Pessoal

Cortei o cabelo e não gostei, e agora?

9 de novembro de 2014

Oi povo mais lindo do mundo! O post de hoje, é do interesse de muitas meninas. Cortei o cabelo e não gostei, e agora? Não só aquelas que fizeram o BC recentemente , mas também as que por ironia do destino, vontade própria ou impulso compulsivo resolveram “tosar” as madeixas (nesse caso EU), e depois não curtiram muito o resultado.corte_cabelo_cacheado

Em primeiro lugar, vou deixar bem claro que não existe nenhum desastre capilar que o tempo não resolva. É claro, que em alguns casos, demora mais, mas na maioria deles, basta ter um pouquinho de paciência.

Se você leu o meu post Alguém esconde a  minha tesoura por favor!, já sabe da minha obsessão por tesoura. Não é brincadeira, não é saudável, literalmente falando; não consigo controlar o impulso de cortar o meu cabelo. E pra ser sincera, nem sempre ele fica do jeito que eu imaginava.

Desde a minha última crise cortante, tenho passado por um período complicado. É assim na maioria das vezes; o impulso vem (geralmente quando estou chateada, ou estressada demais), eu picoto meus cachinhos e algumas horas depois bate o arrependimento e aquela sensação horrível de: _Putz, fiz merda! Aí, não adianta mais chorar pelo leite derramado (ou pelo cacho cortado).

supercachos

Resultado da minha recente ceifada capilar.

 

Como eu sei que cortar o cabelo e se arrepender depois não é algo tão incomum, vou compartilhar com vocês algumas dicas pra que ninguém se desespere no período pós corte-do-mal.

  • Nada de paranoia

sem_parnoia_cabelo_cacheado

A gente não sabe, mas na maioria das vezes a diferença do nosso cabelo é menor do que imaginamos (isso vale para cortes menos radicais). Geralmente, as pessoas nem percebem que cortamos o cabelo. Falo isso por experiência própria. Se eu não falasse da última vez, ninguém ia perceber. No caso dos BC e cortes mais impactantes, não precisa ficar com vergonha e sair na rua com medo do que os outros vão pensar. Mudar é bom, mesmo que as vezes seja um pouco desconfortável até nos acostumarmos com a mudança.

  • Acostume-se com o novo cortecabelo_cacheado_corte

Aprender a lidar com o novo corte, é o mais importante nesse momento. Como muitas de vocês já devem saber, cabelo cacheado, qualquer pedacinho que tiramos, já muda o formato, a dimensão, o volume, a definição e a capacidade de ficar do jeito que a gente quer. Então, ao invés de tentar fazer ele ficar de um jeitinho qualquer, adapte-se ao seu corte e explore novas maneiras de usar o seu cabelo.

  • Abuse dos acessórios
Alguns da minha coleção (ps:adoro azul)

Alguns da minha coleção (ps:adoro azul)

Na hora do desespero, vale a pena recorrer aos acessórios para cabelo. Existe uma variedade imensa de coisinhas e frufrus, e se te falta ideias, da uma olhadinha no nosso post sobre acessórios para cabelos cacheados.

  • Capriche na makemake

Para as adeptas da maquiagem, essa é uma boa hora para dar uma olhadinha nas dicas e tutoriais sobre make. Eu sempre recorro a uma boa maquiagem (dentro da minha humilde capacidade) na hora que bate aquela insegurança com o cabelo.

  • Invista no bocão vermelhobatom_vermelho_e_cabelo_cacheado

Não sei vocês, mas eu acho que cabelo crespo/cacheado foi criado junto com o batom vermelho. Sinceramente, não existe nada mais divo que um cabelo crespo/cacheado bem cuidado e aquele “batonzão” bem vermelhinho. Mas isso também serve pra quem prefere o rosa, roxo, lilás, preto, laranja, azul etc. Só não vale ficar sem batom porque acha que o cabelo não ta legal!

  • Cuidado acima de tudo

Isso eu nem precisava lembrar, né? O cuidado com nosso cabelo deve ser diário, deem uma olhadinha nas nossas dicas e receitinhas e sempre que der, tente seguir o cronograma capilar.

  • Seja paciente

Se tem uma coisa que eu aprendi nesse tempo de “cacheia”, é que cabelo cresce! Então não precisa ficar angustiada, porque quando você menos esperar, seu cabelo já vai tá grande de novo. Aí você vai ver que todo aquele drama de “estou odiando meu cabelo” foi em vão.

Bom, essas são algumas dicas que costumo levar em consideração sempre que me sinto chateada por fazer besteira com meu cabelo. E antes de terminar, vou confessar pra vocês uma coisa. Ontem tive uma conversa com  Raysa França (coleguinha aqui do blog  <3), e contei pra ela que não estava muito bem. Disse que estava me sentindo um monstrinho e que pra piorar tudo, havia cortado o meu cabelo novamente, o que me deixou mais pra baixo ainda, porque não é algo que eu consiga controlar. Tivemos uma boa conversa, e me senti super aliviada por saber que não é só eu quem passa por isso.

Esse post aqui, já estava quase pronto a alguns dias, mas eu estava me sentindo meio hipócrita, dando todas essas dicas pra vocês, e no fundo me sentindo um lixo. Daí, depois que conversei com Ray, refleti no que ela me disse. Afinal, eu também sou humana, também tenho minhas inseguranças. E foi esse um dos maiores motivos que me fizeram aceitar o projeto Cacheia. Tinha acabado de tomar a decisão de voltar a cachear, e dividir minha “História capilar” com vocês, tem me dado muita força pra aguentar toda pressão que tenho sofrido desde que tomei a decisão de aceitar o meu cabelo.

Por isso, o post de hoje é em primeiro lugar pra mim, e depois pra vocês. Porque eu também preciso aprender a maioria das coisas que falo aqui. Como falei anteriormente no post “Qual é o tipo do meu cabelo“, no fundo, o preconceito maior vem dos padrões que estabelecemos pra nós mesmas e nos frustramos quando não conseguimos segui-los. E  o meu objetivo tem sido lutar em prol de combater esses preconceitos e um dia poder olhar no espelho e me amar como sou.

Espero que tenham gostado, um beijo meus amores! :*

 

 

 

Recomendados para você

54 Comentários

  • Reply ANDREZA CUSTÓDIO 14 de novembro de 2014 at 12:36

    Adorei as dicas, cortei meu cabelo esses dias e estou amando, mas tenho ainda receio quando saio de casa. Da aquele medo do que os outros vão pensar, e eu sei que tenho que para com isso HAHA Beijos

    • Reply Ster Nascimento 15 de novembro de 2014 at 07:26

      Se você está amando, não tem nada que se preocupar com a opinião dos outros! Quem tem que se achar linda, é você mesma. Então solta essa cabeleira, levanta a cabeça e não dê atenção pros comentários maldosos! bjo.

    • Reply izabel 15 de janeiro de 2015 at 18:47

      Também estou passando por isso, acho que to divando, mas vem o receio de sair na rua e acharem que está feio.. vai entender!! rsrs

      • Reply Ster Nascimento 15 de janeiro de 2015 at 18:55

        Se joga menina! Nada de paranoia! Posso apostar que você está linda! :)

  • Reply Tatiane Martins 14 de novembro de 2014 at 14:59

    Descobri que sofro desse mal também!
    Meu marido vive falando: cortou de novo(sim, ele nota!)? Amei esse blog, aliás tenho uma cacheadinha chama Ester… Quase sua xará rs

    • Reply Ster Nascimento 15 de novembro de 2014 at 07:24

      Ei Tatiane, é um mal terrível né! Que bom que gostou daqui. Sinta-se a vontade pra voltar quando quiser.E ah, temos uma categoria chamada “Cacho de criança”, adoraria que sua cacheadinha participasse! :)

  • Reply camila 18 de novembro de 2014 at 18:35

    COMO SABEMOS QUE A TRASIÇAO CHEGOU AO FIM?

    • Reply Larissa Konze 2 de dezembro de 2014 at 15:20

      Quando o cabelo está todo natural, sem nenhuma parte com química. Geralmente após o BC!

  • Reply Larissa 25 de novembro de 2014 at 08:35

    Olá, descobri o Cacheia essa semana e estou A M A N D O!!!! Eu, como a maioria, passei pela transição sem saber. Semana passada, cansada de ter um cabelo com duas texturas meti a tesoura. Nossa, foi um choque. Tenho 1,65 de estatura e acordei com um 1,90 kkkkkk de tanto que o cabelo armou. As dicas de vocês são maravilhosas. Meu cabelo está ótimo, super bonito e hidratado. As receitas de hidratação são fantásticas. Obrigada.

    Acho fundamental esse apoio mutuo e troca de experiências. Ajuda a gente a enfrentar os momentos de insegurança por causa do cabelo. Pois querendo ou não, por mais que queiramos nossos cabelos cacheados de volta, a opinição alheia ainda importa e , se alguém faz um comentário atravessado, nossa segurança vai pro ralo.

    Mais uma vez, muito obrigada e continuem com esse trabalho super legal.

    bjks

    larissa

    • Reply Ster Nascimento 11 de dezembro de 2014 at 23:37

      Ai Larissa! Mais encorajador ainda é saber que estamos fazendo algo de bom. Não só pra vocês, porque esse blog também me ajuda bastante com minhas crises. Fico super feliz em ajuda-la. E fique tranquila, você deve estar linda! Só de poder soltar essa cabeleira natural, já é uma beleza libertadora. Obrigada. E ah, parabéns pelo BC. É uma decisão e tanto. Beijinho :*

  • Reply Ana 25 de novembro de 2014 at 21:08

    Moletom igual o meu <3 <3

    • Reply Ster Nascimento 11 de dezembro de 2014 at 23:54

      Que amooor! <3

  • Reply Neidjane Tomé 30 de novembro de 2014 at 11:53

    Olá, amei o post! Fiz o bc tem três semanas, estou gostando porque estou com cachinhos que eu achava que nunca iria ter, mas na frente tenho pontas espigadas, por isso fazia texturização em coquinhos, mas estou fazendo fitagem, mas as pontinhas ainda ficam assanhadas. Pode me dar alguma dica? Obrigada pela atenção! :)

  • Reply priscila matos 3 de dezembro de 2014 at 17:13

    nossa! Amei o Blog! me identifiquei tanto! Estou no momento cachaeia, cansei de ser escrava da chapinha…..estou feliz mas muitas vezes fico borococho pois recebo muita piadinha sem graça..beijao gata! otimo trabalho o teu! u.u

    • Reply Ster Nascimento 11 de dezembro de 2014 at 23:55

      Não menina, deixa disso! Não tem nada que ficar cabisbaixa. Levanta essa cabeça e aproveita e coloca esse cabelo pro alto também! <3

  • Reply Soane 18 de dezembro de 2014 at 13:06

    Amei esse post. Estava precisando de um incentivo, quero voltar com meus cachos,pois cansei de tanta chapinha e de maltratar meu cabelo. Pra isso resolvi tirar as pontas alisadas, estou com um pouco de receio pq me acostumei com cabelo longo. Depois de ver esse post, decidi enfrentar a tesoura.
    Obrigada pelas dicas maravilhosas.

    • Reply Ster Nascimento 30 de dezembro de 2014 at 19:49

      Aii que bom Soane! Fico extremamente feliz quando mesmo indiretamente, ajudo alguém. Força, porque tenho certeza que jájá o seu cabelo vai estar lindão! um beijo :*

  • Reply Fernanda 20 de dezembro de 2014 at 22:15

    Estou há cerca de sete meses sem passar química e MEU DEUS,nunca tinha reparado como meus cachos são lindos,estou com mais ou menos uns 4 dedos de cabelo natural e amando,até minha mãe decidiu deixar o cabelo dela cacheado novamente,o pior é que alisei meu cabelo porque todo mundo falava que era feio,naquele tempo a progressiva estava em alta e aos 11 anos comecei alisar,agora bateu um arrependimento,porque meus cachos estão ficando lindos <3

    • Reply Ster Nascimento 21 de dezembro de 2014 at 10:26

      Mas que bom que tomou a decisão a tempo Fernanda! É assim mesmo, eu também fui cabeça dura por um bom tempo. Força, pra você e sua mãe. Um beijo :*

  • Reply Mari 31 de dezembro de 2014 at 19:07

    Nossa cara, vc não sabe o quanto agradeço a deus por saber que tem gente que me entende, eu tenho 12 anos e pra mim é mt difícil ver a galera da escola com um cabelo longo e liso lindo e eu com minha pequena tochinha volumosa, também tenho de ouvir comentários indesejados da minha mãe. às vezes fico na maior deprê pq antes da transição meu cabelo era enorme, mas ai me lembro dos resultados que vou ter se continuar firme e forte na minha decisão, meu cabelo tá quase quase lá, mas, ainda ta bem longe do meu objetivo…Obrigado por esse post Ster foi de grande ajuda!, bjcas. Mari

    • Reply Ster Nascimento 7 de janeiro de 2015 at 18:14

      Mari, minh linda! Fiquei lisonjeada com o seu comentário. Fico muito feliz em saber que estou ajudando garotas como você nessa fase. Tenha foco, que com toda certeza você vai ficar com o cabelo daquele jeito… de lacrar! um beijo :*

  • Reply Gislene 11 de janeiro de 2015 at 01:18

    Nooosssa…eu costimo me intitular como Eduarda mãos de tesoura, não posso ver uma pontinha fora do lugar ou um cabelo rsticado(alisamento por muito tempo)que eu vou e meto a tesoura. Não e da última vez cortei na parte de baixo dos cabelos imagina como ta,pq como a raiz ta bem enrrolada ela encolhe ai fica aquela coisa horrível, como se tivesse passado uma moto serra. ..Só Deus na causa.

    • Reply Ster Nascimento 15 de janeiro de 2015 at 18:49

      Gisela, estamos todas no mesmo barco. Só que o pior é que meu cabelo nem tem mi pontas esticadas, é só pelo prazer de passar a tesoura mesmo! kkkk

  • Reply Luciana 11 de janeiro de 2015 at 15:51

    Oi
    Acho que tenho o mesmo problema vom a tesoura. Fiz meu b.c no final de 2012, tudo ia bem com com meu cabelo, mesmo de luzes, até que no ano passado fiz luzes com outra pessoa, sem ser aquela com quem já fazia, e pronto, fim de um cabelo cacheado bonito. Fiz de tudo.. hidratacao, reconstrução e nada ajudava, voltei a fazer escova e chapinha e percebi que as pontas estavam lisas como se eu estivesse novamente em transição, alguém já passou por isso?
    Aquilo me irritou tanto que em outro fui e cortei tudo, ficou curtinho de novo. Mas fiz luzes de novo, aff, faço porque tenho fios brancos, muitos mesmos e a tintura nao da conta, no mesmo dia q fiz luzes escovei pra ver a cor e de novo as pontas lisas, decidi que nao faria mais escova de forma alguma. Estou hidratanto e usando um kit de rmc, o cabelo melhorou bastante ja, não esta elastico nem nada, está macio e com brilho, mas as pontas esticadas estão lá e ja estou querendo meter a tesoura de novo… o problema è que já esta bem curto. Alguma dica pra isso que me acontece? Beijos e amei seu cabelo

    • Reply Ster Nascimento 15 de janeiro de 2015 at 18:48

      Luciana, isso aconteceu da primeira vez que fiz o BC. Não usava mais química pra alisar, mas sempre pintei meu cabelo e continuava usando muita chapinha. Resultado; tive que passar pela transição de novo. Cortei boa parte, mas a parte da frente continuou lisinha no começo. Aos poucos, fui cuidando e ele voltou ao normal. O incrível é que pinto meu cabelo constantemente, até descolori mês passado, e ele continua em ótimas condições. É só cuidar Lu! Já tentou usar receitinhas naturais? É o que me salva. Dê uma olhadinha aqui: http://cacheia.com/2014/10/reconstrucao-acida-com-vinagre-de-maca-sos-cabelo/.

      • Reply Maria Almeida 16 de janeiro de 2015 at 16:53

        Adivinha como cheguei aqui??? Pesquisando sobre o assunto “cortei meu cabelo e não gostei do resultado”. E só quem tem cabelo crespo sabe o quanto é necessário paciência para o estrago ser minimizado. O cabeleireiro cortou uma franja curta demais, ficou super estranho, Eu odiei e terei que conviver com esse cabelo assim pelo menos pelos próximos 8 meses, pois no meu cabelo o crescimento é quase imperceptível. Sinto-me em transição novamente. E de novo por conta da falta de habilidade dos profissionais em saber lidar com cabelos crespos. Da primeira vez eu ostentava uma cabeleira estilo “Tais Araujo” quando fez a Helena, mas convencida por um profissional decidia “soltar os cachos”, Quando vi o cabelo liso chorei dolorosamente em frente ao espelho, não reconhecia aquela desconhecida alisada diante de mim, parecia que eu tinha amputado uma parte de mim. Agora a decepção veio quando o cabelo secou e o fator encolhimento revelou o estrago. Muito complicado. Encontrar um profissional que saiba cuidar do meu cabelo crespo tá mais difícil que encontrar o amor da minha vida. E sinceramente estou preferindo até encontrar o primeiro rsrs.

        • Reply Ster Nascimento 21 de janeiro de 2015 at 23:50

          Oi Maria, sinto muito pelo seu cabelo. Mas não fica “tiste”, ta! *—* Logo esse seu cabelo cresce de novo, e talvez nem demore 8 meses! Força! u.u

  • Reply Alguém esconde a minha tesoura por favor! | Cacheia! 11 de fevereiro de 2015 at 00:02

    […] assumir os cachos é um ato político? Qual é o tipo do meu cabelo? Eu não sou a Taylor Swift Cortei o cabelo e não gostei, e agora? Valesca e seu visual “cara de pobre” Análise Crítica do Salão Beleza Natural […]

  • Reply Existem produtos milagrosos para crescimento capilar? | Cacheia! 20 de abril de 2015 at 12:40

    […] um ato político? Qual é o tipo do meu cabelo? Cris Almeida – Minha Transição Capilar Cortei o cabelo e não gostei, e agora? Valesca e seu visual “cara de pobre” Newsletter! Ster […]

  • Reply Ju Martins 22 de maio de 2015 at 10:51

    Ster, você acredita que t emocionada com seu post?
    Sempre tem uma pontinha que não tá legal, tá alisada, tá espigada, nunca consigo deixar ele chegar no ombro, quando penso que vai, meto a tesouro e depois fico numa tristeza que só.
    Meu sonho é poder fazer um coque crespo, mas tá dificil e meu tipo é o 4C, aí no final acabo relaxando e me arrependo, dificil ser natural e fiel com paciência. Todo santo dia eu corto uma pontinha do meu cabelo, no meu periodo de transição, já deixei natural, já relaxei e agora tô querendo deixar natural de novo, que angustia! Tô nessa brincadeira desde 2010 e não consigo o resultado que quero, vejo muitas crespas lindas que estão há 1 ano ou 2 no maximo, com blacks lindos e pra mim e tão dificil? Invisto em cremes, em cronogramas, umectações e nada me dá o resultado que quero, tem dia que acordo me amando, mas tem dia que só saio de casa porque preciso, ou com ele amarrado ou banhado de creme, esses dias que tô encarando day after um atras do outro, mas porque meio que cancei.
    Mas, vendo seu post, me deu um gás e vi que não tô sozinha. Ufa! Alguem me entende!
    O lance que você falou de que “no fundo o preconceito maior vem dos padrões que estabelecemos pra nós mesmas e nos frustamos quando não conseguimos segui-lo.” Acho que é esse o meu pecado, mesmo conhecendo o meu tipo de cabelo e as minhas reais possibilidades com ele, eu quero algo que provavelmente não conseguirem e isso me mata, preciso limpar minhas ideias e me entregar de verdade ao que eu tenho pra me oferecer, e me amar assim de tudo.
    Obrigada, você foi uma linda com esse post, não sabe a paz que me deu.
    Deus te abençoe, viu?
    Beijinhos

    • Reply Ster Nascimento 27 de maio de 2015 at 11:47

      Ju, eu é quem fico super emocionada com a sua história e com o seu comentário. Você não sabe a felicidade que sinto ao saber que tenho ajudado pessoas com essa etapa tão difícil. É difícil quando a gente se sente um pontinho no meio da multidão. Mas, sinta-se acolhida pelo Cacheia. Sempre que precisar de um help, é só gritar! Que Deus continue te dando essa paz e que Ele possa me usar pra ajudar cada vez mais pessoas. Um beijo :*

  • Reply Emmanoela Rodrigues Rocha 1 de junho de 2015 at 20:51

    Eu também tenho essa mania de cortar o cabelo.Me identifiquei com o seu texto
    Graças à Deus,o cabelo cresce de volta,pq se não crescesse eu estaria LITERALMENTE careca

    • Reply Mariana 6 de junho de 2015 at 00:24

      hahahaha :)

  • Reply Sandy 11 de junho de 2015 at 13:38

    Olá meninas do Cacheia!

    Fiz o bc há 1 mês, e to amando, deixei a progressiva de lado meio q pela situação de crise ( dindim) q estava passando.
    Comecei a transição, com o cabelo já no meio das costas, metade liso e a outra metade cacheada, já não dava mais pra aguentar e aí fiz o famoso BC, cortei muito mais do q precisava, radical.
    To gostando muito dessa fase, acho o cabelo muito prático pra cuidar e demora muito menos pra arrumar do q pra ficar passando chapinha nas partes q estavam cacheadas!!!
    Mas o que eu quero dizer pra vcs do fundo do meu coração é: Nunca e em hipótese alguma dê ouvidos a opinião ( críticas destrutivas) dos outros!
    Um dia me disseram q pra ter um cabelo curto e teria q fazer progressiva pra não armar, eu acreditei na cabeleireira, grande erro, pois agora q fiz o big chip eu cortei justamente o corte q eu queria fazer, e pra minha felicidade ficou super bonito!
    Hj em dia eu sou mais confiante nas escolhas q eu faço, e gostei tanto q acho q vou ser uma cacheada de cabelos curtos para sempre <3

    Super beijos meninas

    • Reply Ster Nascimento 19 de junho de 2015 at 13:53

      Oi Sandy! Parabéns pela sua coragem! É exatamente isso. Não adianta se deixar levar pelos comentários alheios ou pelo senso comum. Cada um precisa se amar do jeito que é. E se aceitar. Muito obrigada pelo comentário. Você é linda! Beijo :*

  • Reply Tania Paiva 13 de junho de 2015 at 01:00

    Entendo o que vc falou sobre se aceitar, de cabelo cortado ou não, mas sempre cacheado. Passei boa parte da minha vida, enrolando, fazendo touca (de meia) para deixar o cabelo liso. Naquela epoca não tinha “defiitiva”, graças a Deus. kkkk . Mas meu marido adorava meus cchiinhos (dourados), como ele dizia e me ensinou a ama-los também. Já ha bastante tempo curto meu cabelo como são, irreverentes. Quando corto e acho estranho, como vc disse, ninguem nota. é a nossa vantagem. E hoje curto sua pagina e suas dicas, ando amando mais meus cabelos, eles estão muito mais hidratados e bonitos. Não liguem para os outros, muitos, quandeo estou na Rua, acabam me perguntando se são naturais. Em meio a tantos cabelos lisos nos somos o diferencial e muitas gostariam de ter os nosso cachos.

    • Reply Ster Nascimento 19 de junho de 2015 at 13:51

      Isso mesmo Tania, não adianta ficar na paranoia, precisamos no aceitar e nos amar. E sim, somos um diferencial. Enquanto todos seguem padrões, nos tentamos nos amar como somos. Adorei o seu comentário. Beijo :*

  • Reply Paula 2 de julho de 2015 at 20:42

    Olá Ester,
    Quero só compartilhar que já tentei entrar em transição por duas vezes, mas acabei desistindo. =(
    Meu cabelo é super volumoso quando chego no sexto mês não consigo continuar, Tentei texturizar de várias formas e não deu certo.
    Não estou feliz usando química, além de me sentir escrava da chapinha o meu cabelo ta danificando demais.
    O que faço? o processo é tão longo, não tenho coragem pra fazer o BC logo de cara. =(

    • Reply Ster Nascimento 4 de julho de 2015 at 18:00

      Paula, é um processo longo sim! E você precisa decidir e estar certa de que quer mesmo voltar ao natural. Primeiro tem que colocar na cabeça, que a transição é uma fase bastante difícil que exige de você muita paciência e aceitação. É uma fase pra você aproveitar para mudar também as suas ideias a respeito do seu cabelo e da sua identidade. Muitas meninas acabam desistindo, por não levar em consideração isso. Da uma lidinha nesse post aqui: http://cacheia.com/2015/03/saia-do-conto-de-fadas/ Um beijo. Foco! Pense no quanto valerá a pena esse esforço. :*

  • Reply Thamires 16 de setembro de 2015 at 23:36

    Olá! Adorei o post, de verdade, eu estava precisando porque cortei meu cabelo semana passada (E ele já estava bem grande e CACHEADO) e agora ele ta mto curto e ta com menos volume (Não entendi isso). Eu costumava AMAR meu cabelo, mas agora ele só virou um problema pra mim, porque eu to odiando. Vou tentar fazer as coisas que você disse kkkkk

    • Reply Ster Nascimento 19 de outubro de 2015 at 12:16

      Ah, mas fique tranquila, ele vai crescer sim! Muita gente acha que cortar o cabelo crespo/cacheado curto, automaticamente vai dar mais volume. Mas depende muito do corte que você faz e do seu tipo de cabelo. Bjo :*

  • Reply GABI 2 de outubro de 2015 at 14:40

    Oi Ester,
    Adorei o seu post ! E adivinhe ? Tinha o mesmo problema… só que no meu caso, eu chegava a passar a máquina no cabelo (estilo joãozinho). Ficava legal, mas quando é algo meio que compulsão, me sentia como em uma prisão.
    Já estou bem melhor. Tenho aprendido que não posso controlar tudo, aprendido a me aceitar e a não jogar minha frustrações no cabelo. Quando estou estressada e bate aquela vontade de cortar, de ajeitar, fico repetindo pra mim mesma : “O que isso vai resolver o teu problema ?” ou ” Se quando eu deixar de estar aperreada, ainda sentir vontade de cortar, eu vou e corto, mas com calma”.
    Compulsão é triste mesmo ! Mas aprendi a ter paciência comigo mesma e, com fé em Deus (sou cristã e me volto muito para Ele nessas horas) tenho sido vitoriosa.
    Adorei o blog, e esses depoimentos têm ajudado muitas pessoas. É como se fosse uma terapia de espelho, mas de uma forma mais light. Beijos.

    • Reply Ster Nascimento 5 de outubro de 2015 at 12:57

      Olá Gabi, tudo bem? Sei bem como você se sentia, e sim, colocar as minhas frustrações nas mãos de Deus, também tem me ajudado bastante. Fico muito feliz em poder ajuda-la, e por ter gostado do post! Beijoo :*

  • Reply Lídia Gonçalves Marette 17 de outubro de 2015 at 11:53

    Olá! Obrigada pelas dicas. Sucesso.

    • Reply Mariana 18 de outubro de 2015 at 21:37

      De nada, flor!
      Precisando, estamos por aqui.

      Bjs

  • Reply Claudia 18 de outubro de 2015 at 00:36

    Olá! Estava apenas passando os olhos pela internet para achar algo que me deixasse menos triste depois de um corte de cabelo frustado. Estava me sentindo péssima porque ficou exatamente do jeito que eu não gosto de cortar. E lendo seu texto acalmei o coração, pois de fato o que precisamos é aprender a nos amar mais, mesmo quando o cabelo não está como achamos que deveria, até pq estamos sempre buscando padrões que nem sempre foram feitos pra nós. Obrigada por compartilhar este pensamento!

    • Reply Ster Nascimento 21 de outubro de 2015 at 12:00

      Oi Cláudia, felicidade transbordando com esse seu comentário. É muito satisfatória saber que consigo ajudar, mesmo que indiretamente. Fico feliz que esteja mais calma. Beijo :*

  • Reply Ellen 30 de novembro de 2015 at 19:12

    Eu tenho um problema muito grande com cortar meu cabelo também, acho que ele nunca está do jeito que deveria, então sempre vou e corto ele. Só que da última vez que fiz isso a cabeleireira cortou torto e não contou com o fator encolhimento do meu cabelo que é muito grande. O que aconteceu é que além de torto, ficou curto demais para poder dar um outro corte (na verdade, mesmo assim, dei outro corte e ficou pior ainda) estou conseguindo me controlar e aceitando usar alguns acessórios para esconder o torto à 3 meses e agora bateu a vontade de cortar mais um pouquinho. Mas depois de ler aqui resolvi deixar crescer mais um pouco para poder acertá-lo quando tiver num tamanho maior.

    • Reply Mariana 8 de janeiro de 2016 at 10:35

      Oi, Ellen!
      Eu também morro de vontade de cortar o cabelo toda hora e isso não necessariamente ruim. Inclusive, é muito bom fazer uma manutenção no corte a cada 2/3 meses.

      Beijos!

  • Reply Thainá Oliveira 31 de janeiro de 2016 at 15:43

    Tô passando por isso tudo! Gostei muito do que li, estou tomando Pandora e hoje comprei o shampoo explosão de vitaminas da Salon Line, vou começar a tirar fotos hoje e acompanhar tudinho! Estou começando a me acostumar com o corte novo, achar um volume no novo corte

  • Reply Thainá Oliveira 31 de janeiro de 2016 at 15:44

    *Pantogar

  • Reply paula 15 de fevereiro de 2016 at 10:30

    Gente do céu cortei o cabelo!!!Ficou muito curto! acho que estou parecida com um bolinho de arroz. Nunca mais corto channel na minha vida

    • Reply Mariana 21 de fevereiro de 2016 at 21:46

      Não fica assim, Paula!
      Mudanças fazem bem a alma :)
      Daqui a pouco você se acostuma. Se não, procure outro profissional para acertar o corte!

      Beijos!

    Deixe um comentário!

    error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.