma,mas fazia escova e prancha semanalmente e agora resolvi largar.O meu cabelo tá todo na altura da nuca e a parte de trás tá completamente cacheada,só que na frente a raiz crescida não dá nem dois dedos e isso tá me incomodando demais.Seria o caso de fazer o BC de uma vez?Teria alguma dica de corte pra não tirar tanto a parte de trás do cabelo ?Porque se eu cortar pra igualar com a parte da frente não vai ficar legal já que tenho o rosto redondo.E minha mãe tbm tá nessa,só que ela quer fazer o Beleza Natural,você conhece sobre e teria algum conselho nesse caso ?

    • Reply Mariana 8 de janeiro de 2016 at 09:36

      Oi, Pollyana!
      Primeiro, obrigada pelo elogio.

      Bom, você não precisa fazer o BC porque o seu cabelo está livre de químicas. Agora, é muito provavel que o excesso de calor do secador e da prancha tenham agredido os fios do seu cabelo, mas com certeza não mudaram a estrutura do mesmo. Então, meu cosnelho pra você é primeiro tentar cuidar dos fios e ver o que acontece. Um corte, claro, sempre cai bem. Então, o que eu faria:

      1- Esqueça secador e prancha completamente
      2- Procure uma cabelereira e faça um corte que valorize seus cachos (não necessariamente um BC)
      3- Comece a seguir o cronograma capilar para tentar recuperar a saúde dos fios. Temos um post completíssimo sobre o cronograma aqui: http://cacheia.com/2013/11/cronograma-capilar-sos-cabelo/

      Quanto à sua mãe, é bom deixar claro que Beleza Natural também é química. Muitas meninas reclamam de ter perdido muito volume e definição. Enfim, tem que pensar direitinho.

      Beijos!

  • Reply Jane 13 de janeiro de 2016 at 12:05

    Oi, meninas!
    Já alisei meu cabelo, mas nunca fui refém de chapinha. Passou-se o tempo e decidi usar o cabelo cacheado, porém uso química para baixar a raíz. Mas estou decidindo sobre a transição, quero muito seguir, faz dois meses que estou sem química… Tenho medo de daqui a uns meses não gostar de como o meu cabelo vai ficar, a minha raíz é bem enroladinha e o resto do cabelo está com cachos mais soltos. Queria saber se algumas de vocês apenas abaixava a raíz e como ficou o cabelo durante o processo de transição, antes do BC.
    Adorei o blog, beijos

    • Reply Mariana 26 de janeiro de 2016 at 20:29

      Oi, Jane!
      O problema de só abaixar a raiz é que o cabelo cresce e a raiz vira comprimento, então, seus cachos acabam ficando mais abertos.
      Pelo o que eu me lembre, todas as meninas passaram pela transição depois de ter feito uma quimica pesada, para todo o cabelo.

      O que eu posso te sugerir, é tentar identificar qual o tipo do seu cabelo: http://cacheia.com/2014/02/tipos-de-cacho-como-identificar-o-seu-dicas/ e pesquisar pessoas que tenham passado pela transição e tenham o mesmo tipo para vc ver como ficou. A transição, de qualquer forma, não é a época mais bonita do nosso cabelo, mas é uma fase muito importante para nos aceitarmos como somos e irmos aprendendo a cuidar do cabelo. Além disso, vai cortando o cabelo e quando as texturas tem incomodarem você pode tentar disfaçar com penteados e texturizações.

      Qualquer dúvida, estou por aqui!
      Bjs!

    • Reply Mariana 26 de janeiro de 2016 at 20:29

      Oi, Jane!
      O problema de só abaixar a raiz é que o cabelo cresce e a raiz vira comprimento, então, seus cachos acabam ficando mais abertos.
      Pelo o que eu me lembre, todas as meninas passaram pela transição depois de ter feito uma quimica pesada, para todo o cabelo.

      O que eu posso te sugerir, é tentar identificar qual o tipo do seu cabelo: http://cacheia.com/2014/02/tipos-de-cacho-como-identificar-o-seu-dicas/ e pesquisar pessoas que tenham passado pela transição e tenham o mesmo tipo para vc ver como ficou. A transição, de qualquer forma, não é a época mais bonita do nosso cabelo, mas é uma fase muito importante para nos aceitarmos como somos e irmos aprendendo a cuidar do cabelo. Além disso, vai cortando o cabelo e quando as texturas tem incomodarem você pode tentar disfaçar com penteados e texturizações.

      Qualquer dúvida, estou por aqui!
      Bjs!

  • Reply Larissa 26 de janeiro de 2016 at 22:50

    Olá, resolvi voltar pros cachos, mas não fiz corte de cabelo ainda ,ele ta longo .
    eu queria fazer um long bob pra começar , mas é tipo assim : faço karatê ai o couro cabeludo soa é saio com ele alto e raiz aparente, o que vc’s me recomendariam ? eu não tenho coragem de cortar mais que isso.

    • Reply Mariana 21 de fevereiro de 2016 at 22:15

      Oi, Larissa!
      Faça um corte que de para prender o cabelo e use o cabelo preso durante as aulas. Aí depois você toma banho e tudo certo :)

      Bjs!

      • Reply Larissa 16 de abril de 2016 at 11:51

        olá,cortei long bob, no dia 03/02, agora uso com creme e modelo amaçando para cachear ,claro que fica umas partes meio lisas ainda, mas foi muito bom, me libertar de escovar ou fazer touca e poder lavar o dia e quando quiser, a 1° vez que peguei chuva me senti muito bem .kkk
        confesso que a raiz ta um pouco alta,mas nada que o creme ou hidratação ,não controle,
        em março eu tiver de tirar os sisos e não puder ir ao salão pra fazer as sessões de cauterização e hidratação que gosto, ai fui ontem e meu cabelo na chapinha perde um pouco do corte (mas não e sempre que faço chapinha ) , será que devo fazer a manutenção ?

        • Reply Mariana 28 de agosto de 2016 at 04:10

          Oi, Larissa!
          Desculpe só vi seu comentário agora, pois minha caçula nasceu e fiquei alguns meses afastada do blog.
          Como está seu cabelo agora?

  • Reply Nilza 26 de março de 2016 at 19:00

    Oi Mari! voce pode mi ajudar?
    to em tranzição a 3 meses e me dei como meta fazer o BC no meio do ano,mais a parti do meu cabeo ja ta nascendo lisa. O que faço?

    • Reply Mariana 28 de agosto de 2016 at 04:05

      Oi, Nilza! Tudo bem?
      Desculpe a demora, fiquei um tempo afastada do blog porque a minha pequena nasceu.
      Você já cortou?

  • Reply Luana Froes Celestino 11 de julho de 2016 at 13:23

    Ola, acabei de conhecer o Blog e já estou adorando.
    Decidi começar minha transição tem 1 mês que não passo química e estou bem determinada e ansiosa para fazer o BC logo. Que esperar pelo menos 4 meses para realizar o BC.

  • Reply Sarah Cristiane 3 de agosto de 2016 at 15:16

    Resolvi largar as químicas a poucas semanas, mas estou 4 meses sem fazer Progressiva . Grande parte do meu cabelo ( uns 70%) está liso e com a raiz enrolada e outras partes ( que não alisaram) ficaram cacheadas e algumas mechas, completamente indefinidas e isso está atrapalhando bastante na hora de texturizar . Voces indicam, nesses casos, a passar a transição com uso de chapinhas/ babyliss ? E também como descubro o meu tipo de cacho ?
    Bjs e obg <3

  • Reply sinara silva 17 de agosto de 2016 at 11:23

    Oi , bom dia! td bem? Também estou enfrentando esse árduo processo de transição capilar a exatamente dois anos…nunca tive coragem de fazer o BC pq não me adapto a cabelo curto por vários motivos. Faço hidratação semanalmente sempre usando bons produtos e investindo em hidratação caseira sugeridas por vários blogues! O fato é que devido a diferença entre o cabelo alisado e o que esta crescendo estou sempre fazendo chapinha …agora que meu cabelo já esta num tamanho bom pra cortar to com um problemaço: Parte do cabelo que cresceu esta super cacheada, definido e tal, mas a parte de cima do cabelo incluindo a franja continuam espichadas! quero cortar ainda esse ano, mas acho que essa diferença do cabelo vai ficar estranha…o que devo fazer???? alguma dica??

    • Reply Mariana 28 de agosto de 2016 at 04:08

      Oi, Sinara!
      Acredito que seja por conta da chapinha mesmo, então não é definitivo e na hora que você cortar que você irá perceber como realmente seu cabelo está.
      Sugiro que você corte e mantenha as hidratações. Você segue o cronograma capilar? Aqui a Maressa explica melhor sobre ele: http://cacheia.com/2013/11/cronograma-capilar-sos-cabelo/

      Bjs

  • Reply Danielle Oliveira 4 de novembro de 2016 at 18:46

    Como faço para ver a resposta do meu comentário

  • Deixe um comentário!

    error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.