Debaixo dos Caracóis da Gabii Novaes

Oi Cacheia! Quem conhece a categoria “Debaixo dos caracóis“, sabe que assim como as demais categorias do blog, ela serve para incentivar a aceitação do cabelo natural, através de experiências de pessoas que passaram muito tempo rejeitando sua identidade, e hoje, aceitaram suas raízes e seus cabelos como realmente são. É muito bom quando vemos pessoas que passaram e  por experiências semelhantes às nossas, e obtiveram resultados muito positivos. E é melhor ainda nos inspirarmos nelas.

cacheia

Marília Gabriela, 20 anos.

Hoje conheceremos a Marília Gabriela, ou melhor, Gabi Novaes como prefere ser chamada. Assim como muitas de nós, ela passou boa parte da vida sendo escrava de alisamentos e progressivas, mas percebeu que isso não a fazia bem. Nem esteticamente e muito menos para a sua auto-estima. É uma história bastante inspiradora de alguém que  apaixonou-se por seu cabelo natural!

Eu me chamo Marília Gabriela, mas atendo pelo nome de Gabi Novaes há alguns anos. Tenho 20 Anos e comecei a usar a química do alisamento aos 14. Relaxamentos “bobos” ate os 16 quando fiz minha primeira progressiva. Coisa boba de menina não conseguia me achar bonita de cabelo cacheado. Também porque não sabia usa_lo.

Desde o meu primeiro contato com o alisamento meu cabelo se mostrou fraco pra esse tipo de química, e seis meses depois da primeira progressiva começou a cair quando fiz o retoque da raiz. Tive meu primeiro corte químico, mesmo sem nem saber do que se tratava isso. Anos depois eu mesmo não dando mais a progressiva seguia relaxando e tive outro corte químico. (Pois é demorei muito pra aprender) lembro que no outro dia tinha escola, era o primeiro dia de aula depois das ferias e eu estava desesperada. A solução foi cortar tudo e deixar crescer.

Então pra quem acha que ai eu aprendi a lição esta muito enganado. Meses depois voltei a alisar e a pintar, e em uma das loucuras capilares da minha vida, 2 anos depois estava eu sofrendo meu terceiro e ultimo corte químico. Dessa vez eu já sabia do que se tratava! E sabia que não queria mais isso pra mim. Entrei em vários grupos que algumas amigas me indicaram e passei a ver mais cacheiavideos sobre o assunto: “transição”.

Eu não podia fazer o BC porque não tinha nem comprimento pra ir tirando, estava com pouco cabelo e muito curto. E a solução era todo mês tirar o pouco que crescia até recuperar todo cabelo. Passei sete meses em transição, os primeiros meses ainda usando a chapinha, porque não conseguia me achar bonita sem uma franja caindo no rosto. E o fim da minha transição foi quando finalmente cortei a ultima parte que faltava, exatamente a franja.

Foi estranho me ver de cara limpa. Agora era eu. E nada escondia meu rosto ou a testa que eu achava grande demais.

As primeiras vezes que sai de casa foi com muito medo. Mas a reação das pessoas eram muito positivas. Elogios, brincadeiras e eu fui passando a amar tudo isso. Fui passando a me cuidar mais e hoje 9 meses depois do primeiro bc não consigo mais parar de cortar o cabelo. Amo meus cachos curtos e me amo. Hoje me olho no espelho e me sinto a pessoa mais linda do mundo. Conviver comigo se tornou algo impossível. Porque a  minha alto estima ta do tamanho de um prédio de 40 andares.

Pra mim, assumir meus cachos foi descobrir em mim uma mulher que eu escondia atrás de cabelos e roupas estranhas.

Foi a melhor coisa que eu podia ter feito na minha vida. E super aconselho todas a se assumirem,  sejam crespas ou cacheadas, lisas ou onduladas. Não tem nada melhor do q a sensação de se jogar numa piscina sem ter medo do q os outros vão ver quando você sair debaixo da água. A chuva não é mais minha inimiga e se a chapinha queimar na noite da balada… eu vou mesmo assim. Hoje eu sou uma mulher livre!

cacheia

“Amo meus cachos curtos e me amo. Hoje me olho no espelho e me sinto a pessoa mais linda do mundo.”

Ana Catarina

Ana Catarina, 21, reside em Belo Horizonte, MG. Estudante de Comunicação, feminista, escritora no tempo livre e apaixonada por cabelos.







comments

Comentários

Foi um enorme prazer compartilhar minha historia e saber que ela pode vim a inspirar novas cacheadas por ai. sucesso meninas, ta tudo muito lindo por aqui.

O prazer foi todo nosso! Obrigada por compartilhar essa história tão linda conosco! Beijinho :*

Muito legal sua historia! Me identifiquei bastante!! Parabéns por vir contar ela aqui pra gente eee por ultimo mas não menos importante.. Você é linda de cachos guria! Haha

Beijo!

Oi boa tarde, seu caracóis são lindos. Mais no momento gostaria de só uma dica, como deixou seu cabelo nesse tom? quero colorir o meu nesse tom, e nao sei por onde começar, ja procurei alguns salões de beleza no meu bairro e nao têm essa cor. Pode me dar essa dica? Obrigada

Eu descoloria e usava uma tinta chmada kostume kolor, mais existe muitas tintas. yama, entre outras, exotic, e ainda tem a famosa anilina.


Deixe um comentário para Clarissa Cancelar comentário

error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não deve ser copiado ou reproduzido sem permissão prévia e sem atribuição dos créditos. Blog Cacheia 2013-2016.